Estudos Bíblicos

Um Jardineiro Tenta Salvar uma Figueira

Os últimos quinze capítulos do evangelho segundo Lucas falam sobre o final da missão terrestre de Jesus Cristo. A partir do capítulo 9, Jesus se aproximava de Jerusalém, onde ele seria crucificado. Conforme o desfecho da história, o tom das mensagens dele muda, apresentando uma mistura de apelos para o arrependimento do povo, repreensões severas dos líderes hipócritas e lamentações sobre as consequências que viriam sobre os rebeldes. É nesse contexto que ele contou uma parábola sobre um jardineiro e uma figueira:

“E Jesus contou a seguinte parábola:

— Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha e, vindo procurar fruto nela, não achou. Então disse ao homem que cuidava da vinha: ‘Já faz três anos que venho procurar fruto nesta figueira e não encontro nada. Portanto, corte-a! Por que ela ainda está ocupando inutilmente a terra?’ Mas o homem que cuidava da vinha respondeu: ‘Senhor, deixe-a ainda este ano, até que eu escave ao redor dela e ponha estrume. Se vier a dar fruto, muito bem. Se não der fruto, o senhor poderá cortá-la´” (Lucas 13:6-9).

A parábola não é difícil de entender, mas sua mensagem é profunda. No contexto específico, a figueira representa a nação de Israel na época de Jesus. O dono da vinha representa o próprio Senhor, que havia investido muito para estabelecer e preservar a nação escolhida. A decisão de cortar a figueira estéril ilustra a justiça de Deus, decretando a merecida punição da árvore infrutífera. A nação de Israel foi formada por Deus para glorificar seu nome, mas estava inutilmente ocupando a terra!

O jardineiro é o próprio Jesus. Ele vinha lutando para o bem da nação, desejando salvar o povo de Jerusalém (Lucas 13:34). Ele demonstra a misericórdia com mais uma tentativa de resgatar Israel. Seu papel ilustra o princípio fundamental de Deus ser justo e, por meio de Jesus, justificador (Romanos 3:23-26). A justiça de Deus pediu a destruição da figueira improdutiva, mas sua graça ofereceu a redenção. Há limites, porém, mesmo para Jesus. Se a figueira não respondesse bem às suas tentativas de salvá-la, o jardineiro concordaria com a decisão de cortá-la.

Agora, pensemos em uma segunda aplicação da parábola. Todos nós fomos feitos na imagem de Deus para honrar o Criador. Erramos, deixando de cumprir o nosso propósito e ocupando inutilmente a terra. Mas, por meio de Jesus, temos a oportunidade de sermos salvos. Nossa reação determina nosso destino.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA