Share Button
Estudos Bíblicos

Salmo 115: No Céu está o Nosso Deus

Como responder às pessoas que zombam da nossa fé em Deus?

É possível que o Salmo 115 tenha sido escrito quando Deus livrou Jerusalém da ameaça assíria durante o reinado de Ezequias (2 Reis 18 e 19). O embaixador da Assíria tentou intimidar os habitantes da cidade com suas ousadas afirmações da superioridade do seu rei nas batalhas contra outros povos. Nenhum deus conseguia resistir o poder do rei Senaqueribe. O embaixador colocou o Deus de Judá na mesma categoria dos deuses dos outros povos, prometendo a derrota da cidade e a grande destruição dos seus habitantes. Esse Salmo se ajusta bem ao caso, especialmente quando comparado com os relatos nos livros de 2 Reis, 2 Crônicas e Isaías e a linguagem do profeta Isaías sobre a idolatria (Isaías 44:9-20).

Salmo 115 é um hino de louvor, iniciando e encerrando com expressões de adoração a Deus. Esse cântico focaliza a diferença entre o povo de Deus e os outros povos no ponto fundamental da sua distinção: os objetos da sua fé. As nações politeístas adoravam os deuses mitológicos que inventavam, representados por imagens feitas por homens, enquanto o povo de Israel adorava o verdadeiro Deus, invisível ao olho humano. Muitas cidades antigas foram adornadas pelas imagens dos seus deuses (Atenas no tempo de Paulo serve como um exemplo entre muitos – Atos 17:16,22-23). Jerusalém, durante os períodos de fidelidade a Deus, foi notável pela ausência de tais imagens. Um visitante que não conhecia a religião dos judeus poderia estranhar, observando a falta de imagens religiosas e perguntar sobre os hebreus: “Onde está o Deus deles?” (verso 2). O representante de Senaqueribe provocou o povo de Jerusalém com palavras semelhantes (Isaías 36:13-20).

O salmista não hesita em responder: “No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada” (verso 3). Mas sua resposta não vem em tom de defesa ou dúvida, pois logo acrescenta uma série de críticas mostrando a loucura da idolatria:

“Prata e ouro são os ídolos deles, obra das mãos de homens. Têm boca e não falam; têm olhos e não veem; têm ouvidos e não ouvem; têm nariz e não cheiram. Suas mãos não apalpam; seus pés não andam; som nenhum lhes sai da garganta” (versos 4 a 7).

As nações questionaram a fé de Judá, um povo que confiava no Criador do mundo, enquanto elas adoravam objetos impotentes e inúteis feitos com suas próprias mãos! Loucura! O autor termina essa crítica com um aviso sombrio: “Tornem-se semelhantes a eles os que os fazem e quantos neles confiam” (verso 8). Quem adora a nada se torna em nada!

Em contraste com a religião vã das outras nações, a fé de Israel tinha fundamento sólido, motivo de confiança diante das ameaças dos seus inimigos. Nos próximos três versos, repete-se um refrão de confiança na proteção divina:

“Israel confia no SENHOR; ele é o seu amparo e o seu escudo. A casa de Arão confia no SENHOR; ele é o seu amparo e o seu escudo. Confiam no SENHOR os que temem o SENHOR; ele é o seu amparo e o seu escudo” (versos 9 a 11).

Essa confiança se baseia nas bênçãos que Deus havia dado para Israel (versos 12 e 13), fatos que sustentam a esperança da continuação do favor divino (versos 14 e 15). Homens podem se gabar do seu domínio sobre a terra, como fez o rei Senaqueribe, mas os céus pertencem a Deus (verso 16).

Se esse Salmo fala do livramento de Jerusalém em 701 a.C., como alguns estudiosos sugerem, podemos imaginar os últimos dois versos como uma reflexão de vitória do povo protegido por Deus. Os soldados assírios mortos não louvavam a Deus em vida, e não havia mais oportunidade para honrá-lo depois de morrerem. Os fiéis de Israel, porém, adorariam ao Senhor para sempre!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA