Share Button

1ª João: A Branda Mensagem de Um Filho do Trovão

João, filho de Zebedeu, é um dos mais destacados dos apóstolos de Jesus. Ele, seu irmão Tiago e Simão Pedro foram os três que mais acompanhavam Jesus em momentos importantes. Por este motivo, encontramos nos relatos do evangelho algumas informações sobre as personalidades destes homens. Percebemos a impetuosidade de Pedro em falar primeiro, sendo certo ou errado. E quando se trata dos dois filhos de Zebedeu, Marcos diz que receberam o apelido de “Boanerges”, que significa “filhos do trovão” (Marcos 3:17). É provável que seja pela tendência deles de chamar a vingança divina sobre as pessoas que rejeitassem Jesus. Quando os samaritanos não receberam Jesus, estes dois irmãos perguntaram se ele queria que mandassem “descer fogo do céu para os consumir” (Lucas 9:54). Foi um destes “filhos do trovão” que escreveu cinco livros do Novo Testamento: o evangelho segundo João, as três epístolas de João e o Apocalipse.

Vários dos apóstolos, talvez todos os outros, morreram como mártires. Embora João tenha sofrido perseguições, prisões e exílio, a tradição sugere que ele fosse o único dos apóstolos a morrer de velhice. As epístolas dele refletem as atitudes de um discípulo maduro, velho, cujo caráter fosse modelado ao longo de décadas pelos ensinamentos de Jesus. É geralmente aceita uma data destas epístolas aproximadamente 60 anos depois da morte de Jesus.

O que dominava os pensamentos deste apóstolo, discípulo e amigo de Jesus Cristo depois de seis décadas de separação do seu Mestre? João não perdeu suas convicções sobre as consequências graves do pecado. Ele disse: “Há pecado para morte, e por esse não digo que rogue” (1 João 5:16). Mas quando João fala sobre este destino dos rebeldes, o motivo não é de mandar fogo consumidor descer do céu. Pelo contrário, João escreve para prevenir tal sofrimento e ajudar os leitores alcançarem a vida eterna. O filho do trovão se tornou o apóstolo do amor!

Na sua primeira epístola (1 João), este apóstolo reconheceu ameaças que podem levar os seguidores de Jesus à perdição. Ele lutou contra ideias que se espalharam no final do primeiro e no segundo século conhecidas como gnosticismo, que valorizavam um suposto conhecimento especial e ensinavam que pecados cometidos na carne não poluíam o espírito. Para defender tais doutrinas, até distorceram os ensinamentos sobre a divindade do próprio Jesus, levando João a afirmar a importância de crer em Jesus Cristo que veio em carne: “Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. Nisto reconheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo” (1 João 4:1-3).

Nos cinco capítulos desta epístola, João incentiva a fidelidade dos cristãos.

Capítulo 1 fala da importância de permanecer na luz de Cristo, o único que perdoa pecados.

Capítulo 2 chama os discípulos a resistirem às más influências do Maligno e dos anticristos.

Capítulo 3 usa o exemplo do amor de Cristo como o modelo a ser seguido pelos irmãos espirituais.

Capítulo 4 continua com esta ênfase no amor, mostrando o vínculo entre o amor fraternal e o caráter de Deus, pois ele é amor.

Capítulo 5 reforça o conceito da fé vitoriosa sobre o mundo e a idolatria.

O amor é, com certeza, um dos principais temas dessa epístola. Como ele mesmo aprendeu a refletir o caráter de Deus, João chama seus leitores a imitar o amor do Senhor: “Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor” (1 João 4:7-8). Ele não trata do amor como um sentimento superficial, e sim como atributo de caráter que deve ser aperfeiçoado em cada discípulo de Jesus. Vamos aceitar esse desafio!

-por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS     PESQUISAR NO SITE     MENSAGENS EM ÁUDIO    
MENSAGENS EM VÍDEO   
ESTUDOS TEXTUAIS    ANDANDO NA VERDADE  
O QUE ESTÁ ESCRITO?
  
O QUE A BIBLIA DIZ?

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©2014 Karl Hennecke, USA