Share Button
Estudos Bíblicos

Salmo 66: Aclamai a Deus, Toda a Terra

Vistos da ótica nacional ou pela perspectiva pessoal, os grandes feitos de Deus são motivos de adoração. O autor do Salmo 66 chama todos a considerar as obras de Deus e lhe oferecer o merecido louvor.

O cabeçalho não identifica o autor, nem a circunstância da composição desse hino. Pelos exemplos citados, claramente se posiciona depois da chegada dos israelitas à terra prometida. É possível que as provações mencionadas sejam a escravidão no Egito ou o cativeiro na Babilônia. Em ambos os casos, Deus deixou o povo sofrer antes de conduzi-lo a “um lugar espaçoso” onde faria sacrifícios na casa do Senhor (versos 12 a 15).

O Salmo se divide naturalmente em quatro partes:

(1) O autor inicia o hino com uma chamada para os leitores adorarem o Senhor (versos 1 a 4). Ele emprega vários verbos para descrever a honra dada a Deus: aclamar, salmodiar, prostrar-se, cantar. O louvor é resultado natural da admiração das grandes obras do Senhor: “Dizei a Deus: Que tremendos são os teus feitos! Pela grandeza do teu poder, a ti se mostram submissos os teus inimigos” (verso 3).

Nas outras três divisões do Salmo, o Salmista vincula os mesmos dois temas: a adoração que o homem oferece por causa das grandes obras realizadas por Deus.

(2) As obras redentoras são motivo para os povos louvarem a Deus (versos 5 a 9). O salmista convida os povos a observarem as obras de Deus: “Vinde e vede as obras de Deus: tremendos feitos para com os filhos dos homens!” (verso 5). A fé no verdadeiro Deus não se baseia em fantasias, pois o Senhor nos oferece evidências para nos conduzir à fé. Foi a base do convite que Filipe fez a Natanael quando Jesus começou a pregar e realizar milagres na Galileia: “Vem e vê” (João 1:46). Deus se apresenta nas obras da Criação, e espera que o homem examine honestamente as provas da sua existência e dos seus atributos divinos (Romanos 1:20). As obras de Jesus, especialmente a sua ressurreição, servem como fundamento sólido para a fé nele como Salvador e Senhor (João 20:30-31; 1 Coríntios 15:3-11).

As provas apresentadas pelo autor do Salmo 66 são as obras salvadoras de Deus em resgatar os israelitas da escravidão egípcia (o verso 6 se refere ao mar Vermelho e ao rio Jordão – Êxodo 14 e Josué 3), demonstrando sua autoridade absoluta e eterna sobre as nações (verso 7). A graça que Deus estendeu aos seus servos motiva o louvor (versos 8 e 9).

(3) A disciplina divina é motivo de adoração (versos 10 a 15). É fácil pensar na correção como algo negativo e indesejável, mas os sábios aceitam e aproveitam a disciplina: “Quem ama a disciplina ama o conhecimento, mas o que aborrece a repreensão é estúpido” (Provérbios 12:1). O autor desse Salmo amou o conhecimento e viu a correção que veio do Senhor como uma bênção e demonstração do amor divino. Tanto na escravidão no Egito quanto no exílio na Babilônia, o povo sofreu para aprender a depender de Deus. O compositor representa a nação quando promete cumprir seus votos em gratidão pela libertação concedida pelo Senhor (versos 13 a 15).

(4) Orações respondidas são motivo de glorificar o Senhor (versos 16 a 20). A última obra de Deus citada pelo autor foi sua resposta às súplicas oferecidas. Ele fala aos ouvintes sobre a fidelidade de Deus em ouvir sua oração, e exalta o nome do Senhor por esse motivo. “Se eu no coração contemplara a vaidade, o Senhor não me teria ouvido. Entretanto, Deus me tem ouvido e me tem atendido a voz da oração” (versos 18 e 19). O Salmista ensinou o que o apóstolo João diria séculos depois: a confiança de ter as orações atendidas por Deus depende da nossa fidelidade: “Amados, se o coração não nos acusar, temos confiança diante de Deus; e aquilo que pedimos dele recebemos, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos diante dele o que lhe é agradável” (1 João 3:21-22).

As grandes obras de Deus nos convidam a honrar seu nome!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA