Share Button

Só Uma Vez

Deus sempre trabalha a nosso favor. Quando Jesus foi criticado por curar um paralítico no sábado, assim violando a interpretação de alguns judeus da Lei dada por intermédio de Moisés no monte Sinai, o Senhor respondeu: “Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também” (João 5:17). O apóstolo Paulo enfatizou o papel ativo de Deus em ajudar os fiéis a vencer suas tribulações e tentações. No mesmo capítulo da sua epístola aos Romanos, ele mostrou que o Pai (Romanos 8:31-33), Filho (Romanos 8:34) e Espírito Santo (Romanos 8:26-27) estão agindo constantemente para o nosso bem.

Algumas obras de Deus, porém, foram feitas uma vez e não serão repetidas. Quando Deus declara um trabalho completo, podemos ter certeza de que terminou mesmo, e que ele não fará a mesma coisa no futuro. Quatro exemplos bíblicos ilustram esse fato.

A Criação do Universo. Os primeiros dois capítulos de Gênesis relatam em poucas palavras a obra da Criação. O primeiro capítulo fala sobre o que Deus fez cada dia da semana da Criação, e o segundo volta a falar mais detalhadamente sobre uma parte da obra do sexto dia: a criação do primeiro casal humano. A linguagem usada (“foram acabados”, “Havendo Deus terminado”, “fizera”, “tinha feito”) mostra a finalidade de uma obra completa: “Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército. E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera” (Gênesis 2:1-3). Por este motivo, referências posteriores tratam a Criação como uma obra já realizada, não um processo ativo (Êxodo 20:11; Salmo 102:25; Romanos 1:20; Atos 17:24). 

O Sacrifício de Jesus. A morte de Jesus na cruz é um dos elementos fundamentais do evangelho. Apesar da oposição intelectual da época (1 Coríntios 1:23), nada diferente da rejeição da necessidade desse sacrifício por muitas filosofias e religiões atuais, os apóstolos insistiram em pregar a mensagem da cruz. Paulo, um dos principais embaixadores de Jesus, declarou confiadamente: “Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado” (1 Coríntios 2:2). A crucificação de Jesus foi um evento único, que nunca será repetido: “Cristo morreu pelos nossos pecados” (1 Coríntios 15:3). O livro de Hebreus reforça esse fato várias vezes: Jesus se ofereceu “uma vez por todas” (Hebreus 7:27); “Ora, neste caso, seria necessário que ele tivesse sofrido muitas vezes desde a fundação do mundo; agora, porém, ao se cumprirem os tempos, se manifestou uma vez por todas, para aniquilar, pelo sacrifício de si mesmo, o pecado” (Hebreus 9:26); “Nessa vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas” (Hebreus 10:10). 

A Entrada de Jesus no Santuário Celestial. Uma vez que cumpriu seu trabalho terrestre para oferecer a salvação aos pecadores, Jesus “entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção” (Hebreus 9:12). 

A Revelação do Evangelho. Nas décadas após a morte e ressurreição de Jesus, os homens escolhidos como seus embaixadores foram guiados pelo Espírito Santo para comunicarem ao mundo a mensagem conhecida como o evangelho, ou boa nova. Nesse aspecto do trabalho, também, percebemos a finalidade de uma obra completa. A revelação do evangelho (às vezes descrito como a fé, a salvação, a verdade etc.) foi um trabalho realizado e terminado no primeiro século. Poucas décadas depois da morte de Jesus, Judas pediu para os cristãos se lembrarem “das palavras anteriormente proferidas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo” (Judas 17), porque ele sabia que a mensagem da fé “uma vez por todas foi entregue aos santos” (Judas 3). Outros autores no Novo Testamento falaram com a mesma finalidade sobre a revelação da palavra do Senhor (Gálatas 1:8-9; Hebreus 2:3-4; 2 Pedro 1:3-4,12-15). 

Deus já criou o mundo. Jesus já morreu na cruz e já voltou para permanecer na presença do Pai no céu. O Espírito Santo já revelou a mensagem completa que serve para nos guiar para a vida eterna. Não devemos buscar outro Criador, outro Salvador nem outra revelação, pois essas obras de Deus foram feitas uma vez por todas. Cabe a nós receber os benefícios que o Senhor nos oferece pelas suas obras perfeitas, principalmente a oportunidade da vida eterna com ele. 

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2016 Karl Hennecke, USA