Share Button

Ironia na Bíblia

A capacidade de comunicação verbal foi dada por Deus aos seres humanos, que têm usado essa habilidade fundamental desde o dia em que Deus criou o primeiro casal. Não deve nos surpreender, então, quando Deus fala para os homens de forma natural, utilizando as mesmas características de comunicação que ouvimos no dia a dia.

Ironia faz parte da comunicação humana. A palavra “ironia” significa: “Expressão ou gesto que dá a entender, em determinado contexto, o contrário ou algo diferente do que significa” (fonte: https://dicionariodoaurelio.com/ironia). Empregamos esse tipo de expressão no dia a dia por vários motivos. Pode ser um meio de ensinamento ou correção, usado por pais ou professores para chamar atenção de um jovem, assim usada com a intenção de ajudar. Ironia pode, também, assumir uma forma mais cáustica de sarcasmo ou zombaria.

A ironia permeia a comunicação verbal entre seres humanos, mas você já parou para observar que esse tipo de expressão foi empregado por Deus e pelas pessoas que ele escolheu para comunicar sua vontade? A ironia aparece frequentemente nas Escrituras, e nosso entendimento da vontade de Deus, em alguns casos, depende da identificação desse estilo de comunicação. Vamos considerar alguns exemplos:

Deus usou ironia quando repreendeu o rei de Tiro: “sim, és mais sábio que Daniel, não há segredo algum que se possa esconder de ti; pela tua sabedoria e pelo teu entendimento, alcançaste o teu poder e adquiriste ouro e prata nos teus tesouros; pela extensão da tua sabedoria no teu comércio, aumentaste as tuas riquezas; e, por causa delas, se eleva o teu coração” (Ezequiel 28:3-5). Foram as palavras que Deus usou, mas o próprio contexto mostra a sua intenção real, pois disse para o mesmo rei: “não passas de homem e não és Deus” (Ezequiel 28:2,9).

A ironia que Elias usou para provocar os profetas do falso deus Baal foi ainda mais forte, descrita como zombaria: “Ao meio-dia, Elias zombava deles, dizendo: Clamai em altas vozes, porque ele é deus; pode ser que esteja meditando, ou atendendo a necessidades, ou de viagem, ou a dormir e despertará” (1 Reis 18:27).

Jó rejeitou as acusações sem base dos seus amigos e respondeu com ironia: “Na verdade, vós sois o povo, e convosco morrerá a sabedoria” (Jó 12:2).

Paulo, o apóstolo que escreveu quase a metade dos livros do Novo Testamento, empregou ironia para corrigir seus irmãos, especialmente quando a arrogância intelectual deles atrapalhava o serviço a Cristo. Quando Paulo falou sem ironia, ele disse que os coríntios eram como crianças carnais incapazes de entender questões mais difíceis (1 Coríntios 3:1-2). Sabendo dessa avaliação dos irmãos imaturos, percebemos a ironia e até o sarcasmo de Paulo quando ele fala do grande conhecimento dos mesmos: “Já estais fartos, já estais ricos; chegastes a reinar sem nós; sim, tomara reinásseis para que também nós viéssemos a reinar convosco. Porque a mim me parece que Deus nos pôs a nós, os apóstolos, em último lugar, como se fôssemos condenados à morte; porque nos tornamos espetáculo ao mundo, tanto a anjos, como a homens. Nós somos loucos por causa de Cristo, e vós, sábios em Cristo; nós, fracos, e vós, fortes; vós, nobres, e nós, desprezíveis” (1 Coríntios 4:8-10). Ele inicia um longo trecho para corrigir atitudes erradas sobre a participação da idolatria com estas palavras irônicas: “No que se refere às coisas sacrificadas a ídolos, reconhecemos que todos somos senhores do saber” (1 Coríntios 8:1). Ele falou dos intelectualmente arrogantes como um homem “dotado de saber” (1 Coríntios 8:10). Ele tratou esses arrogantes como pessoas fortes, até chegar à pergunta que mostraria sua fraqueza: “acaso, somos mais fortes do que ele [o Senhor]?” (1 Coríntios 10:22). No mesmo tom de ironia, provavelmente imitando os orgulhosos coríntios, Paulo disse: “Todas as coisas são lícitas” (1 Coríntios 10:23; 6:12). Até hoje, muitos distorcem o ensinamento de Paulo por não perceber a ironia de afirmar que tudo é lícito em contextos que tratam de práticas proibidas (idolatria no capítulo 10 e imoralidade sexual no capítulo 6).

Perceber a ironia na Bíblia não apenas enriquece nosso entendimento, como pode ser necessário para evitar conclusões completamente erradas. Vamos ler e estudar com muita atenção!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA