Share Button

Anjos: Mensageiros de Deus

Apesar de algumas noções sobre anjos que vêm das imaginações criativas humanas, a Bíblia fala muitas vezes sobre essas criaturas celestiais e seu trabalho como mensageiros. Em diversas ocasiões, tanto no Antigo como no Novo Testamento, anjos apareceram aos homens para lhes revelar mensagens divinas. Em alguns casos, até os nomes são citados, e assim sabemos de anjos como Miguel, um grande guerreiro que peleja para defender o povo de Deus, e Gabriel, um mensageiro especial que anunciou planos importantes de Deus para servos como Daniel, Zacarias (o pai de João Batista) e Maria (a mãe de Jesus).

A palavra grega traduzida anjo aparece mais de 170 vezes no Novo Testamento. Ela significa mensageiro e é usada tanto para identificar mensageiros humanos como para falar de seres celestiais encarregados com a transmissão de uma mensagem do Senhor. Quando examinamos cada ocorrência desta palavra, percebemos, pelo menos, três possibilidades do sentido da palavra. É importante considerar o contexto de cada trecho antes de chegar a uma conclusão sobre seu significado.

1) Em alguns textos, a palavra (grego: aggelos) claramente se refere a mensageiros humanos. Nestes casos, os tradutores da Bíblia geralmente preferem a tradução mensageiro, que não deixa confusão sobre o sentido. Assim, João Batista foi o mensageiro que preparou o caminho de Jesus (Mateus 11:10), e ele mesmo enviou mensageiros para fazer algumas perguntas para Jesus (Lucas 7:24).

2) Em outros textos, a mesma palavra se refere a seres celestiais, normalmente a mensageiros enviados do céu para revelar a vontade de Deus aos homens. Nestes casos, os tradutores normalmente empregam a palavra anjo e o pensamento do leitor natural e corretamente é conduzido a essas criaturas celestiais. Foi neste sentido que Paulo falou de “um anjo vindo do céu” (Gálatas 1:8) e dos anjos poderosos que virão com Jesus (2 Tessalonicenses 1:7). Devemos observar que anjos, como também é o caso de homens, são seres inteligentes capazes de decidirem ser obedientes ou desobedientes a Deus. Miguel não ousava agir de maneira errada (Judas 9), enquanto outros anjos foram rebeldes e serão julgados por Deus (Judas 6).

3) Há alguns textos no Novo Testamento que a palavra pode se referir aos anjos do céu ou a mensageiros humanos. Nestes casos, devemos reconhecer as duas possibilidades e entender que o entendimento do ensinamento destes textos não depende destas informações. O ensinamento apresentado é o mesmo, independente de falar de mensageiros celestiais ou terrestres. Dois exemplos servem para ilustrar esse fato. Em Hebreus 2:2, o autor descreve o ensinamento do Antigo Testamento como “a palavra falada por meio de anjos”. A palavra “anjos” pode se referir aos homens já identificados no contexto, os pais e profetas (Hebreus 1:1) ou aos seres celestiais citados antes e depois deste versículo (Hebreus 1:13-14; 2:5,9). O segundo exemplo é o uso do termo “anjo da igreja” no início de cada uma das sete cartas às igrejas da Ásia (Apocalipse 2:1,8,12,18; 3:1,7,14). Mesmo sem poder afirmar que esta palavra se refere a anjos celestiais ou a mensageiros humanos, os recados transmitidos às igrejas são claros!

Observamos na leitura das Escrituras algumas diferenças importantes entre anjos e homens.

Os anjos ocupam um lugar superior aos homens, por enquanto. O homem foi feito “menor que os anjos” (Hebreus 2:7). Porém, os anjos são ministros para servir a favor dos herdeiros do Senhor (Hebreus 1:14). São estes servos que reinam com Cristo (Daniel 7:18,27; Hebreus 2:5-7).

Jesus disse que não existe casamento entre os anjos no céu (Mateus 22:30). O casamento foi feito para os seres humanos e dura somente até a morte (Gênesis 2:24; Romanos 7:2). Doutrinas sobre casamentos eternos são invenções humanas que contradizem o ensinamento de Jesus.

Alguns anjos pecaram, foram rejeitados e serão julgados (2 Pedro 2:4). Todos nós pecamos (Romanos 3:23). Enquanto a Bíblia não fala da possibilidade da redenção dos anjos que pecaram, sua mensagem principal é sobre a esperança da nossa redenção: “Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens” (Tito 2:11).

–por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA