Share Button
Estudos Bíblicos

Salmo 107: Considere as Misericórdias do SENHOR

Temos muitos motivos para buscar e adorar o Senhor. Ele merece adoração por ser nosso Criador. Ele é digno de honra por preservar a nossa vida e sustentar o universo. É comum reconhecer bênçãos específicas na vida como motivos de louvor: recuperação de doenças, livramento de acidentes, o pão de cada dia etc.

Salmo 107 oferece louvor a Deus por sua bondade e misericórdia, considerando especificamente o livramento do povo do Senhor do cativeiro. Esse hino não tem cabeçalho identificando autor ou circunstância, mas a data mais provável seria por volta de 536 a.C. A linguagem do Salmo, especialmente dos primeiros três versos, sugere esse contexto histórico. Foi nesse tempo que Zorobabel conduziu um grupo de judeus a Jerusalém, depois do Decreto de Ciro, o rei da Medo-Pérsia. Depois de 70 anos de exílio na Babilônia, dezenas de milhares de judeus voltaram à sua terra para reconstruir o templo e a cidade de Jerusalém. Que motivo de alegria e de adoração!

A estrutura do Salmo chama atenção por sua beleza poética. Depois de convidar os remidos a adorarem o Senhor, o salmista apresenta quatro estrofes com o mesmo padrão de cinco partes (versos 4-9; 10-16; 17-22; 23-32):

(1) A descrição da angústia do povo (versos 4-5, 10-12, 17-18, 23-27). A maneira de apresentar o sofrimento varia de uma estrofe para a outra: na primeira, é o sofrimento de passar fome e sede no deserto; na segunda, a angústia é de presos aguardando a morte; na terceira, ele descreve a aflição dos insensatos que recusaram ouvir a correção; e na última, a imagem é do desespero de pessoas em um navio durante uma tempestade no mar.

As próximas três partes são iguais em todas as quatro estrofes:

(2) O apelo a Deus: “Então, na sua angústia, clamaram ao SENHOR” (versos 6,13,19,28).

(3) A resposta do Senhor: “e ele os livrou das suas tribulações” (versos 6,13,19,28).

(4) A reação de gratidão do povo: “Rendam graças ao SENHOR por sua bondade e por suas maravilhas para com os filhos dos homens!” (versos 8,15,21,31).

A última parte, como a primeira, varia de uma estrofe para outra:

(5) A descrição do efeito da ação de Deus para com o povo redimido (versos 9,16,22,32). Nas duas primeiras, a ênfase está no que Deus fez para o benefício do povo: “Pois dessedentou a alma sequiosa e fartou de bens a alma faminta” (verso 9); “Pois arrombou as portas de bronze e quebrou as trancas de ferro” (verso 16). As outras duas frisam o alívio dos remidos que os leva a adorar ao Senhor: “Ofereçam sacrifícios de ações de graças e proclamem com júbilo as suas obras!” (verso 22); “Exaltem-no também na assembleia do povo e o glorifiquem no conselho dos anciãos” (verso 32).

No final do Salmo, o autor muda seu estilo e dedica os próximos versos a um cântico de adoração pelos feitos do Senhor, tanto os castigos dos rebeldes quanto as bênçãos dos fiéis (versos 33-41). O contraste, nesses versos, entre os atos de Deus e os dos homens demonstra a inconstância destes diante da fidelidade daquele. Ele amaldiçoa e abençoa conforme as atitudes dos homens.

Esse contraste é a base da instrução no final do Salmo, que nos lembra das frases didáticas do livro de Provérbios: “Os retos veem isso e se alegram, mas o ímpio por toda parte fecha a boca. Quem é sábio atente para essas coisas e considere as misericórdias do SENHOR” (versos 42 e 43).

Deus é bom em todos os momentos. Mesmo quando nos disciplina e nos castiga por causa da nossa desobediência à sua palavra, ele continua sendo bom. O autor do Salmo 107 oferece e incentiva a adoração ao Senhor, porque ele é bom!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA