Share Button

Os Salmos sobre a Palavra de Deus (1)
(Salmo 19)
por Earl Kimbrough

O Salmo 19 louva a revelação de Deus na natureza e pela palavra escrita. Os versículos 1-6 descrevem a criação como uma voz sem palavras, declarando constantemente a glória de Deus.  Os versículos 7-14 exaltam o poder e a perfeição da sua lei.  Spurgeon chamou essas revelações de "O Livro do Mundo e o Livro de Palavras". A criação dá testemunho do poder e da divindade de Deus.  Sua palavra declara sua vontade a Israel.  A distinção entre as revelações é acentuada pela substituição de "Deus" (Criador) na primeira parte por "o Senhor" (Deus de Israel) na segunda. O núcleo do Salmo é o hino de Davi à palavra de Deus (19:7-11).  Ele exalta a palavra em seis sentenças sinônimas, mas progressivamente esclarecedoras.

A descrição da Palavra

Os títulos da palavra de Deus incluem toda sua revelação ao seu povo.  "A lei" não é um livro de preceitos sem vida, mas a expressão viva da vontade de Deus.  É o "testemunho do Senhor", em que testemunha seu sentimento e sua natureza.  O testemunho consiste nos "preceitos do Senhor", as regras definitivas para o homem, claramente demarcadas na lei.  São mais ainda descritas como "o mandamento do Senhor".  A lei é a prescrição de Deus do dever do homem.  O mandamento é também visto como "o temor do Senhor".  Isto descreve sua relação com seu propósito.  Seu alvo é criar a reverência pela pessoa e vontade de Deus. "O temor do Senhor" compreende seus juízos. Ele descreve a sabedoria pela qual Deus rege seu povo na execução de sua vontade.

O caráter da Palavra

Os termos descritivos do salmista para a palavra de Deus refletem sua natureza. É "perfeita", porque tudo o que vem de Deus é perfeito em qualidade e propósito.  A lei é completamente livre de erro, é destinada a beneficiar o homem, e é inteiramente adequada ao fim para o qual foi dada.  O testemunho de Deus é "fiel" (confiável).  Ele é fixo e exato, em comparação com as palavras instáveis dos homens.  "Para sempre, ó Senhor, está firmada a tua palavra no céu" (Salmo 119:89).  Os preceitos de Deus são "retos", porque vêm daquele de quem somente o que é reto pode vir.  O mandamento é "puro" como o próprio Senhor é puro.  O temor de Deus é limpo.  Nenhum pensamento, palavra ou ato degradante vem por seguir suas determinações.  Os juízos de Deus são "verdadeiros e todos igualmente justos".  Os atributos de Deus são refletidos no caráter de sua palavra.  Perfeito, seguro, reto, puro, limpo, verdadeiro e completamente justo; que mais poderia ser esperado do Deus da criação e da revelação?

O efeito da Palavra

Estes versículos contam o que a lei faz pelo povo de Deus.  Ela converte (restaura) "a alma".  A revelação sozinha traz o homem decaído a Deus e faz dele o que Deus pretendia desde o começo.  Ela transforma "o simples" num homem de sabedoria.  Pela revelação, o filho de Deus conhece coisas que os homens mais sábios não podem saber sem ela (1 Coríntios 1:20-25).  "Ensina aos mansos o seu caminho" (Salmo 25:9). A lei leva alegria ao "coração", dando uma consciência limpa àqueles que a guardam.  Há alegria em submeter-se à vontade de Deus, não somente porque é justa, mas porque, sendo justa, ela própria é a fonte da alegria. O mandamento "ilumina os olhos".  É uma luz que guia aqueles que andam nela (Salmo 119:105). Os últimos efeitos são implícitos pelos traços declarados: durável, verdadeiro e justo. A lei é a fonte da qual flui tudo o que é permanente, autêntico e virtuoso neste mundo.

O valor da Palavra

O valor da palavra excede qualquer coisa que a criação tenha guardado.  Davi viu as qualidades da lei de Deus como mais desejáveis do que a riqueza e mais agradável do que os melhores deleites da terra (19:10). É observando estas qualidades duradouras da revelação que o servo de Deus é admoestado (19:11). Aqui está o valor culminante da lei.  Ela dá bênçãos, mas estas não vêm sem compromisso (19:11). Assim, a admoestação é essencial.  Contudo, o galardão prometido não somente vem depois de guardar os mandamentos de Deus, mas vem enquanto estão sendo guardados.  Ela traz bênçãos agora e na eternidade.

O Salmo termina com uma oração por auxílio para guardar a palavra de Deus (19:12-14).


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA