Share Button
Procurando Vida no Cemitério

A inscrição em uma lápide normalmente inclui duas datas: o dia do nascimento e o dia da morte da pessoa enterrada. Se andar no meio de um cemitério, pode ficar impressionado pelas histórias contadas nessas pedras, de pessoas que nasceram, afetaram a vida de vários outros, e morreram. Mas o cemitério é lugar de mortos. Não entramos nesse lugar para encontrar vida.

É triste observar, no meio de pessoas que se consideram seguidores de Cristo, a frequente busca de vida nos lugares onde a morte permanece. A Bíblia frequentemente apresenta contrastes entre vida e morte, sempre nos incentivando a buscar a vida. Muitos, porém, preferem a morte, enquanto outros são enganados e induzidos a optarem pela morte. Vamos pensar em três exemplos.

1) Voltando ao Ministério da Morte. Quando ele escreveu aos cristãos de Corinto, o apóstolo Paulo fez um claro contraste entre duas revelações dadas por Deus (2 Coríntios 3:4-18). A primeira foi gravada em pedras quando Moisés encontrou o Senhor no monte Sinai, e a segunda foi transmitida pelo Espírito Santo aos apóstolos de Jesus. Ele chamou a primeira aliança de “ministério da morte” e “ministério da condenação” e a segunda de “ministério do Espírito” e “ministério da justiça” (2 Coríntios 3:7-9). As duas alianças foram dadas por Deus, e ambas cumpriram seus propósitos. A primeira servia para diagnosticar o problema do pecado, enquanto a segunda revelou a solução ao problema. A primeira vigorava até a morte de Cristo, e a segunda continuará governando todos nós até o fim do mundo.

Muitos líderes religiosos induzem seus seguidores a procurarem vida na aliança dada por meio de Moisés, o ministério da morte. Quando voltam ao Antigo Testamento para buscar doutrinas, modos de adorar e sistemas hierárquicos, estão procurando vida no cemitério e levando seus adeptos à morte! Observamos essa tendência fatal de várias formas no mundo religioso atual. Alguns constroem supostas réplicas de antigos altares e templos. Outros usam vestimentas sacerdotais daquela aliança. Muitos adotam modos de adoração designados para os judeus do Antigo Testamento. E uma porcentagem altíssima das igrejas atuais volta ao Antigo Testamento para adotar a exigência do dízimo, algo que Deus limitou aos judeus sob a Antiga Lei (Hebreus 7:5).

Há problema nessas manias de trazer coisas da Antiga Lei para a época da fé em Jesus? Paulo disse que sim! “De Cristo vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça decaístes. Porque nós, pelo Espírito, aguardamos a esperança da justiça que provém da fé” (Gálatas 5:4-5). Não é possível permanecer subordinado à Lei do Antigo Testamento e ainda receber o benefício da graça de Jesus Cristo no Novo. Não busquemos a vida no cemitério!

2) Negando a Necessidade do Batismo. O processo da salvação das pessoas que chegam a Cristo é comparado à sequência da morte, sepultamento e ressurreição de Cristo (Romanos 6:3-5). Muitos ensinam que a nova vida vem antes e sem o batismo, mas as Escrituras claramente mostram a necessidade do batismo para receber perdão dos pecados (Atos 2:38; 22:16), ou seja, para ser salvo (Marcos 16:16). Acreditar que um pecador recebe a salvação antes de passar pelas águas do batismo é uma maneira de procurar vida no cemitério, pois a nova vida começa depois do batismo.

3) Voltando às Obras Mortas. Antes da conversão a Cristo, praticamos as obras da carne (Gálatas 5:19-21; 1 Coríntios 6:9-11; Efésios 5:3-11). Quando tomamos a decisão de seguir a Jesus, ele nos chama ao arrependimento, uma decisão de deixar para trás essas obras e viver como pessoas santificadas (Mateus 4:17; Atos 2:38; 1 Pedro 1:14-16). Isso não quer dizer que o cristão se torna absolutamente perfeito e sem pecado, mas significa uma nova direção de vida, pois decide caminhar na luz e não nas trevas (1 João 1:5-10).

O “arrependimento de obras mortas” é um dos “princípios elementares da doutrina de Cristo” (Hebreus 6:1). Se voltar a viver deliberadamente em pecado, será julgado por Deus (Hebreus 10:26-31), pois não encontrará vida espiritual no cemitério da carne.

Vamos procurar a vida em Cristo, porque não será encontrada no cemitério!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA