Share Button

Quem é o Rei?

Em momentos de crise política, a lealdade de cidadãos pode afetar seu futuro. Se prometer servir a um rei que perde para outro, um sujeito pode sofrer castigo ou até morte. Mesmo em países com governantes eleitos pelo povo, a lealdade ao partido mais fraco pode trazer consequências quando um outro toma controle do governo.

Isaías ensinou em Judá em uma época de conflitos políticos. Setecentos anos antes de Cristo, os judeus ocupavam um lugar geográfica e historicamente complicado. Os principais impérios foram os egípcios, que lutavam para manter o poder dos séculos anteriores, e os assírios, que estavam em fase de expansão. O caminho entre esses dois impérios passava pela terra de Judá.

Diante desse cenário, os judeus se dividiam em três principais partidos políticos. Um partido foi pró-Egito, acreditando que a segurança da pequena nação de Judá seria garantida por aliança com essa nação antiga. Um segundo partido foi pró-Assíria. Esse olhava para o norte, e desejava se aliar com a Assíria. E o terceiro, influenciado pelas pregações de Isaías, incentivava a nação a evitar quaisquer alianças com outras nações. Pode ser descrito como o partido pró-Yahweh.

Da perspectiva da fé, houve apenas uma escolha certa. Mas muitos dos cidadãos de Judá agiam da mesma maneira de muitas pessoas nos dias de hoje. Procuravam defender seu procedimento político como algo totalmente distinto da sua fé e dos princípios ensinados por Deus. Não acreditavam nas palavras escritas alguns séculos antes: “A justiça exalta as nações, mas o pecado é o opróbrio dos povos” (Provérbios 14:34). Também não aceitavam o princípio que Deus declararia algumas décadas depois pelo profeta Daniel: “...o Altíssimo tem domínio sobre o reino dos homens e o dá a quem quer” (Daniel 4:32).

A maioria dos líderes mais influentes no mundo de hoje mostram as mesmas atitudes erradas. Acreditam que a separação de igreja e estado permite ou até exige o abandono dos princípios morais que Deus ensina. Na sua arrogância, líderes de grandes nações se acham maiores do que o próprio Deus.

Isaías conduziu os fiéis em cânticos de louvor a Deus. Em um deles, ele disse: “Ó SENHOR, Deus nosso, outros senhores têm tido domínio sobre nós; mas graças a ti somente é que louvamos o teu nome” (Isaías 26:13). Suas palavras não foram apenas uma declaração política, mas também um desafio particular. Cada pessoa que confessava sua fé no Senhor precisava rejeitar o domínio de rivais na sua vida.

No Novo Testamento, os homens escolhidos por Jesus para guiar seu povo pouco se importavam com questões políticas. Ensinaram os cristãos a respeitarem as leis e as autoridades que as aplicam (Romanos 13:5-7; 1 Pedro 2:13-17), mas os seguidores de Cristo vivem como cidadãos de outro reino (Filipenses 3:20). A postura do cristão não é uma atitude rebelde em relação ao governo civil, mas nunca devemos aceitar as ordens de homens acima da vontade de Deus (Atos 5:29).

Voltando às palavras de Isaías 26:13, devemos pensar em outros sentidos práticos desse princípio. Quando andamos no pecado, segundo a nossa vontade egoísta e pecaminosa, outros senhores dominam sobre nós (Efésios 2:1-3; Romanos 8:6-8). Mas quando tomamos a importantíssima decisão de nos converter ao verdadeiro Senhor, rejeitamos os senhores anteriores – os vícios, os prazeres carnais e a vontade egoísta. Ficamos livres do domínio do pecado pela graça do Deus que nos ama e nos perdoa (Efésios 2:4-10).

No mesmo contexto de Isaías, encontramos uma expressão explicada 700 anos mais tarde pelo apóstolo Paulo: “Tragará a morte para sempre . . .” (Isaías 25:8), e Paulo usou as mesmas palavras para dizer que Jesus Cristo venceu o pecado e a sua consequência, a morte! Ele citou as palavras de Isaías, e explicou seu significado para nós: “Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Coríntios 15:54,57).

Quando rejeitamos o domínio do pecado em nossas vidas, o Senhor nos livra da sua consequência. “Ó SENHOR, Deus nosso, outros senhores têm tido domínio sobre nós; mas graças a ti somente é que louvamos o teu nome” (Isaías 26:13). Quem é o rei da sua vida?

–por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA