Share Button

As Perspectivas dos Discípulos de Jesus

Qualquer novo sistema de governo procura construir na mente dos seus cidadãos uma perspectiva do mundo. Nos últimos séculos, nos quais as monarquias perderam muito campo para governos democráticos, as constituições destes têm enfatizado o valor do indivíduo e seus direitos em relação ao governo. A expansão do socialismo e do comunismo se baseia em perspectivas de responsabilidades compartilhadas para o bem da comunidade. As doutrinas fundamentais de qualquer governo procuram amoldar as políticas e até os pensamentos dos cidadãos.

Os sistemas governamentais criados por homens oferecem seus benefícios e, ao mesmo tempo, têm suas deficiências e imperfeições. Muitas vezes, as teorias parecem boas, mas a aplicação prática mostra suas falhas e defeitos.

Jesus Cristo abertamente anunciou suas intenções de estabelecer um novo reino, “o reino dos céus” (Mateus 4:17). Em várias mensagens de Jesus, ele definiu as características deste reino e as perspectivas que ele espera dos seus súditos. Mateus e Lucas relataram resumos de mensagens (talvez a mesma mensagem) que podem ser lidas como se fossem a Constituição deste novo reino (Mateus 5-7; Lucas 6:20-49). João registrou mensagens que chamam os ouvintes a buscar e valorizar as coisas espirituais, especialmente a marcante pregação sobre o pão do céu que resultou na decisão de milhares de pessoas a não continuarem seguindo a Jesus (João 6:22-59). Os autores dos evangelhos destacaram dezenas das parábolas de Jesus, nas quais ele usou objetos e experiências do dia a dia para ensinar verdades espirituais profundas. O tema notável em todos esses ensinamentos de Jesus é a natureza espiritual do reino e dos discípulos.

A mensagem resumida em Lucas 6 serve como bom exemplo das perspectivas que Jesus deseja dos seus seguidores. Nesta mensagem, Jesus nos chama a olhar da maneira certa, definida por ele mesmo, em relação a nós mesmos, os outros, e a verdade. Em todos estes casos, ele exige perspectivas diferentes das tendências da sociedade da sua época, e diferentes das tendências atuais.

A perspectiva sobre si mesmo (Lucas 6:20-26). Num mundo que enfatiza a vaidade, a busca de prazer, prosperidade material e a realização de sonhos egoístas, a mensagem de Jesus é revolucionária. Quem entra e permanece no seu reino precisa demonstrar humildade para reconhecer que é espiritualmente pobre e faminto. As pessoas que adotam esta perspectiva serão objetos de zombaria e perseguição. O reino de Cristo não é igual aos reinos do mundo, e seus súditos não podem seguir as normas do mundo!

A perspectiva sobre os outros (Lucas 6:27-38). Para muitas pessoas, os degraus da escada do sucesso são feitos de outras pessoas consideradas menos importantes ou até vistas como rivais e ameaças. É comum pisar nos outros para subir. Embora alguns podem recusar agir desta maneira com amigos e familiares, estranhos e “inimigos” não merecem nenhum respeito. Na época de Jesus, muitos judeus odiavam os gentios, samaritanos etc. As palavras do Senhor naquela época, como nos nossos dias, soavam como ideais inatingíveis, mas ele não as apresentou só para debater teorias. Jesus até deu exemplos práticos para reforça a exigência dirigida aos seus seguidores: “Digo-vos, porém, a vós outros que me ouvis: amai os vossos inimigos, fazei o bem aos que vos odeiam” (Lucas 6:27). É triste observar que muitos, mesmo pessoas que se dizem cristãos, ignoram este ensinamento, mas as falhas dos supostos discípulos não invalidam a mensagem do Mestre!

A perspectiva sobre a verdade (Lucas 6:39-49). É um fato irônico que muitas pessoas distorcem a advertência de Jesus sobre julgamento hipócrita e injusto (Lucas 6:37-38) para defender a aceitação como igualmente válidos de diversos ensinamentos contraditórios. Jesus não ensinou o ecumenismo. Pelo contrário, ele ensinou a importância de distinguir entre a verdade e o erro. O Senhor avisou sobre o perigo de seguir guias cegos, falsos mestres que não sabem conduzir seus seguidores à verdade e à vida. Ele exige o discernimento (julgamento!) que distingue entre certo e errado, bem e mal. E no final dessa mensagem, ele chama todos a construir suas vidas sobre o fundamento sólido da verdade que ele revelou.

Quem quer seguir a Jesus aprende olhar de modo diferente para a verdade, para os outros e para si mesmo!

–por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA