Share Button
Estudos Bíblicos

Compreensão das Escrituras: Como Usar Exemplos Bíblicos

Exemplos nas Escrituras servem para ensinar condutas boas para serem imitadas e outras más para serem evitadas. Focamos esse fato no último artigo. Agora, vamos examinar como utilizar os exemplos, especialmente considerando as práticas de Jesus e das pessoas guiadas diretamente por Deus na igreja primitiva.

Aprendemos de exemplos, tanto no dia a dia como na busca da vontade de Deus nas Escrituras. Pessoas que procuram seguir Jesus devem prestar atenção especial à conduta de Cristo e das pessoas que ele escolheu para nos instruir, especialmente os apóstolos que ele enviou para pregar ao mundo. Seguir Jesus inclui obediência aos seus mandamentos (João 14:15) e imitação do seu exemplo (João 13:15). Ele enviou homens para ensinar sua palavra (Mateus 28:18-20), e os exemplos desses apóstolos também devem ser imitados (1 Coríntios 4:16). Vamos considerar como usar esses exemplos bíblicos.

Na ausência de instruções faladas, devemos prestar muita atenção aos exemplos. À luz das instruções citadas acima, devemos seguir exemplos como se fossem ordens faladas. Encontramos casos práticos quando estudamos sobre a Ceia do Senhor. Paulo citou o exemplo dado por Jesus para ensinar como participar da Ceia (1 Coríntios 11:23-29). Lucas, o autor do livro de Atos, registrou o procedimento do apóstolo Paulo e dos cristãos em Trôade, que se reuniram no primeiro dia da semana para participar dessa celebração importante dos cristãos (Atos 20:6-7). Até os dias de hoje, cristãos no mundo inteiro se reúnem aos domingos para partir o pão que representa o corpo de Jesus e beber o cálice que representa seu sangue, baseando sua prática nesses exemplos. Entendemos que não devemos acrescentar, diminuir nem substituir nada, pois aceitamos os exemplos como a maneira que Deus nos ensina como lembrar o sacrifício do nosso Senhor Jesus.

Quando encontramos relatos de pessoas obedecendo ordens reveladas nas Escrituras, porém, esses exemplos não servem como o padrão exclusivo a ser seguido, e sim como ilustrações de possíveis maneiras de obedecer às instruções reveladas.

Depois da sua ressurreição, Jesus mandou seus servos a ir e pregar o evangelho (Marcos 16:15). Encontramos diversos exemplos que ilustram a obediência dos discípulos. O fato que eles usaram certos meios de transporte (foram a pé, de navio etc.) não nos limita a usar as mesmas formas de locomoção. Não erramos quando usamos bicicletas, carros, trens, ônibus e aviões para levar o evangelho aos outros, pois ainda estamos obedecendo a ordem de ir. No livro de Atos, há exemplos das mensagens pregadas pelos apóstolos e profetas da igreja primitiva. Pedro fez uma pregação baseado em textos dos livros de Joel e Salmos (Atos 2). Estêvão fez um resumo da história do Antigo Testamento (Atos 7). Filipe começou com Isaías 53 (Atos 8). Paulo citou os ídolos dos gregos para introduzir a mensagem sobre Cristo (Atos 17). Quando pregamos hoje, não precisamos nos limitar às abordagens específicas ou aos textos usados nessas pregações. Devemos obedecer a ordem de pregar o evangelho, que inclui muitos textos e muitas possíveis abordagens. Seria errado pregar outra coisa, a não ser o evangelho puro de Jesus (Gálatas 1:6-9). Qualquer pregação deve ser completamente fiel à palavra revelada nas Escrituras, mas os exemplos de pregações no Novo Testamento não definem os detalhes das nossas mensagens.

Jesus mandou que batizassem as pessoas que queriam ser salvas (Marcos 16:16; Mateus 28:19). João Batista batizou no rio Jordão, mas seu exemplo não nos limita a batizar no mesmo rio ou a batizar apenas em águas correntes. Em qualquer lugar que encontramos água, podemos seguir a ordem de Jesus e imergir as pessoas que desejam o perdão dos seus pecados (Atos 8:36).

Deus mandou os cristãos congregarem (Hebreus 10:25). Há exemplos de reuniões em sinagogas, salas superiores, casas, escolas etc. São ilustrações da obediência dos cristãos primitivos, mas não limitam as nossas opções de locais de reunião. Ensinar que uma igreja precisa ter prédio próprio ou dizer que igrejas podem se reunir apenas em casas são distorções humanas. Devemos ensinar o que o Novo Testamento diz: “Não deixemos de congregar-nos...” (Hebreus 10:25), sem acrescentar exigências que vêm das nossas próprias preferências.

Deus usa exemplos para nos ensinar, e devemos prestar atenção para aprender o que ele ensina, sem distorcer sua mensagem.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA