Share Button

Por Que Fazer Boas Obras?

Quase todas as pessoas concordam que é bom fazer o bem. No contexto espiritual, ouvimos muito sobre obras e sua importância ou insignificância. Como devemos enxergar a questão de boas obras, da perspectiva do evangelho de Jesus Cristo?

Muitas pessoas tratam a Bíblia como um livro de regras, e enxergam suas palavras basicamente como uma lista de coisas que deve ou não deve fazer. Quando a abordagem se limita a essa atitude, o pecado se torna apenas uma ofensa contra a regra, de quebrar uma norma impessoal comunicada por capricho. Esse pensamento nos leva, facilmente, a nos sentir capazes de avaliar essas regras e segurar apenas aquelas que parecem boas para nós. Mas se alguma coisa da Bíblia não se encaixar em nossa filosofia particular, podemos desconsiderar aquele ensinamento, pois não passa de uma regra em um livro antigo.

Sem dúvida, encontramos regras na Bíblia. Esse livro fala de coisas que podemos, devemos e não devemos fazer. O Novo Testamento registra instruções para todos, independente de nacionalidade. Por que devemos respeitar essas regras?

Alguns sistemas religiosos se baseiam na ideia de fazer boas obras para merecer benefícios espirituais, um lugar no céu, por exemplo. Conforme esses pensamentos, doutrinas e filosofias, a pessoa realiza suas obras de mérito. As Escrituras claramente negam essa noção de mérito humano, dizendo que a salvação vem pela fé por meio da graça de Deus, e não pelas obras humanas: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2:8-9).

O apóstolo Paulo, autor do livro de Efésios e 12 outros livros da Bíblia, nega a possibilidade de salvação por mérito humano, mas não nega a importância de boas obras em obediência a Deus. No versículo seguinte, ele diz: “Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Efésios 2:10).

Da perspectiva egoísta, é difícil entender o valor de obras, uma vez que a salvação não vem delas. O motivo das obras, porém, não é de satisfazer o egoísmo humano. Quando fazemos alguma coisa que agrada a Deus, é uma demonstração de amor e gratidão. Para entender melhor essa motivação, vamos considerar um trecho esclarecedor da carta que Paulo mandou para Tito.

“Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente” (Tito 2:11-12). Por causa da demonstração da graça divina aos homens, aprendemos como agir em dois sentidos. Primeiro, aprendemos a negar as paixões mundanas contrárias à natureza de Deus e, segundo, adotamos as atitudes e comportamentos positivos de sensatez, justiça e piedade. A pessoa que reconhece a bondade de Deus em oferecer a salvação aos homens procura eliminar o pecado e desenvolver boas obras. Nesse sentido, o Senhor purifica, para si, um povo dedicado a boas obras (Tito 2:14). Pessoas gratas a Deus demonstram seu amor em obediência (Tito 3:1-8).

Qual o vínculo entre boas obras e a salvação, então? O ponto da obediência a Deus não é de mérito, pois ninguém merece a vida eterna por sua própria justiça e bondade. As obras da obediência refletem o amor e a gratidão. Jesus disse: “Respondeu Jesus: Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. Quem não me ama não guarda as minhas palavras” (João 14:23-24). Quem ama ao Senhor será obediente e terá comunhão com Deus. Quem não ama ao Senhor não será obediente e não terá comunhão com ele.

Com tais orientações, Deus nos chama a entender que o foco não está nas regras, mas naquele que revelou as regras. Se eu desobedecer uma regra dada por Deus, estou desrespeitando o próprio Senhor! A Bíblia não é apenas uma lista de regras; é uma revelação do amor de Deus para nos guiar à comunhão eterna com ele. “A graça seja com todos os que amam sinceramente a nosso Senhor Jesus Cristo” (Efésios 6:24).

–por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA