Share Button

A Ignorância Má

É importante reconhecer as nossas próprias limitações e aceitar a nossa incapacidade de saber sobre algumas coisas (Deuteronômio 29:29). Devemos até evitar conhecimento do mal (Salmo 101:4). Mas a ignorância, em outras áreas, pode ser perigosa e até fatal. Vale a pena considerar alguns motivos maus para ser ignorantes.

Não sei, porque não dou importância. É normal enfatizar algumas áreas de aprendizagem e ignorar outras. A especialização nos estudos nas universidades é produto normal do entendimento das nossas limitações. Ninguém consegue aprender tudo, então uma pessoa se aprofunda na matemática enquanto outra domina a geografia ou a língua portuguesa. Em algumas questões, porém, a decisão de ignorar o conhecimento pode levar a consequências graves. Um motorista que recusa aprender o significado das placas de sinalização apresenta um sério risco para si e para outros. Quando decidimos ser ignorantes sobre assuntos espirituais, menosprezando as mensagens reveladas por Deus, garantimos a nossa própria destruição.

Quando comunicou com Israel por meio do profeta Oseias, Deus atribuiu uma grande parcela de culpa aos líderes espirituais negligentes, mas reconheceu o efeito negativo da ignorância para com a nação toda: “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos” (Oseias 4:6). Dessas palavras de Deus, observamos três fatos importantes:

(1) Os líderes religiosos que não ensinaram a palavra de Deus ao povo foram culpados. Quando Deus separou Arão e seus descendentes para servir como sacerdotes, ele lhes deu a responsabilidade, entre outras, de ensinar a lei ao povo: “e para ensinardes aos filhos de Israel todos os estatutos que o SENHOR lhes tem falado por intermédio de Moisés” (Levítico 10:11). Nos dias de hoje, aqueles que pregam devem ser fiéis em declarar a palavra de Deus (1 Timóteo 4:1-5).

(2) O povo sofreu as consequências da ignorância. Os sacerdotes foram negligentes, mas não foram os únicos que sofreram o castigo de Deus. Oseias e outros profetas mostraram que o povo de Israel cairia por causa de gerações de rebeldia nacional. Não nos enganemos com a falsa noção de que Deus castigará falsos pastores sem atribuir culpa às ovelhas que os seguem. Jesus descreveu os líderes religiosos da sua época com estas palavras: “Deixai-os; são cegos, guias de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, cairão ambos no barranco” (Mateus 15:14). Seguir pastores, padres, rabinos ou outros mestres que negam ou distorcem as palavras do Senhor leva à condenação. Cada um deve assumir responsabilidade e examinar as Escrituras para entender a vontade de Deus (Atos 17:11).

(3) A negligência afeta gerações futuras. A consequência das falhas dos sacerdotes alcançou seus filhos. Até crianças podem sofrer por causa dos pecados dos pais, e a tendência dos filhos é de seguir o mau exemplo dos pais.

Sabendo da destruição causada pela ignorância da vontade de Deus, ele fez questão de se revelar. Nas obras da Criação, Deus nos chama para enxergá-lo (Salmo 19:1-6; Romanos 1:20). Na palavra revelada nas Escrituras, ele nos guia para podermos lhe obedecer (Salmo 19:7-14; Romanos 1:16-17). Jesus Cristo disse: “Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:31-32). É pelo estudo das Escrituras que Deus nos habilita para lhe agradar (2 Timóteo 3:16-17).

Deus nos convida a seguir o caminho que leva à vida eterna na sua presença. Para seguir esse caminho, é preciso abandonar a insensatez das pessoas que preferem continuar na ignorância: “Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração” (Efésios 4:17-18). Que cada um de nós aceite o desafio lançado pelo apóstolo Pedro: crescer na graça e no conhecimento de Jesus Cristo (2 Pedro 3:18).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2016 Karl Hennecke, USA

 

 

ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA