Share Button
Estudos Bíblicos

Sofrimento: O Estrago no Éden

Há sofrimento neste mundo. Até pessoas inocentes sofrem. Em outros artigos, vamos considerar causas específicas de alguns casos do sofrimento, mas, primeiro, voltamos a nossa atenção ao livro de Gênesis para observar alguns fatos importantes.

A Bíblia começa com o relato da Criação, concluindo o resumo geral do processo com este comentário: “Deus viu tudo o que havia feito, e eis que era muito bom” (Gênesis 1:31). No início, não havia doenças, nem dores nem morte. Deus preparou um universo perfeito para a habitação dos seres humanos.

O problema não era da parte de Deus, e sim, dos humanos. No sexto dia da Criação, “Assim Deus criou o ser humano à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou” (Gênesis 1:27). Entre outros atributos, a capacidade de amar foi uma das características que o Criador deu aos humanos, pois Deus é amor (1 João 4:8). Ele não nos criou como robôs controlados por ele, nem como animais guiados por instintos. Quando ele nos deu a capacidade de amar, necessariamente permitiu que o homem escolhesse. O livre arbítrio humano está implícito no fato que Deus, a definição de amor, nos criou à sua imagem. Deus queria que essas criaturas amassem o Criador e as outras criaturas, mas ele deixou a decisão com os humanos.

Amor para com Deus se manifesta na obediência a ele (João 14:15,23). O pecado, a desobediência das ordens de Deus, demonstra a falta de amor. Os primeiros capítulos de Gênesis mostram como essa falta de amor corrompeu o mundo e trouxe sofrimento ao Paraíso criado por Deus.

O caso principal aconteceu no próprio jardim do Éden, habitação preparada para o primeiro casal. Deus deu responsabilidades (cultivar e cuidar do jardim, multiplicar-se, encher e sujeitar a terra) e permissões (comer livremente das plantas) para Adão e Eva (Gênesis 1:28-30; 2:15-16). Mas, o amor não seria verdadeiro sem escolha, então Deus deixou uma opção para o casal. Ele deu para Adão e Eva a opção de pecar quando proibiu que comessem de uma determinada árvore no jardim. E ele foi claro em ligar a possível desobediência com o sofrimento: “mas da árvore do conhecimento do bem e do mal você não deve comer; porque, no dia em que dela comer, você certamente morrerá” (Gênesis 2:17).

Quando Eva cedeu à fala sedutora da serpente, e Adão seguiu o mau exemplo dela, as consequências foram graves. Como Deus havia falado, o casal morreu no mesmo dia. A morte física, que ainda demorou séculos para Adão, era apenas uma consequência secundária. O casal morreu espiritualmente quando foi expulso da presença de Deus (Gênesis 3:22-24).

Por causa do pecado, sofreram em outros sentidos. Eva, e todas as mães depois dela, teria sofrimento na gravidez e dores no parto (Gênesis 3:16). O trabalho do homem se tornou duro, cansativo e cheio de obstáculos (Gênesis 3:17-19).

O efeito do pecado do primeiro casal não se limitou ao sofrimento dos ofensores. Animais sofreram por causa desse grave erro. Para cobrir a vergonha causada pelo pecado, Deus usou peles de animais para fazer roupas (Gênesis 3:21). O mundo foi amaldiçoado por causa do erro no Éden. O apóstolo Paulo explicou: “Pois a criação está sujeita à vaidade, não por sua própria vontade, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que a própria criação será libertada do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação a um só tempo geme e suporta angústias até agora” (Romanos 8:20-22).

Se o pecado não tivesse corrompido o mundo, não teríamos as dores, doenças e mortes que se tornaram comuns. Mesmo animais e pessoas inocentes, que não entendem e não participam do pecado de Adão e Eva, ainda sofrem as consequências da sua falta de amor. Não temos como escapar do sofrimento durante nosso tempo neste mundo, mas podemos participar da vitória sobre o pecado, a morte e todo o sofrimento no céu, pois Jesus abriu o caminho por sua morte e ressurreição e nos mostra o caminho ao Pai. Por isso, Paulo também escreveu: “Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós” (Romanos 8:18).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA