Share Button
Estudos Bíblicos

Salmo 76: Ele Quebranta o Orgulho

No Salmo 75, Asafe confiou na justiça de Deus diante das ameaças dos seus inimigos e no Salmo 76, glorifica a Deus pela vitória realizada. Um hino complementa o outro, e os dois foram destinados ao mestre de canto para uso no louvor de Israel.

O Salmo 76 se divide em quatro partes principais. A primeira (versos 1 a 3) e a última (versos 11 e 12) falam sobre Deus, digno da adoração dos homens. A segunda (versos 4 a 6) e terceira (versos 7 a 10) falam diretamente para Deus, louvando-o por suas demonstrações de poder. Vamos considerar o conteúdo desse cântico:

“Conhecido é Deus em Judá; grande, o seu nome em Israel. Em Salém, está o seu tabernáculo, e, em Sião, a sua morada. Ali, despedaçou ele os relâmpagos do arco, o escudo, a espada e a batalha” (versos 1 a 3).

No paralelismo dos primeiros dois versos, encontramos dois pares que enfatizam o tema: Judá e Israel são as duas nações do povo de Deus; Salém (Jerusalém) e Sião são duas maneiras de identificar a sede religiosa do povo. Deus é conhecido por ter vencido todas as armas dos seus inimigos (verso 3).

Nas próximas duas partes, Asafe dirige suas palavras de louvor diretamente ao Senhor:

“Tu és ilustre e mais glorioso do que os montes eternos. Despojados foram os de ânimo forte; jazem a dormir o seu sono, e nenhum dos valentes pode valer-se das próprias mãos. Ante a tua repreensão, ó Deus de Jacó, paralisaram carros e cavalos” (versos 4 a 6).

Deus é grande, forte, alto e eterno, mas os mais valentes entre homens foram derrubados, deitados e impotentes na vergonha da sua derrota.

“Tu, sim, tu és terrível; se te iras, quem pode subsistir à tua vista? Desde os céus fizeste ouvir o teu juízo; tremeu a terra e se aquietou, ao levantar-se Deus para julgar e salvar todos os humildes da terra. Pois até a ira humana há de louvar-te; e do resíduo das iras te cinges” (versos 7 a 10).

Quando Deus julga na sua ira, os efeitos nos homens são dois: (1) os soberbos rebeldes não podem permanecer na presença de Deus; (2) os humildes encontram refúgio na salvação divina. Esse princípio da separação do julgamento divino se repete muitas vezes nas Escrituras (alguns exemplos: Gênesis 4:7; Deuteronômio 30:15-20; Mateus 7:13-14; 25:31-46; João 5:28-29; 2 Coríntios 5:10; 2 Tessalonicenses 1:6-10; Apocalipse 21:7-8).

Na quarta parte do Salmo, Asafe volta a falar sobre Deus, desta vez orientando os homens referente ao seu serviço ao Senhor:

“Fazei votos e pagai-os ao SENHOR, vosso Deus; tragam presentes todos os que o rodeiam, àquele que deve ser temido. Ele quebranta o orgulho dos príncipes; é tremendo aos reis da terra” (versos 11 e 12).

Diante do poderoso Deus que julga os homens, há apenas um caminho sensato: a submissão total ao Soberano! Deus ocupa seu lugar acima de todos os reis e príncipes, e deve ser honrado por todos os seres humanos. Esses últimos versos concluem o Salmo onde começou. Deus está na sua morada em Jerusalém, no seu santuário no monte Sião. Os adoradores fiéis levam seus presentes e pagam seus votos nesse lugar.

Nos dias de hoje, não precisamos voltar para Jerusalém para adorar ao Senhor, como o próprio Jesus ensinou (João 4:21-24), mas ele ainda merece a glória e honra das suas criaturas, pois é o soberano dos reis da terra (Apocalipse 1:5).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA