Share Button

Mentiras nas Manchetes

No dia 12/02/2014, duas pessoas usaram seu programa de rádio em Long Island, Nova Iorque, para comunicar seu ultraje sobre um suposto caso de homofobia. Relataram aos ouvintes uma história de um casal gay que convidou crianças vizinhas a uma festa de aniversário para sua filha de sete anos. Leram na rádio e postaram no Facebook a resposta da mãe de um menino vizinho. Ela não deixou seu filho participar porque discordava da opção sexual dos “pais”. Até expressou pena da menina sendo criada por esse casal.

A história se tornou “viral”, e logo se espalhou pela internet e apareceu em vários jornais. A mãe foi acusada de homofobia, e muitas pessoas ofereceram apoio à menina e aos seus “pais”. Até foi divulgado um número de telefone para ligar para a mãe do menino.

Steve Harper e Leeana Karlson mentiram. São os nomes dos personagens de rádio que fizeram essa “reportagem”. Três dias depois, admitiram que inventaram a história e que a mãe que supostamente escreveu a mensagem nem existe. Nada mais foi do que uma mentira para provocar uma reação a favor da comunidade gay, e continua sendo usada para isso mesmo depois de ser desmentida.

Dois dias depois da admissão da mentira, pesquisei na internet para ver como a história está sendo tratada. Achei alguns casos onde a mentira foi destacada e os mentirosos da rádio devidamente criticados pelo engano. Mas achei outros que me perturbaram. Um site deixou o artigo original destacando o falso caso de homofobia como se fosse real, e incluiu uma linha nos comentários depois do artigo dizendo que era mentira. Mente nas manchetes e pede desculpas na nota de rodapé!

Poucas semanas antes, uma garçonete lésbica em Nova Jersey divulgou o caso de um casal que não deixou gorjeta por discordar da sua opção sexual. Ganhou atenção na mídia. Mas foi mentira, como o casal provou quando apresentou o comprovante do seu pagamento.

Em 1973, uma decisão do Supremo Tribunal dos EUA efetivamente legalizou o aborto naquele país ao decidir o caso de uma mulher que engravidou quando foi estuprada. Anos depois, ela admitiu que não foi estuprada e que os advogados envolvidos sabiam disso, mas usaram a gravidez, que era consequência de sexo consensual, para conseguir uma decisão a favor do aborto. A mentira levou a uma decisão que garantiu que 60 milhões de pessoas somente nos EUA (até agora) seriam negadas o direito de nascer, e que daria ímpeto ao movimento pró-aborto mundial. Para muitos, avançar uma causa sociopolítica é mais importante do que a verdade ou a integridade.

Essas táticas não se limitam aos defensores do homossexualismo ou do aborto. Vamos ser sinceros e justos em admitir que algumas pessoas que supostamente defendem o evangelho e os princípios das Escrituras também empregam táticas mentirosas. E não há lugar mais adequado para divulgar mentiras do que a Internet, principalmente na mídia social.

Durante mais de 40 anos, tem se circulado uma história dizendo que os computadores da NASA haviam provado o dia estendido por Deus durante a batalha de Josué contra os gibeonitas (Josué 10:12-13). Acredito no relato bíblico, mas o relato de confirmação pela NASA é pura mentira.

Você está entre as centenas de milhares de pessoas que já assistiram a um vídeo motivacional sobre a renovação da águia, muito circulado entre religiosos? Acredito que a renovação das nossas vidas seja possível e necessária, mas aquela história da águia decidir passar por um processo doloroso de tirar seu próprio bico e esperar outro crescer? Pura mentira!

Se alguém quer me convencer que estou errado sobre a prática do homossexualismo ou do aborto ou qualquer outro assunto, que seja honesto e fale a verdade nos seus argumentos. E se eu quiser convencer outros da necessidade de mudar a sua vida para se submeter a Cristo, tenho a mesma obrigação de ser honesto! Mentiras não ajudam a verdade! “Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo. . .” (Efésios 4:25).

–por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS     PESQUISAR NO SITE     MENSAGENS EM ÁUDIO    
MENSAGENS EM VÍDEO   
ESTUDOS TEXTUAIS    ANDANDO NA VERDADE  
O QUE ESTÁ ESCRITO?
  
O QUE A BIBLIA DIZ?

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©2014 Karl Hennecke, USA