Share Button

A Ignorância Boa

Amos Alcott, educador e pai da famosa autora Louisa May Alcott, disse: “Ignorar a própria ignorância é a doença do ignorante”. Embora seja comum usar a palavra “ignorância” nos seus sentidos negativos, todos nós devemos admitir que somos ignorantes sobre muitas coisas, aliás, sobre quase tudo! A ignorância, no sentido neutro representado na segunda definição do Aurélio, é “Falta de ciência ou de saber”. Passamos pela vida toda sem ser cientes de muitos fatos, sem saber de muitas coisas. Reconhecer os limites do nosso conhecimento, admitindo a própria ignorância, é importante na vida de qualquer pessoa responsável. John F. Kennedy disse: “Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mais evidente fica nossa ignorância”. Em alguns casos, a ignorância é boa. Vamos refletir sobre alguns motivos bons pare ser ignorantes.

Não sei, porque não é da minha conta. Eu não sei o saldo da sua conta bancária, nem o teor da sua última conversa com sua mãe, porque não é da minha conta! Sobre muitos assuntos, nem temos motivo de cultivar a curiosidade, porque as informações não nos pertencem. Intrometer-se na vida dos outros é uma característica de uma pessoa que não anda conforme o Evangelho (2 Tessalonicenses 3:11; 1 Pedro 4:15-16). Fofoqueiros gostam de pôr lenha no fogo e provocar brigas, uma conduta totalmente repreensível: “Sem lenha, o fogo se apaga; e, não havendo maldizente, cessa a contenda. Como o carvão é para a brasa, e a lenha, para o fogo, assim é o homem contencioso para acender rixas” (Provérbios 26:20-21). Não devemos nos intrometer nos assuntos particulares dos outros, nem espalhar e nem dar ouvidos às fofocas.

Não sei, porque esse conhecimento é inacessível. Um dos maiores erros humanos é opinar sobre o que não sabe, e nem pode saber. É certo e bom admitir a nossa ignorância de fatos inacessíveis. Até as pessoas mais inteligentes e mais informadas possuem um conhecimento infinitésimo, uma porcentagem minúscula da soma da ciência humana.

Qualquer pessoa que se considera o dono do saber é corretamente rejeitada pelos outros. O apóstolo Paulo escreveu em tom de ironia quando disse aos cristãos encrenqueiros em Corinto:“No que se refere às coisas sacrificadas a ídolos, reconhecemos que todos somos senhores do saber” (1 Coríntios 8:1). A ironia do autor fica evidente quando continuamos a leitura: “O saber ensoberbece, mas o amor edifica. Se alguém julga saber alguma coisa, com efeito, não aprendeu ainda como convém saber” (1 Coríntios 8:1-2). Não há dúvida sobre o perigo que vem da arrogância do homem que se acha sábio. Em uma série de seis avisos que Deus deu para o povo de Israel, por meio do profeta Isaías, ele disse: “Ai dos que são sábios a seus próprios olhos e prudentes em seu próprio conceito” (Isaías 5:21). O sentimento de superioridade intelectual é uma das mais perigosas atitudes humanas.

Precisamos da humildade de reconhecer os nossos limites e confiar nas informações reveladas pelo nosso Criador. Um dos homens mais inteligentes da História escreveu: “Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal; será isto saúde para o teu corpo e refrigério, para os teus ossos” (Provérbios 3:7-8). Admitir a nossa dependência da orientação divina é uma atitude fundamental para agradar a Deus: “Eu sei, o SENHOR, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos” (Jeremias 10:23). Como os pensamentos de Deus são muito superiores aos nossos (Salmo 139:17-18), é importante aceitar essa limitação humana: “As coisas encobertas pertencem ao SENHOR, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem” (Deuteronômio 29:29).

Não sei, porque não quero saber. Às vezes, a nossa ignorância de um assunto é resultado de uma decisão boa de evitar tal conhecimento. Davi escreveu: “Longe de mim o coração perverso; não quero conhecer o mal” (Salmo 101:4). Se você é ignorante dos métodos usados para fazer bombas ou armas biológicas, ótimo! Se não sabe nada sobre as perversões sexuais que algumas pessoas praticam, que bom! “Porque o que eles fazem em oculto, o só referir é vergonha” (Efésios 5:12). Jesus Cristo elogia as pessoas que não conhecem “as coisas profundas de Satanás” (Apocalipse 2:24). Esse tipo de ignorância realmente traz a felicidade!

Muitas vezes, a ignorância é perigosa, mas há outros casos nos quais é melhor não saber!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C. P. 500 - Jarinu - SP, 13240-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C. P. 500 - Jarinu - SP 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2016 Karl Hennecke, USA

 

 

ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA