Share Button

O Retrato de Churchill

Winston Churchill, primeiro-ministro do Reino Unido durante a Segunda Guerra Mundial, estava servindo em seu segundo mandato quando comemorou seu aniversário de 80 anos. O pintor Graham Sutherland foi contratado para fazer um retrato em homenagem ao estadista, e o quadro foi apresentado em uma cerimônia pública. Conforme os registros históricos, Churchill detestou a imagem do retrato, e a pintura nunca foi colocada no Parlamento, como foi inicialmente destinada. Após a morte de Churchill, sua viúva destruiu o retrato, um ato que o artista considerou vandalismo.

Não é difícil imaginar a vaidade de um homem cujo nome aparece entre os primeiros em quase todas as listas de pessoas mais influentes do século passado. Churchill queria um retrato que refletisse sua própria perspectiva de si, enquanto o pintor viu um homem que estava chegando ao fim da sua vida, e que mostrou as características naturais da sua idade avançada. O objeto queria ser visto como forte e firme, mas a perspectiva do artista foi outra.

A história de um retrato pintado décadas atrás serve para ilustrar um fato importante. É normal querer ter uma imagem boa diante dos outros, e extremamente difícil enxergar a realidade da nossa própria condição. As Escrituras avisam sobre esses fatos.

A Bíblia fala sobre o perigo de imagens distorcidas de si. Um dos maiores riscos é de valorizar demais as nossas próprias ideias: “Não sejas sábio aos teus próprios olhos, teme ao SENHOR e aparta-te do mal” (Provérbios 3:7). “Ai dos que são sábios a seus próprios olhos e prudentes em seu próprio conceito” (Isaías 5:21). O problema de uma opinião exagerada da nossa própria sabedoria se manifesta na dificuldade de aceitar instrução e correção.

A pessoa que se acha sábia despreza o Criador, e a consequência é uma atitude de impunidade desastrosa. Davi escreveu: “Há no coração do ímpio a voz da transgressão; não há temor de Deus diante de seus olhos. Porque a transgressão o lisonjeia a seus olhos e lhe diz que a sua iniquidade não há de ser descoberta, nem detestada” (Salmo 36:1-2). Qualquer pessoa que se mede por suas próprias opiniões e não pelo padrão divino permanece na sujeira do pecado: “Há daqueles que são puros aos próprios olhos e que jamais foram lavados da sua imundícia” (Provérbios 30:12).

Em uma sociedade que valoriza a egoísta autorrealização, a ideia de humilde submissão parece estranha, até ruim. Mas é exatamente essa atitude que Deus exige. O primeiro rei de Israel errou gravemente quando ele subiu em posição e começou a pensar diferente sobre si. Quando ele era “pequeno” aos seus próprios olhos, Saul foi escolhido e abençoado por Deus (1 Samuel 15:17). Quando o rei se exaltou, ele pecou contra Deus e foi rejeitado. O apóstolo Paulo avisou sobre esse perigo na vida de todos nós: “...digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém...” (Romanos 12:3).

Devemos ter cuidado, também, com os retratos que outros fazem de nós. Se Graham Sutherland tivesse pintado uma imagem que agradasse o primeiro-ministro do Reino Unido, lisonjeando o líder com seu pincel, será que a imagem teria sido realista? O apoio de outras pessoas pode ser perigoso. A aceitação da bajulação dos homens foi fatal para Herodes Agripa I (Atos 12:20-23). Às vezes, outras pessoas aprovam o que Deus aprova (Romanos 14:18), mas quem prioriza a aprovação dos homens perde a aceitação de Deus (Gálatas 1:10).

No final das contas, a única perspectiva que importa é a de Deus. Paulo disse: “Porque não é aprovado quem a si mesmo se louva, e sim aquele a quem o Senhor louva” (2 Coríntios 10:18). Deus não vê apenas a imagem que apresentamos às outras pessoas, nem a imagem que aparece no espelho. Ele penetra os nossos pensamentos (Salmo 139:1-4). “E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas” (Hebreus 4:13).

Não precisamos nos preocupar com artistas, e sim com Deus, pois a imagem de nós que importa é a que ele vê!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA