Share Button
Estudos Bíblicos

Jó: O Mais Famoso Exemplo da Paciência

A proverbial paciência de Jó destaca-se no mundo inteiro, mesmo entre pessoas que não sabem quem ele era ou o que fez. A frase “a paciência de Jó” vem diretamente das Escrituras, de um texto no qual Tiago incentivou os cristãos a perseverarem, aguardando a manifestação da justiça divina:

“Portanto, irmãos, sejam pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas. Sejam também vocês pacientes e fortaleçam o seu coração, pois a vinda do Senhor está próxima. Irmãos, não se queixem uns dos outros, para que vocês não sejam julgados. Eis que o juiz está às portas. Irmãos, tomem como exemplo de sofrimento e de paciência os profetas, que falaram em nome do Senhor. Eis que consideramos felizes os que foram perseverantes. Vocês ouviram a respeito da paciência de Jó e sabem como o Senhor fez com que tudo acabasse bem; porque o Senhor é cheio de misericórdia e compaixão” (Tiago 5:7-11, ênfase acrescentada).

Tiago ensina, nesse trecho, a essência da paciência. Esse atributo não significa passiva inatividade, e sim preparo ativo com confiança em Deus. Jó não sabia por que ou até quando sofreria, mas ele perseverou na sua fé no Senhor. Tiago ensina os cristãos a fazer a mesma coisa, não desistindo nem ficando desanimados com a espera. No final da história, Jó recebeu a recompensa do Senhor por sua fidelidade. Deus cumprirá seus planos e suas promessas. Continuemos fiéis aguardando sua ação.

A história de Jó se encaixa entre Noé e Abraão. É bem possível que tenha sido o primeiro livro da Bíblia escrito.

Entre as características da paciência de Jó é sua atitude de reverência para com Deus. Depois de perder todos os seus bens e até seus filhos, Jó adorou o Senhor!

“Então Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça, prostrou-se em terra e adorou. E disse:

— Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei. O Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor!” (Jó 1:20-21).

Quando passamos por provações difíceis (e é difícil imaginar um dia pior do que aquele descrito em Jó 1), é fácil nos mergulhar na autopiedade e resmungar sobre tudo na vida. É fácil até questionar ou maldizer o nosso Criador. Jó não cedeu a essa tentação: “Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma” (Jó 1:22).

A verdadeira paciência está enraizada no profundo respeito para com Deus.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA