Share Button

Um Bom Negócio?

Dois homens tinham um negócio muito bem sucedido. Como nômades, se deram bem na criação de gado. Passaram um tempo em uma região de pastos bons, e seus rebanhos cresceram. Chegou ao ponto que a área não tinha espaço suficiente para manter todos os seus rebanhos, e decidiram se separar. Como eram parentes (o mais velho era tio do outro), a separação foi amigável. O tio pediu para seu sobrinho escolher a terra que ele queria, e o tio ficaria com a parte que restava.

O sobrinho viu as terras férteis de uma campina bem regada e avaliou a oportunidade. Conforme a sua experiência profissional, aquela terra seria bem melhor do que a outra. Ele imaginou, corretamente, que seu negócio ia crescer e que ficaria mais rico. Escolheu a melhor terra e se mudou, com sua família, para lá. O tio ficou em um lugar mais difícil, em termos dos pastos para seus animais. Continuou trabalhando e prosperou.

Em termos profissionais, o sobrinho escolheu bem. Mas, o resto da história mostra que sua decisão não foi boa, por outros motivos. Ele levou a família a uma região onde as pessoas desrespeitavam ao Senhor. Os novos vizinhos não temiam a Deus. Muito pelo contrário, viviam em rebeldia aberta contra seu Criador. Mas ali, no meio de pessoas ímpias, Ló, o sobrinho de Abraão, trabalhou e criou sua família. Não concordou com as atitudes das pessoas ao seu redor (2 Pedro 2:7), mas não conseguiu influenciá-las para se arrependerem.

Ló mudou primeiro para a campina e, depois, para a cidade de Sodoma. Quando a cidade foi atacada em uma guerra, ele foi levado pelos inimigos. Seu tio chamou outros e conseguiu resgatar Ló e os outros cativos.

Pelas informações em Gênesis, parece provável que Ló tenha permanecido em Sodoma por mais de dez anos antes de Deus mandar dois anjos para a casa dele. Avisaram da intenção do Senhor de destruir Sodoma e as cidades vizinhas por causa do pecado generalizado do povo. Ló acreditou na palavra dos anjos e saiu, junto com a sua família, para salvar-se da destruição da cidade. Sua mulher e duas filhas o acompanharam.

Deus disse para não olhar para trás, mas a mulher de Ló não resistiu. Um último olhar para a cidade onde criou a família, onde todo o seu patrimônio estava em chamas, foi um ato de desobediência que lhe custou a vida. De repente, Ló se encontrou na posição de um viúvo pobre. Ele e suas duas filhas fugiram para uma caverna.

Mas as perdas de Ló ainda não acabaram. Depois de anos morando em uma cidade cheia de indecência e imoralidade, as filhas de Ló foram tão corrompidas que deram bebida para seu próprio pai e tiveram relações sexuais com ele. As filhas de Ló não morreram fisicamente quando Sodoma foi destruída, mas a sua inocência foi sacrificada no altar de ganhos materiais que levou Ló para aquela região. Pode-se ler os detalhes dessa triste história em Gênesis 19. 

Da decisão de Ló e suas consequências, podemos aproveitar algumas lições importantes. A mais óbvia envolve a necessidade de manter as prioridades corretas em nossas decisões. Quando avaliamos oportunidades profissionais, talvez uma promoção ou uma mudança para outra cidade, devemos pensar bem nas implicações para nossa vida espiritual e para o bem espiritual da nossa família. Jesus ensinou a priorização de interesses espirituais. Quando falou das necessidades materiais, ele disse: “buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33). Ele disse claramente que o trabalho para alcançar a vida eterna deve ser mais importante do que o trabalho para o sustento material (João 6:27). Se for necessário abrir mão de uma promoção ou um aumento salarial para o bem espiritual da nossa família, devemos escolher as coisas eternas. Muitos se perdem nas suas buscas profissionais. Pior ainda, muitos perdem suas famílias no processo de avanços materiais. 

Jesus perguntou: “Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?” (Mateus 16:26). Ló precisava responder a essas perguntas. Em nossas decisões sobre onde morar, onde trabalhar e onde investir o nosso tempo, devemos sempre pensar na eternidade – nossa e a dos nossos familiares.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2016 Karl Hennecke, USA