Share Button
Estudos Bíblicos

De Volta à Escravidão

Em um período de menos de dois anos, os israelitas que foram conduzidos por Moisés presenciaram as pragas que Deus mandou para devastar a terra do Egito, o milagre de partir o mar Vermelho e vários atos divinos para alimentar milhões no deserto. Eles ouviram a voz de Deus quando ele se revelou no monte e viram sua glória encher o tabernáculo, o templo móvel que representava a presença de Deus no meio da nação.

Nenhuma nação na história havia visto tantos atos sobrenaturais. Moisés frisou este fato para incentivar que o povo continuasse fiel: “— Agora, pois, perguntem aos tempos passados, que transcorreram antes de vocês, desde o dia em que Deus criou o ser humano sobre a terra, desde uma extremidade do céu até a outra, se já aconteceu algo tão grandioso como isto ou se em algum momento se ouviu falar de coisa semelhante. Perguntem se algum povo ouviu a voz de algum deus falando do meio do fogo, como vocês ouviram, e ficaram vivos; ou se já houve um deus que tentou ir tomar para si um povo do meio de outro povo, com provas, com sinais, com milagres, com lutas, com mão poderosa, com braço estendido e com feitos espantosos, segundo tudo o que o SENHOR, seu Deus, fez por vocês no Egito, como vocês viram com os seus próprios olhos. Isso foi mostrado a vocês para que soubessem que o SENHOR é Deus; nenhum outro há, além dele. Dos céus ele fez com que ouvissem a sua voz, para ensiná-los, e sobre a terra lhes mostrou o seu grande fogo, e do meio do fogo vocês ouviram as suas palavras” (Deuteronômio 4:32-36).

Com este pano de fundo, algumas atitudes dos israelitas no deserto se tornam difíceis de entender. Tinham acabado de partir do monte Sinai quando reclamaram sobre comida e falaram que era melhor viver como escravos no Egito (Números 11:4-6). Poucas semanas depois, quando se aproximavam da fronteira da terra prometida, falaram que seria melhor voltar para o Egito (Números 14:1-4).

Queriam abandonar a liberdade que Deus lhes deu e voltar à escravidão!

Hoje, Jesus Cristo nos oferece liberdade dos nossos pecados e das suas consequências fatais (João 8:32; Mateus 11:28-30; Romanos 6:23). Quando viramos as costas para ele e decidimos permanecer no pecado ou voltar à vida de desobediência, demonstramos a mesma insensatez que atrapalhou a jornada dos israelitas e levou à morte de mais de 600.000 homens no deserto.

Vamos reconhecer as grandiosas obras de Deus e aceitar a salvação que ele nos oferece!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA