Share Button

Adoração que Agrada ao Senhor

Adoração se tornou um grande negócio. Cantores “gospel” fazem seus shows e cobram cachês que frequentemente passam em muito o valor anual dos salários dos seus fãs. Até alguns padres se tornaram astros procurados para participar em programas de televisão e grandes eventos.

Como qualquer outro negócio, as pessoas que oferecem esse “serviço” precisam agradar aos clientes, os “fiéis” que pagam os ingressos. Chega ao ponto que a única diferença entre a adoração e os shows comuns de música “secular” se encontra nas letras das músicas. Se só olhar para os artistas e suas plateias batendo palmas, tocando vários instrumentos, dançando e até usando roupas e movimentos sensuais, se torna impossível distinguir entre alguns shows de rock ou funk e a suposta adoração de pessoas que se dizem servos do Senhor.

A questão não é o que agrada a mim. Já ouvi algumas discussões sobre estilos de música no louvor que não passaram de disputas entre pessoas de gerações diferentes. Gosto musical muda de uma geração para outra. A música que agrada aos meus filhos pode não me agradar, da mesma forma que as minhas preferências eram diferentes das dos meus pais. Uma vez que o propósito da adoração é agradar a Deus, nem os filhos, nem os pais e nem os avós têm direito de defender uma prática na base do seu próprio gosto.

A questão é o que agrada a Deus! Nossa adoração ao Senhor deve ser baseada na palavra que ele revelou no Novo Testamento. As instruções do Antigo Testamento, com sacerdotes especiais, sacrifícios de animais, dízimos e a obrigação de comemorar várias festas em Jerusalém, foram dadas aos israelitas e vigoravam até Jesus (Gálatas 3:23-25). Nosso serviço, porém, é governado pela Nova Aliança de Cristo. Observemos a simplicidade de louvor no Novo Testamento.

Paulo e Silas passaram uma noite na cadeia por causa da sua fé, e cantaram louvores a Deus: “Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam” (Atos 16:25). Quando Paulo corrigiu vários erros na igreja de Corinto, ele frisou a importância de participar do louvor com entendimento: “Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com o espírito, mas também cantarei com a mente” (1 Coríntios 14:15).

As instruções de Paulo sobre o louvor enfatizam o entendimento e a participação ativa do coração e da voz do adorador: “falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais” (Efésios 5:19); “Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração”(Colossenses 3:16).

O louvor, nas Escrituras, não é um ato egoísta para o prazer sensual do adorador. É um sacrifício participativo: “Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome” (Hebreus 13:15). É a expressão de gratidão e alegria do servo que reconhece a grandeza do seu Senhor: “Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Está alguém alegre? Cante louvores” (Tiago 5:13). Nas grandes cenas de adoração celestial em Apocalipse capítulos 4 e 5, não há destaque para grandes artistas. Toda a honra e glória pertencem exclusivamente ao Senhor!

A diferença se torna evidente. Para os shows que agradam às plateias, há necessidade de movimento externo (dançar, bater palmas etc.) e equipamento (todo tipo de instrumento musical). Para o louvor que agrada a Deus, porém, os instrumentos são mais simples, mais humildes e, principalmente, vivos! Ele recebe o sacrifício de louvor que vem do coração e que é transmitido pelos lábios dos adoradores.

Se quisermos agradar a Deus, vamos abandonar a busca de entretenimento e levantar as nossas vozes para entoar salmos, hinos e cânticos espirituais para a honra e glória do Senhor!

–por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA