Share Button

Ainda Há Esperança

Durante nove séculos antes do trabalho de Esdras, a nação de Israel se mostrou espiritualmente instável e, muitas vezes, abertamente rebelde contra Deus. A maioria dos livros do Antigo Testamento e numerosas referências no Novo Testamento registram os fatos dessa história triste do povo escolhido e especialmente abençoado por Deus.

Deus mandou Moisés e Arão para libertar os descendentes de Abraão, Isaque e Jacó depois de passarem séculos de escravidão no Egito. Poderíamos imaginar o povo demonstrando alívio e gratidão quando os emissários de Deus chegaram. Mas a história mostra outra reação. Apesar dos sinais milagrosos que Moisés apresentou, os israelitas duvidaram da sua palavra. Depois de Deus mandar dez pragas para derrotar o homem mais poderoso do mundo e humilhar seu império, os hebreus seguiram Moisés na saída do Egito. Mas, quando enfrentaram o primeiro obstáculo, queriam desistir. Durante os quarenta anos que Moisés conduzia a nação no deserto, reclamaram de cada dificuldade e se rebelaram várias vezes contra Moisés e contra o próprio Senhor.

Deus continuou sua demonstração de misericórdia para pessoas indignas, e lhes entregou a terra que ele prometeu aos seus antepassados. Tomaram posse da terra e, sem demora, se rebelaram contra o Senhor, não apenas uma vez, mas geração após geração. Durante mais de 300 anos, Deus mandava juízes para livrar seu povo das consequências da sua rebeldia e trazê-lo ao arrependimento. Mas o efeito do trabalho dos juízes raramente se estendia até a próxima geração, e o ciclo da rebeldia continuava. Na próxima fase da história da nação, Deus deu reis para governar seu povo. Alguns fizeram bem, mas durante a maior parte do tempo os reis e seus sujeitos negaram Deus e serviam a falsos deuses.

Deus foi paciente. Ele mandou castigos menores – secas, terremotos, guerras e outros – para ensinar o povo e evitar a necessidade de consequências mais graves. Ele enviou dezenas de profetas para falar com reis, sacerdotes e o povo comum. Mas Israel continuou seguindo o mesmo caminho de desobediência e ingratidão. Deus é misericordioso, mas ele também é santo e justo. Depois de séculos de oportunidades para a nação voltar para seu Senhor, ele mandou adversários fortes para destruir as principais cidades, primeiro Samaria e depois Jerusalém, e levar seu povo ao cativeiro em outros países. Sofreram nas mãos de inimigos cruéis por décadas, mas Deus ainda não deixou de amar o povo escolhido. O Senhor levantou um outro império, liderado por Ciro, para libertar o povo e permitir que voltasse à terra de Israel.

Depois de voltar, os hebreus fizeram melhor do que antes. Não voltaram à idolatria, o principal motivo do seu afastamento de Deus. Mas ainda falharam em outras coisas. Foram negligentes no seu serviço a Deus. Alguns foram corruptos. Mas o maior problema foi a tendência de se envolver com os povos que não adoravam a Deus, até o ponto de líderes judeus casarem com pessoas de outras nações que não serviam ao Senhor. Depois de tantos erros ao longo de quase mil anos, acrescentaram ainda outros pecados. Como Deus poderia ainda aguentar esse povo rebelde?

Quando Esdras soube dos pecados do povo, ele chorou e se prostrou diante de Deus. Confessou sua vergonha pelas coisas que a nação de Israel havia feito. Admitiu que Deus teria todo motivo para destruir seu povo. “Enquanto Esdras orava e fazia confissão, chorando prostrado diante da Casa de Deus, ajuntou-se a ele de Israel mui grande congregação de homens, de mulheres e de crianças; pois o povo chorava com grande choro. Então, Secanias, filho de Jeiel, um dos filhos de Elão, tomou a palavra e disse a Esdras: Nós temos transgredido contra o nosso Deus, casando com mulheres estrangeiras, dos povos de outras terras, mas, no tocante a isto, ainda há esperança para Israel” (Esdras 10:1-2). Ele propôs o arrependimento total dos ofensores na busca de perdão e, incrivelmente, eles concordaram e aceitaram as difíceis consequências dos seus erros. Depois de tudo que fizeram, ainda buscavam a graça de Deus.

Nas palavras de Secanias encontramos conforto. Nós todos temos pecado contra Deus (Romanos 3:23). Ele teria justo motivo para nos rejeitar para sempre. Mas quando voltamos para ele em sincero arrependimento e humilde obediência, ainda há esperança. Graças a Deus por sua misericórdia para com pecadores – todos nós!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA