Share Button

Em Nome do Senhor Jesus?

O apóstolo Paulo disse: “E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” (Colossenses 3:17). Esse versículo ensina um princípio importantíssimo: devemos sempre agir de acordo com a autorização de Jesus.

Mas, muitas pessoas usam o nome de Jesus livremente, como se fosse uma palavra mágica. Pensam elas que a simples invocação do nome de Cristo garante os resultados que querem. Gritam o nome de Jesus para expulsar demônios, enquanto ensinam doutrinas que negam a palavra dele. Colocam o nome de Jesus em suas grandes obras, eventos sociais e festas musicais (ouvimos expressões como “futebol cristão”, “funk cristão” e “rap cristão”), mas colocar o nome de Cristo nestas atividades não significa praticar o que ele ensina. Não honramos o Senhor usando seu nome para descrever coisas que ele nunca autorizou. Exemplos bíblicos mostram que tal abuso do nome do Senhor não é a vontade de Deus.

Os sete filhos de Ceva aprenderam essa lição de um modo dramático:

“E alguns judeus, exorcistas ambulantes, tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre possessos de espíritos malignos, dizendo: Esconjuro-vos por Jesus, a quem Paulo prega. Os que faziam isto eram sete filhos de um judeu chamado Ceva, sumo sacerdote. Mas o espírito maligno lhes respondeu: Conheço a Jesus e sei quem é Paulo; mas vós, quem sois? E o possesso do espírito maligno saltou sobre eles, subjugando a todos, e, de tal modo prevaleceu contra eles, que, desnudos e feridos, fugiram daquela casa. Chegou este fato ao conhecimento de todos, assim judeus como gregos habitantes de Éfeso; veio temor sobre todos eles, e o nome do Senhor Jesus era engrandecido” (Atos 19:13-17).

Outras pessoas, até hoje, continuam usando o nome de Jesus de maneira errada e serão surpreendidas no juízo final.

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade” (Mateus 7:21-23).

Uma ilustração do dia a dia nos ajuda a entender uma outra maneira de invocar erradamente o nome de Jesus. Imagine que alguém vai ao banco para sacar dinheiro da minha conta. “Em nome do Dennis, eu peço esse dinheiro”, ele fala. O funcionário do banco pedirá autorização, por escrito, com a minha assinatura (cheque assinado, ou talvez uma carta em três vias autenticadas no cartório). “Ele não mandou nada disso”, a pessoa continua, “mas eu sei que o Dennis vai ficar contente com este saque”. Espere aí! O funcionário vai recusar o pedido, porque não tem prova que esta pessoa esteja agindo em meu nome. Ainda bem!

Mas muitas igrejas estão usando o nome de Jesus para descrever e justificar atividades e obras que ele nunca autorizou. Nós, como servos do Senhor, temos todo motivo para perguntar: “Onde está a autorização de Jesus para fazer tal coisa?” Muitos respondem: “Ele não a mandou, mas eu sei que Jesus vai ficar contente com esta obra”. Espere aí! Devemos rejeitar a atividade. Vem do homem, não do Senhor.

Mostramos amor e respeito pelo Senhor quando nos submetemos à palavra dele. Nunca devemos ultrapassar o que está escrito na palavra de Deus (1 Coríntios 4:6). E quem ousar ir além do que o Senhor autorizou perde a comunhão com Deus: “Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho” (2 João 9). Vamos permanecer dentro dos limites do que Jesus fala, assim fazendo tudo em nome do Senhor!

–por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 500 -- Jarinu – SP -- CEP: 13240-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2017 Karl Hennecke, USA