Estudos Bíblicos

Desculpas que Não Colam

Ouvimos e oferecemos desculpas constantemente. Um funcionário que perde um dia de trabalho ou um aluno que falta na escola entrega um atestado justificando sua falta. Um eleitor que não comparece no local de votação “justifica” sua ausência. Muitas desculpas são válidas, enquanto outras não justificam as falhas.

Jesus contou uma história para mostrar que Deus não aceita algumas desculpas comuns. Ele disse:

“— Certo homem deu uma grande ceia e convidou muitos. À hora da ceia, enviou o seu servo para avisar aos convidados: ‘Venham, porque tudo já está preparado.’ Mas todos eles, um por um, começaram a apresentar desculpas. O primeiro disse: ‘Comprei um campo e preciso ir vê-lo; peço que me desculpe.’ Outro disse: ‘Comprei cinco juntas de bois e vou experimentá-las; peço que me desculpe.’ E outro disse: ‘Casei-me e, por isso, não posso ir.’

— O servo voltou e, contou tudo ao seu senhor. Então, irado, o dono da casa disse ao seu servo: ‘Saia depressa para as ruas e becos da cidade e traga para cá os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos.’ Mais tarde, o servo lhe disse: ‘Patrão, já fiz o que o senhor mandou, e ainda há lugar.’ Então o senhor disse ao servo: ‘Saia pelos caminhos e atalhos e obrigue todos a entrar, para que a minha casa fique cheia. Porque digo a vocês que nenhum daqueles homens que foram convidados provará a minha ceia’” (Lucas 14:16-24).

Quando consideramos essa parábola em seu contexto, um período de confrontos entre Jesus e os líderes dos judeus, seu significado se torna evidente. O anfitrião representa Deus. Os convidados ouvem o convite do Senhor, mas oferecem desculpas para justificar suas faltas.

O homem que deu a festa se ira com os convidados ingratos e convida outros. No final, ele declara a consequência de desprezar seu convite. Nenhum que recusou o convite participaria do seu banquete.

É válido enxergar nessa parábola a rejeição de Jesus pelos líderes religiosos da época. Da mesma maneira, podemos entender que o convite à comunhão com Deus foi estendido a pessoas anteriormente desprezadas, até às outras nações. Mas devemos aproveitar uma lição valiosa que se aplica a todos nós. Jesus nos convida a ouvir sua palavra e demonstrar a fé nele. Quando recebemos o batismo para perdão dos pecados e assumimos o compromisso de obedecer ao Senhor em tudo, entramos em comunhão com Deus – Pai, Filho e Espírito Santo (Mateus 28:19-20). Ele não quer desculpas; ele quer a fé obediente!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA