Share Button

Duas Vacas e uma Briga de Cachorras

Nós temos uma cachorra da raça Pastor Alemão, adestrada e bem comportada. E temos outra cachorra, de raça não definida. Ela, também, nos respeita e nos obedece. Mas estas duas cachorras não se dão bem uma com a outra. Sempre as mantemos separadas para evitar brigas.

Poucos dias atrás, uma delas escapou e atacou a outra. Eu me lembrei dos avisos de adestradores profissionais. Mesmo cães bem adestrados cedem aos seus instintos durante uma briga. Segui orientações de pessoas mais experientes e tentei separar as duas usando a minha perna para levantar o peito de uma delas. Por alguns segundos, deu certo. Ela soltou a sua adversária, e fechou a boca de novo – no meu tornozelo! Eu sei que, no seu papel normal de respeito para o dono, ela jamais me morderia, mas naquele momento em que senti os dentes dela no meu pé entendi claramente que o instinto animal é mais forte do que o adestramento e o controle do dono! Parece que ficarei com uma pequena cicatriz para reforçar a mensagem!

As duas cachorras se recuperaram dos seus ferimentos leves e passam bem. Mas o propósito deste artigo vai muito além da briga de duas cachorras no quintal. Esta briga me levou a pensar sobre a história dos filisteus afligidos pela presença da arca da aliança, o móvel sagrado que representava o trono de Deus na presença do seu povo. Os filisteus levaram a arca como troféu numa guerra, mas depois Dagom, o deus deles, perdeu sua cabeça, e eles procuraram a se livrar dos castigos e pragas que vieram como resultado da posse dela. Estavam desrespeitando a Deus e profanando o sagrado, e isso trouxe sobre os filisteus consequências graves.

Afinal, eles desenvolveram um plano para devolver a arca aos israelitas e, ao mesmo tempo, verificar que seu sofrimento fosse consequência da presença da arca (ou seja, da mão de Deus) e não apenas uma série de coincidências infelizes. Fizeram como seus sacerdotes e adivinhadores sugeriram: “Agora, pois, fazei um carro novo, tomai duas vacas com crias, sobre as quais não se pôs ainda jugo, e atai-as ao carro; seus bezerros, levá-los-eis para casa” (1 Samuel 6:7). Não precisa ser formado em pecuária para entender que esse plano exigia alguns comportamentos contra a natureza das vacas. Vacas não aceitam instintivamente um jugo para trabalharem juntas puxando um carro na mesma direção. E mães de qualquer espécie da classe dos mamíferos não abandonam com facilidade seus filhotes, neste caso, seus bezerros. Quando estas duas vacas puxaram o carro e foram diretamente para Bete-Semes, os filisteus foram corretos na sua conclusão: Deus estava agindo, porque ele é mais forte do que os instintos de animais.

Pense em algumas implicações práticas da fé no Deus que é mais forte do que os instintos. Muitas pessoas defendem seus pecados, atribuindo seu procedimento aos “instintos animais”. Um dos exemplos mais óbvios envolve os comportamentos sexuais. Eu não concordo com as ideias que homossexualismo ou pedofilia ou infidelidade heterossexual sejam características inegáveis que alguém traz desde a nascença, mas para as pessoas que pensam assim, aquelas duas vacas filisteias oferecem ajuda quando enfrentamos tentações para agir contra instruções divinas. Mesmo a pessoa que acredita ter “nascida assim” precisa reconhecer o poder maior do Deus capaz de dominar até os instintos animais! Deus consagrou a relação sexual e a pôs no seu lugar especial no casamento de homem com mulher. Não devemos profanar ou distorcer o que Deus preparou para o nosso bem (Hebreus 13:4).

Da mesma maneira que aquelas duas vacas deixaram seus bezerros, um homem pode recusar tocar em crianças, uma mulher pode deixar outra mulher, e cada homem na face da terra pode dizer não a qualquer envolvimento sexual extraconjugal. Como? Não acho fácil a situação daquelas duas vacas, e sei da dificuldade de vencer tentações que frequentemente nos prendem, mas servimos ao Deus que conduziu as vacas e que nos oferece toda a ajuda necessária para voltar para ele. A lição poderosa do capítulo 8 de Romanos é que o Pai, o Filho e o Espírito Santo trabalham ativamente para nos fazer mais que vencedores! Precisamos buscar a saída do pecado que ele oferece (1 Coríntios 10:12-13).

Fomos criados à imagem de Deus e chamados e capacitados a sermos santos com ele é santo.

– por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA