Share Button

Mulheres de Provérbios: A Insensata

Salomão, terceiro rei de Israel e autor de uma boa parte do livro de Provérbios, tinha experiência com mulheres. Apesar de ser um homem muito inteligente, Salomão desrespeitou a lei de Deus e casou com muitas mulheres, várias delas estrangeiras (ou seja, não eram da nação de Israel) que não acreditavam no único Deus verdadeiro. O resultado foi desastroso: “Tinha setecentas mulheres, princesas e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração” (1 Reis 11:3).

Até os nossos erros e as experiências negativas da vida podem servir como base para melhor ensinar aos outros. No livro de Provérbios, Salomão e outros autores comentam sobre vários tipos de mulheres. Em alguns casos, louvam as suas qualidades boas. Em outros, alertam sobre os grandes perigos que mulheres podem apresentar para os homens. Neste e nos próximos artigos, pretendo usar Provérbios como a base para considerar mulheres diferentes e seu caráter. Esses ensinamentos servem para ajudar homens a evitar as mulheres perigosas e procurar as virtuosas. Ao mesmo tempo, ajudam as mulheres a decidirem ser mulheres de bom caráter.

Começamos com a mulher tola e insensata.

A beleza física é supervalorizada em nossa cultura, especialmente no país com a maior taxa de cirurgias plásticas estéticas. Com certeza, há mulheres fisicamente bonitas e também prudentes, mas algumas visualmente atraentes faltam bom senso. É uma mistura de características que não combinam: “Como joia de ouro em focinho de porco, assim é a mulher formosa que não tem discrição” (Provérbios 11:22). Por isso, o livro encerra com estas palavras, valorizando a qualidade mais importante em uma mulher: “Enganosa é a graça, e vã, a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada. Dai-lhe do fruto das suas mãos, e de público a louvarão as suas obras” (Provérbios 31:30-31).

Uma pessoa insensata fala quando deveria ficar calada e, muitas vezes, difama e mente. “A língua dos sábios adorna o conhecimento, mas a boca dos insensatos derrama a estultícia” (Provérbios 15:2). Devemos nos lembrar disso quando incentivamos pessoas a desabafar e falar todos os seus pensamentos: “O insensato não tem prazer no entendimento, senão em externar o seu interior” (Provérbios 18:2). “O que acena com os olhos traz desgosto, e o insensato de lábios vem a arruinar-se” (Provérbios 10:10). “O que retém o ódio é de lábios falsos, e o que difama é insensato” (Provérbios 10:18). “A boca do insensato é a sua própria destruição, e os seus lábios, um laço para a sua alma” (Provérbios 18:7).

Algumas mulheres gostam de incitar brigas e criar intrigas, e outras se envolvem na fofoca para pôr mais lenha no fogo dos conflitos. “Honroso é para o homem o desviar-se de contendas, mas todo insensato se mete em rixas” (Provérbios 20:3).

Quem desperdiça seus recursos e gasta dinheiro sem controle mostra sua insensatez: “Tesouro desejável e azeite há na casa do sábio, mas o homem insensato os desperdiça” (Provérbios 21:20). Um dos principais motivos de conflitos no casamento é a má administração financeira.

Pessoas insensatas, também, mostram sua teimosia em agir por impulso sem buscar nem ouvir conselho e instrução. “O caminho do insensato aos seus próprios olhos parece reto, mas o sábio dá ouvidos aos conselhos” (Provérbios 12:15). “O sábio é cauteloso e desvia-se do mal, mas o insensato encoleriza-se e dá-se por seguro” (Provérbios 14:16). “Para o insensato, praticar a maldade é divertimento; para o homem inteligente, o ser sábio” (Provérbios 10:23). Até procuram aprender de fontes que apoiam suas ideias tolas: “O coração sábio procura o conhecimento, mas a boca dos insensatos se apascenta de estultícia” (Provérbios 15:14). “A sabedoria é o alvo do inteligente, mas os olhos do insensato vagam pelas extremidades da terra” (Provérbios 17:24).

A sabedoria e a sensatez são as qualidades mais recomendadas no livro de Provérbios, frequentemente citadas em contraste com a sabedoria. “Tens visto a um homem que é sábio a seus próprios olhos? Maior esperança há no insensato do que nele” (Provérbios 26:12). Por isso, qualquer pessoa, mulher ou homem, fará bem seguindo este simples conselho: “Deixai os insensatos e vivei; andai pelo caminho do entendimento” (Provérbios 9:6).

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA