Share Button

A Autoridade Humana Limitada

Encontramos nas Escrituras duas categorias distintas de autoridade sobre pessoas.

A primeira e mais importante é a autoridade divina. A soberania de Deus é um fato fundamental que serve como base de toda a mensagem bíblica. A autoridade de Deus não tem limite geográfico nem temporal: “O teu reino é o de todos os séculos, e o teu domínio subsiste por todas as gerações. O SENHOR é fiel em todas as suas palavras e santo em todas as suas obras” (Salmo 145:13). No Novo Testamento, vários trechos descrevem a soberania de Jesus (2 Pedro 2:1; Judas 4; Apocalipse 1:5). Por isso, devemos obedecer tudo o que Jesus mandou (Mateus 28:18-20).

A segunda categoria é a autoridade humana, ou seja, a autoridade exercida por seres humanos sobre outros seres humanos. O conceito desse tipo de autoridade se originou com Deus, e faz parte do seu plano para manter ordem nas relações humanas. Consideremos alguns exemplos:

A autoridade dos governos. Deus ordenou que fôssemos sujeitos aos governantes (Romanos 13:1-7; 1 Pedro 2:13-17). Por esse motivo, os cristãos respeitam as pessoas em posições de autoridade, pagam seus impostos etc.

A autoridade dos pais. Não é um direito ou privilégio e sim uma responsabilidade dos pais exercerem autoridade sobre seus filhos. Pais que não ensinam, corrigem e governam seus filhos se mostram negligentes, irresponsáveis e desobedientes a Deus. “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” (Provérbios 22:6). Paulo escreveu: “E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor” (Efésios 6:4).

A autoridade dos presbíteros. Diferente das hierarquias internacionais em muitas igrejas, o sistema criado pelo Senhor prescreve guias para pastorear igrejas locais. Esses homens são descritos como presbíteros, pastores ou bispos (Atos 20:17,28). Eles têm a responsabilidade de pastorear o rebanho local (1 Pedro 5:2), e as ovelhas (os cristãos) devem ser submissas a eles (Hebreus 13:17).

A autoridade dos maridos. Deus criou Adão antes de formar Eva, e assim ordenou uma diferença de autoridade que continua desde o princípio (1 Timóteo 2:12-13). A responsabilidade de liderança masculina inclui a relação de marido e mulher no lar: “As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor; porque o marido é o cabeça da mulher” (Efésios 5:22-23).

A autoridade dos patrões. Os servos (hoje, usamos palavras como funcionário ou empregado) devem respeitar a autoridade dos seus senhores (patrões, empregadores): “Servos, obedecei em tudo ao vosso senhor segundo a carne, não servindo apenas sob vigilância, visando tão-somente agradar homens, mas em singeleza de coração, temendo ao Senhor. Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens, cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo” (Colossenses 3:22-24). O servo que sofre nas mãos de um senhor injusto não precisa se preocupar, pois Deus julgará (1 Pedro 3:18-19; Colossenses 3:25).

É de grande importância, porém, reconhecer uma diferença fundamental entre a soberania divina e a autoridade humana. Deus nunca erra e nunca ordena algo errado. Devemos obedecer tudo que ele ordena, sem discussão ou exceção. Os líderes humanos, sejam presidentes, maridos, patrões, pastores ou pais, são homens imperfeitos capazes de errar. Se um desses líderes pedir que seus subordinados pequem contra Deus, estes são obrigados a desobedecer aos homens e obedecer ao Senhor. Além de vários exemplos bíblicos desse tipo de desobediência, podemos ouvir as palavras dos apóstolos quando ameaçados pelos governantes em Jerusalém: (Atos 5:29). Se seu marido pedir para você matar seu vizinho, desobedeça! Se seu patrão pedir para mentir, recuse. Se seus pais tentarem impedir sua obediência a Cristo, seja fiel ao Senhor. E se seu pastor tenta conduzir você ou a igreja toda para um caminho diferente daquele revelado nas Escrituras, fuja daquele líder cego enquanto há tempo (Mateus 15:14).

Devemos respeitar as pessoas que exercem autoridade sobre nós, mas com entendimento dos limites da autoridade humana.

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA