Share Button
Estudos Bíblicos

Abraão Aguardou com Paciência

Quando Abraão tinha 75 anos de idade, Deus lhe fez três grandes promessas. Ele prometeu: (1) fazer uma nação dos seus descendentes; (2) dar uma terra para eles; e (3) abençoar todas as famílias da terra por meio de um dos descendentes (Gênesis 12:1-3). Naquela época, alguns homens viviam mais de 150 anos. O próprio Abraão viveu mais 100 anos depois de receber as promessas, morrendo aos 175 anos de idade. Quando ele morreu, Deus não havia cumprido nenhuma dessas promessas especiais!

Esse fato não abalou a fé de Abraão. Ele se mostrou paciente, servindo a Deus com fidelidade enquanto aguardava o cumprimento das promessas. Foi para onde Deus o enviou. Fez o que Deus mandou. De todos os personagens do Antigo Testamento, Abraão se tornou o exemplo de fé mais citado no Novo Testamento.

Implícita em todas as três promessas foi a necessidade de Abraão ter descendentes. Mas quando Deus falou com ele, Abraão não tinha nenhum filho. Em alguns momentos, foi difícil para ele e sua mulher acreditarem, mas Deus não falhou. Depois de 25 anos, Deus tomou o primeiro passo e lhes deu um filho, chamado Isaque. Quando Abraão morreu, o cumprimento das promessas ainda estava longe. De sobreviventes para o cumprimento das promessas, ele deixou Isaque e dois netos de 15 anos de idade. Somente um dos netos, Jacó, faria parte do plano especial de Deus para os descendentes de Abraão. Ou seja, nos 100 anos depois de receber a promessa, Abraão viu nascer apenas dois descendentes que fariam parte desse plano!

O nome de Abraão aparece mais de 75 vezes no Novo Testamento, frequentemente como exemplo de fé. O autor de Hebreus falou de Abraão e outros personagens fiéis quando disse: “Todos estes, mesmo tendo obtido bom testemunho por meio da fé, não obtiveram a concretização da promessa” (Hebreus 11:39).

As principais promessas de Deus para os fiéis nos dias de hoje não serão cumpridas durante a vida terrestre. A promessa de abençoar todas as famílias da terra por meio do descendente de Abraão se refere à salvação eterna que Jesus oferece (Gênesis 12:3; Gálatas 3:16). Os servos de Cristo aguardam a recompensa celestial.

O exemplo de Abraão nos ajuda a compreender a paciência que Deus deseja de todos nós. Esse homem confiou nas promessas de Deus, foi ativo na sua obediência durante a vida toda, e morreu confiante que Deus ainda seria fiel em cumprir a sua palavra. Podemos viver, e até morrer, com a mesma confiança.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA