Share Button

Quem Falou?

Na noite antes da sua crucificação, Jesus orou ao Pai sobre a unidade dos apóstolos e outros discípulos: “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.... Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra; a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste” (João 17:17,20-21).

O apóstolo Paulo reforçou este desejo no seu ensinamento: “Rogo-vos, irmãos, pelo nome do nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vós divisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer” (1 Coríntios 1:10).

Diante destas e outras afirmações da vontade divina, a divisão religiosa atual é lamentável e vergonhosa. As pessoas que se identificam como cristãs vivem divididas em dezenas de milhares de grupos – igrejas, denominações, movimentos – pensando, falando e praticando coisas bem divergentes.

Há muitos fatores atrás destas divisões, mas quero comentar sobre um deles. Nos dois trechos citados acima, há uma ênfase na palavra que une os fiéis. Se todos respeitassem, falassem e seguissem a palavra de Deus, muitas das divisões poderiam ser resolvidas.

Historicamente, muitas divisões surgiram dos acréscimos de pessoas não contentes em se limitarem à palavra de Deus. Homens que se acham qualificados para melhorar o plano de Deus mudam seus ensinamentos, defendem práticas que Deus não autorizou e ainda ousam atualizar a palavra eterna e permanente (1 Pedro 1:23-25). Padres, pastores e teólogos católicos e protestantes se dedicam à defesa das mudanças históricas nas suas igrejas.

Com a ampliação dramática dos movimentos pentecostais e neopentecostais desde o surgimento do pentecostalismo na primeira década do século passado, observamos uma outra forma do mesmo problema. Neste ambiente, muitas das mudanças não são resultados de anos ou até séculos de debates, e sim de supostas revelações recebidas por pastores ou outros. A fé de muitos não depende de nenhum padrão fixo – seja as Escrituras ou a doutrina oficial de uma igreja – e sim de “revelações” particulares. A confusão religiosa aumenta cada vez mais porque muitos confiam nestas supostas revelações, mesmo quando uma contradiz outra!

Este problema não é novidade. 2.600 anos atrás, o profeta Jeremias transmitiu estas advertências divinas sobre as afirmações de pessoas que se dizem guiadas por Deus:

“Tenho ouvido o que dizem aqueles profetas, proclamando mentiras em meu nome, dizendo: Sonhei, sonhei. Até quando sucederá isso no coração dos profetas que proclamam mentiras, que proclamam só o engano do próprio coração? Os quais cuidam em fazer que o meu povo se esqueça do meu nome pelos seus sonhos que cada um conta ao seu companheiro.... Portanto, eis que eu sou contra esses profetas, diz o SENHOR, que furtam as minhas palavras, cada um ao seu companheiro. Eis que eu sou contra esses profetas, diz o SENHOR, que pregam a sua própria palavra e afirmam: Ele disse. Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o SENHOR, e os contam, e com as suas mentiras e leviandades fazem errar o meu povo; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e também proveito nenhum trouxeram a este povo, diz o SENHOR” (Jeremias 23:25-27,30-32).

No final da sua carreira apostólica, Pedro reforçou a importância de permanecer na verdade completa já revelada pelos apóstolos, recusando outras supostas revelações: “sabendo, primeiramente, isto: que nenhuma profecia da Escritura provém de particular elucidação; porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo” (2 Pedro 1:20-21).

Para manter a comunhão com o Senhor, precisamos recusar falsas revelações e permanecer na palavra eterna!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA