Share Button

Salmo 19: Os Céus Proclamam a Glória de Deus

O Salmo 19 ocupa um lugar especial nas Escrituras por sua apresentação objetiva das principais maneiras que Deus se revela aos homens. Esse Salmo tem sido citado inúmeras vezes ao longo dos séculos porque oferece uma explicação simples e bela da comunicação divina. O hino se divide em três partes principais, a primeira focando a revelação natural, a segunda falando sobre a revelação especial ou verbal, e a terceira tratando de implicações práticas na nossa vida.

Até hoje, especialmente com avanços tecnológicos que nos capacitam para ver com mais clareza as características do universo, pessoas ficam admiradas com a criação e são motivadas a buscar conhecimento do Criador. Esse é o ponto da primeira parte desse Salmo de Davi:

“Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos. Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há linguagem, nem há palavras, e deles não se ouve nenhum som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo. Aí, pôs uma tenda para o sol, o qual, como noivo que sai dos seus aposentos, se regozija como herói, a percorrer o seu caminho. Principia numa extremidade dos céus, e até a outra vai o seu percurso; e nada refoge ao seu calor” (versos 1 a 6).

A linguagem é, obviamente, poética e figurada, até atribuindo características humanas aos corpos celestiais. O Salmista descreve uma verdade universal. Quando o homem olha para as obras da Criação, observando a grandeza e a perfeição do sistema solar e das galáxias que nos rodeiam, ele tem fortes motivos para refletir sobre a glória do Criador. Cientistas hoje acreditam que há mais estrelas no universo do que grãos de areia em todas as praias do planeta Terra. Seus cálculos sugerem que muitas dessas estrelas são enormes, até 7.000.000.000.000.000 (sim, sete quadrilhões) de vezes maior do que nosso planeta! Muitos astrônomos modernos mostram uma reação igual a de Davi, que olhou para os céus sem o benefício de telescópios: “Os céus proclamam a glória de Deus”.

A revelação natural incentiva o homem a buscar o Criador (Atos 17:24-28) e até mostra algumas características de Deus (Romanos 1:20). O entendimento da vontade do Senhor para as nossas vidas, porém, depende de outra revelação, um meio de comunicação que pode ser descrito como a revelação especial ou verbal de Deus. Esta revelação é o assunto da segunda parte do Salmo:

“A lei do SENHOR é perfeita e restaura a alma; o testemunho do SENHOR é fiel e dá sabedoria aos símplices. Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração; o mandamento do SENHOR é puro e ilumina os olhos. O temor do SENHOR é límpido e permanece para sempre; os juízos do SENHOR são verdadeiros e todos igualmente, justos. São mais desejáveis do que ouro, mais do que muito ouro depurado; e são mais doces do que o mel e o destilar dos favos”(versos 7 a 10).

Davi manifestou seu profundo respeito e apreço pelas Escrituras. Muitos dos seus hinos comunicam as mesmas ideias encontradas aqui. Ele achou tremendo prazer em ler e meditar nas palavras de Deus. É a mesma alegria que sentimos hoje quando nos dedicamos à compreensão das Escrituras. Encontramos na Bíblia tesouros de valor incomparável. Davi viu nas Escrituras muito mais do que apenas curiosidades ou informações teóricas. Ele achou nas palavras de Deus a orientação para conduzir a sua vida, como ele diz na última parte desse cântico:

“Além disso, por eles se admoesta o teu servo; em os guardar, há grande recompensa. Quem há que possa discernir as próprias faltas? Absolve-me das que me são ocultas. Também da soberba guarda o teu servo, que ela não me domine; então, serei irrepreensível e ficarei livre de grande transgressão. As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, SENHOR, rocha minha e redentor meu!” (versos 11 a 14).

Quando olhamos para a natureza, temos motivo para buscar conhecimento do Criador. Quando olhamos para as Escrituras, admiramos a sabedoria que Deus revelou. E quando damos a devida importância ao Criador e à sua palavra, sua mensagem penetra os nossos corações e guia as nossas vidas.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA