Share Button
Estudos Bíblicos

Salmo 147: O SENHOR Edifica Jerusalém

Depois de séculos de rebeldia e idolatria, o povo de Israel foi castigado severamente. Deus usou o império da Assíria para castigar o reino do Norte, às vezes chamado Israel ou Samaria. Depois, ele mandou os babilônios para destruir Jerusalém e levar a maioria dos sobreviventes ao exílio. Depois de 70 anos para serem purificados das suas práticas idólatras, começaram a voltar para Jerusalém. Zorobabel conduziu um grupo grande. Com a ajuda dos profetas Ageu e Zacarias, ele animou o povo a reconstruir o templo. Nas gerações seguintes, Esdras e Neemias voltaram para dar continuidade ao trabalho. Lidaram com problemas internos e ameaças externas. Neemias uniu o povo para terminar a reconstrução dos muros da cidade, aumentando sua segurança. O Salmo 147 parece descrever a confiança e gratidão do povo nessa situação da paz restaurada depois do exílio.

Esse Salmo naturalmente se divide em três partes, cada uma iniciando com uma chamada para adorar o Senhor:

(1) “Louvai ao SENHOR” (versos 1 a 6). Nos primeiros versos, o autor anônimo começa a enumeração de motivos para adorar a Deus. Ele olha para cima, para o grande Deus que olha para baixo. Deus é onipotente e onisciente (verso 5), identificando por nome todas as estrelas (verso 4), mas ele é misericordioso e compassivo, olhando para os humildes de coração quebrantado (versos 3 e 6).

Aqui, também, encontramos a primeira sugestão do contexto histórico do Salmo na linguagem de restauração: “O SENHOR edifica Jerusalém e congrega os dispersos de Israel. sara os de coração quebrantado e lhes pensa as feridas” (versos 2 e 3).

(2) “Cantai ao SENHOR” (versos 7 a 11). A segunda chamada continua com motivos do mesmo estilo. Por um lado, Deus é sublime, aquele que manda as chuvas do céu e não treme diante da força de cavalos e guerreiros (versos 8 e 10). Ao mesmo tempo, ele alimenta os animais, até as pequenas aves (verso 9) e demonstra misericórdia àqueles que confiam nele.

(3) “Louva, Jerusalém, ao SENHOR” (versos 12 a 20). A terceira chamada é a mais nacional de todas, focalizando a bondade de Deus para com seu povo escolhido como motivo de adoração. Jerusalém e Sião são sinônimos usados na construção paralela desse convite (verso 12). A cidade principal dos judeus foi reforçada e abençoada por Deus (verso 13). Deus restaurou a paz do povo, lhes dando fartura em uma terra fértil (versos 14 a 18). Até a neve e a geada se derretem para fornecer a água necessária para a terra ser produtiva.

A principal bênção sobre o povo judeu, porém, não foi na fertilidade da terra nem na paz do seu território. A lei especial que Deus deu aos israelitas colocou essa nação em uma posição privilegiada acima de todos os outros povos: “Mostra a sua palavra a Jacó, as suas leis e os seus preceitos, a Israel. Não fez assim a nenhuma outra nação; todas ignoram os seus preceitos. Aleluia!” (versos 19 e 20).

Devemos observar três fatos importantes relacionados ao final do Salmo:

(1) As bênçãos espirituais, especialmente a comunhão com Deus, são muito mais importantes do que bens materiais.

(2) Durante a vigência da lei que Deus deu por meio de Moisés no monte Sinai, os israelitas ocupavam um lugar especial como o primogênito de Deus, uma nação guiada por uma revelação especial (Êxodo 4:22; Romanos 3:1-2).

(3) Essa vantagem, porém, foi limitada, pois Deus estendeu a todas as nações a mesma oportunidade da salvação por meio de Jesus Cristo (Atos 10:34-35; Gálatas 3:26-29).

“Louvai ao SENHOR, porque é bom e amável cantar louvores ao nosso Deus; fica-lhe bem o cântico de louvor” (verso 1).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA