Share Button

Por Que Jeremias Chorou

Jeremias é um dos mais conhecidos dos profetas do Antigo Testamento. Seu trabalho abrangeu as últimas décadas antes da queda de Judá à Babilônia (586 a.C.) e os primeiros anos do período do cativeiro dos seus compatriotas. Seu trabalho é registrado no livro com seu nome e no livro de Lamentações, e o pano de fundo histórico se encontra nos livros de 2 Reis e 2 Crônicas.

Jeremias foi um homem sensível, de fortes emoções, tanto que se tornou conhecido como o profeta que chorava. É interessante observar nos seus escritos o principal motivo da sua tristeza. Não foi o egoísmo de reclamar por causa do seu próprio sofrimento (e teria bastante motivo para isso), mas sua profunda compaixão ao ver a angústia dos outros, especialmente do povo de Judá.

Esse profeta escreveu: “Maldito o dia em que nasci! Não seja bendito o dia em que me deu à luz minha mãe! Maldito o homem que deu as novas a meu pai, dizendo: Nasceu-te um filho!, alegrando-o com isso grandemente. Seja esse homem como as cidades que o SENHOR, sem ter compaixão, destruiu; ouça ele clamor pela manhã e ao meio-dia, alarido. Por que não me matou Deus no ventre materno? Por que minha mãe não foi minha sepultura? Ou não permaneceu grávida perpetuamente? Por que saí do ventre materno tão-somente para ver trabalho e tristeza e para que se consumam de vergonha os meus dias?” (Jeremias 20:14-18). Embora essa lamentação do profeta e seu contexto imediato incluem um tom de reclamar do seu próprio sofrimento, o contexto maior do livro mostra que sua agonia resultou de ver o sofrimento do povo que ele amava, apesar das suas ofensas contra Deus e contra o próprio Jeremias. A noção de tamanho castigo em Judá perturbou o profeta. Ele entendeu que o povo havia persistido na rebeldia contra Deus durante séculos. Quando Deus chamou esse povo para andar no seu caminho, Judá respondeu: “Não andaremos”. Quando Deus mandou soar o alarme para avisar a nação do perigo iminente em consequência do seu pecado, ela disse: “Não escutaremos” (Jeremias 6:16-17). Mesmo assim, Jeremias mostrou sua compaixão e chorou por Judá:

“Oh! Se eu pudesse consolar-me na minha tristeza! O meu coração desfalece dentro de mim. Eis a voz do clamor da filha do meu povo de terra mui remota: Não está o SENHOR em Sião? Não está nela o seu Rei? Por que me provocaram à ira com as suas imagens de escultura, com os ídolos dos estrangeiros? Passou a sega, findou o verão, e nós não estamos salvos. Estou quebrantado pela ferida da filha do meu povo; estou de luto; o espanto se apoderou de mim. Acaso, não há bálsamo em Gileade? Ou não há lá médico? Por que, pois, não se realizou a cura da filha do meu povo? Prouvera a Deus a minha cabeça se tornasse em águas, e os meus olhos, em fonte de lágrimas! Então choraria de dia e de noite os mortos da filha do meu povo” (Jeremias 8:18 – 9:1). 

Percebemos algumas mensagens importantes do exemplo de Jeremias. Entre elas: (1) A fidelidade em cumprir seu dever. Jeremias não achou nenhum prazer em comunicar ao povo a certeza do castigo por causa das suas transgressões. Ele sofreu pessoalmente, até sendo preso por causa do seu ensinamento, mas ele não fugiu da sua tarefa! (2) A verdadeira compaixão, mesmo quando repreendia o povo e anunciava seu castigo. Essa qualidade caracteriza grandes líderes espirituais como Moisés, Arão, Esdras, Daniel, Estêvão e, especialmente, o próprio Jesus Cristo. Jeremias não achou prazer em pronunciar a condenação dos pecadores. (3) A rejeição de soluções humanas. Mesmo quando Jeremias amaldiçoou o dia do seu nascimento, ele deixou claro que as questões de vida e morte não devem ser resolvidas pela sabedoria humana. Até perguntou: “Por que não me matou Deus no ventre materno?” (Jeremias 20:17), mas não sugeriu que sua mãe teria direito de exterminar sua vida depois nem antes do nascimento. Sofreu muito, mas não cogitou o suicídio como solução. Em nossa cultura, que tanto desvaloriza a vida humana, podemos aprender muito de homens de Deus como Jeremias, que jamais apoiavam o aborto, o suicídio ou a eutanásia.

Jeremias valorizava a vida humana. Amava sua nação. Mas acima de tudo, desejava agradar a Deus. Que imitemos sua dedicação.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA