Share Button

Você Não Consegue Andar nessa Bicicleta

Barney é um soldador que lançou um desafio para seu amigo, um engenheiro. Ele fez uma pequena modificação numa bicicleta e chamou seu amigo, Destin, para tentar andar nela. A adaptação inverteu a ação do guidão. Na bicicleta modificada, movimento à esquerda vira a roda à direita, e vice-versa. Como o engenheiro já andava de bicicleta desde a sua infância, deveria ser fácil pensar agora de um ato inverso para alcançar seu objetivo, certo?

O engenheiro caiu. E caiu outras vezes. Começou a levar a bicicleta para palestras onde oferecia um prêmio que equivale a mais de seiscentos reais para uma pessoa andar apenas três metros na bicicleta. Ele ficou com seu dinheiro porque ninguém conseguiu. Pode ver o vídeo da experiência: http://www.dailyliked.net/backwards-brain-bicycle/

Destin, o engenheiro, praticou diariamente por oito meses antes de aprender andar na bicicleta modificada. Para continuar a experiência, fez uma versão menor da bicicleta para seu filho de seis anos, e a criança aprendeu andar nela em apenas duas semanas.

O engenheiro utiliza essa história fascinante para falar sobre o processo de desbloquear uma trilha neural no cérebro, e sugere aplicações em questões de educação. Por exemplo, ele comenta sobre o fato de crianças aprenderem um segundo idioma com muito mais facilidade do que adultos.

Eu considero interessante refletir sobre outras implicações ainda mais importantes. Em questões morais e espirituais, será que treinamos os nossos cérebros pelas experiências da vida e as decisões tomadas? Ainda mais importante, podemos tomar decisões para mudar a nossa maneira de pensar e agir?

Não precisamos de engenheiros, soldadores e bicicletas para responder a essas perguntas, pois foram respondidas há milhares de anos nas Escrituras.

Aprendi andar de bicicleta na minha infância e, antes de completar 20 anos de idade, andei mais de 10.000 quilômetros em uma, até fazendo viagens interestaduais. O ato de andar de bicicleta se tornou tão natural que eu fazia praticamente sem pensar. Mas o que pode ser bom para uma coisa pode ser ruim para outra. Quando aprendemos a pecar e deixamos o pecado se tornar hábito, atos que desagradam a Deus podem adquirir uma naturalidade assustadora. É nesse sentido que Paulo fala da natureza quando diz: “entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais” (Efésios 2:3). Quando nós nos entregamos às vontades erradas, o pecado se torna natural.

A persistência na prática de qualquer pecado afeta as nossas mentes de uma maneira negativa. Muitas pesquisas demonstram diferenças no funcionamento dos cérebros dos viciados, ilustrando um fato declarado há quase 2.000 anos. A decisão de viver no pecado leva à loucura: “porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato. Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos” (Romanos 1:21-22). O mesmo Deus que projetou as trilhas neurais do cérebro permite essa transformação da sensatez à loucura quando a pessoa escolhe o pecado: “E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes” (Romanos 1:28).

Há, porém, uma notícia boa. O que o engenheiro Destin Sandlin descreve como plasticidade ilustra um fato importante que nos dá esperança. O processo de corromper as nossas mentes pode ser revertido! Podemos aprender a usar o cérebro de modo diferente, escolhendo uma outra maneira de pensar e agir. Diversas pesquisas também mostram a possibilidade de mudar o funcionamento até dos cérebros dos viciados. O pecador pode ser transformado em santo!

“E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Romanos 12:2).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA