Share Button

Salmo 144: Bem-Aventurado é o Povo Cujo Deus é o SENHOR!

Davi comemorou o livramento, pelo poder de Deus, das mãos de homens maus que procuraram tirá-lo do trono em Israel. O conteúdo e o tom do Salmo 144 sugerem uma data no fim do conflito entre as forças leais a Davi e os rebeldes que apoiaram Absalão na sua fracassada tentativa de golpe contra o rei. Embora Davi tenha sofrido pessoalmente por causa da morte do seu filho (2 Samuel 18:31-33), ele reconheceu que a ação de Deus em garantir seu reino e lhe dar a vitória foi uma demonstração da justiça e da fidelidade do Senhor.

Desde sua vitória sobre Golias quando ainda jovem até suas batalhas para segurar e expandir as fronteiras de Israel, Davi foi conhecido como um dos maiores guerreiros da história de Israel. Mas ele atribuiu suas proezas ao poder do Senhor: “Bendito seja o SENHOR, rocha minha, que me adestra as mãos para a batalha e os dedos, para a guerra” (verso 1). Davi entendeu que reinou em Israel pela determinação de Deus, e não por mérito próprio. O segundo verso do Salmo ajuda a posicionar esse hino depois do fracasso de Absalão, pois Davi diz que foi Deus quem colocou o povo em submissão a ele. Davi reinou em Jerusalém pela graça de Deus.

Diferente dos reis de outras nações que se exaltavam, até alegando ser deuses, Davi mostra humildade e profundo reconhecimento da sua fragilidade humana (versos 3 e 4). Dessa perspectiva, ele entendeu que a salvação dos seus adversários não vem dos seus próprios esforços nem da esperteza humana, e sim do Senhor (versos 5 a 8).

Como é típico dos Salmos, especialmente dos hinos compostos por Davi, o livramento é motivo de louvor (versos 9 a 11). A referência a um novo cântico (verso 9) merece destaque. Essa expressão se encontra nove vezes na Bíblia: seis vezes no livro de Salmos, uma no livro de Isaías e duas no livro de Apocalipse. Em todos os casos, o contexto trata da salvação oferecida por Deus e lhe pronuncia louvor por sua graça. Nas citações em Isaías e Apocalipse, a mensagem é, claramente, messiânica, honrando o Cristo como Salvador. No caso de Isaías, o contexto é de uma profecia messiânica confirmada pelo próprio Jesus (Isaías 42:1-4, 10; Mateus 12:15-21). As referências ao novo cântico em Apocalipse vêm de outra perspectiva, vendo a redenção já disponibilizada em Cristo. Pessoas no céu cantavam novo cântico a Jesus porque ele se sacrificou para salvar os homens e exaltar seu povo redimido (Apocalipse 5:9-10). Em outro trecho, as vozes dos salvos da terra se juntam aos seres celestiais para entoar novo cântico (Apocalipse 14:3). Quando Davi empregou o termo nos seus Salmos, ele, também, falou da salvação que Deus ofereceu ao seu povo.

Depois da longa noite de guerra e aflição, Davi olhou para frente com o otimismo do amanhecer. Os últimos versos do Salmo mostram sua esperança de condições melhores para seu povo. Israel não seria um povo instável e sujeito aos inimigos que viviam ao seu redor. Davi vê a força dos jovens e a segurança das jovens. Ele fala da produtividade agropecuária e de um povo livre das tristezas que passaram em tempos de guerra e angústias.

A conclusão do Salmo considera a posição privilegiada de Israel: “Bem-aventurado o povo a quem assim sucede! Sim, bem-aventurado é o povo cujo Deus é o SENHOR!” (verso 15). Hoje em dia, Deus não exalta nenhuma nação terrestre acima das outras da maneira como fez com Israel sob a aliança dada no monte Sinai, mas ele oferece proteção e segurança eterna para a nação santa da Nova Aliança, a igreja de Jesus Cristo, composta de todos os fiéis que se convertem a ele. É sobre esse reino de Cristo, e nenhuma nação física e terrestre, que Pedro escreveu: “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (1 Pedro 2:9). Qualquer pessoa que confia em Cristo, decide deixar os seus pecados e recebe o perdão no batismo para remissão das suas transgressões contra Deus recebe o privilégio de participar desse reino (Marcos 16:16; Atos 2:38; 22:16; Colossenses 1:13; 1 Pedro 2:10). Assim, podemos cantar louvores para Deus com o mesmo fervor e confiança evidentes nesse hino do rei Davi.

Vamos responder à graça que Deus nos oferece para podermos cantar um novo cântico para ele na glória celestial!

- por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS     PESQUISAR NO SITE     MENSAGENS EM ÁUDIO    
MENSAGENS EM VÍDEO   
ESTUDOS TEXTUAIS    ANDANDO NA VERDADE  
O QUE ESTÁ ESCRITO?
  
O QUE A BIBLIA DIZ?

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©2017 Karl Hennecke, USA