Share Button

Engenheiros Pluralistas

Termos como pluralismo, ecumenismo e pós-modernismo podem ser expressões pouco entendidas por muitas pessoas, mas as tendências que elas representam têm influenciado a nossa sociedade profundamente. Há argumentos bons dos benefícios de desafiar absolutos tradicionais nas áreas da criatividade humana, seja arte, música, tecnologia ou outras. Mas as noções de que cada um tenha direito a criar sua própria verdade e de que todas as “verdades” sejam igualmente válidas levam a desastres fatais se aplicadas em outras áreas.

Considere como a sobrevivência no dia a dia seria precária se confiássemos em engenheiros pluralistas. Imaginemos a formação destes engenheiros. Quando começam a estudar na infância, são bem encaminhados com a ajuda de professores pluralistas nas aulas de matemática. Estes professores, determinados a serem tolerantes com opiniões diferentes, fazem questão de sempre incentivar a criatividade dos alunos. Quando uma criança mostra para a professora sua conclusão de que 2 + 2 = 4, a professora a elogia. Logo em seguida, uma outra criança mostra sua conclusão: 2 + 2 = 7, e a professora elogia esta também. Passando pela sala, esta professora pluralista e tolerante não critica a conclusão de ninguém: 2 + 2 = 5, 2 + 2 = 8, 2 + 2 = 3. Todas as respostas são igualmente válidas e todos os alunos estão felizes!

Ao longo dos anos, estes alunos sortudos têm o prazer de serem orientados por outros professores pluralistas. Um professor comenta sobre o trabalho importante de Pitágoras de Samos no sexto século a.C. e explica seu teorema sobre triângulos. Mas, não querendo ficar preso em verdades absolutas e tradicionais, este professor incentiva os alunos a quebrarem paradigmas. Ao invés de defender a noção de que a² + b² = c², eles devem se livrar destas verdades antigas e calcular ângulos e triângulos do seu próprio jeito. Todas as “verdades” são igualmente válidas, e os alunos continuam felizes!

Com tempo, estes alunos se formam e começam a exercer suas profissões como engenheiros. Agora, eu e você poderemos aproveitar os serviços destes engenheiros formados por um sistema educacional pluralista! Você quer morar em uma casa ou apartamento projetado por um engenheiro que acredita que 2 + 2 = 7? Você quer viajar com sua família em um carro desenhado por um engenheiro pluralista que crê que 2 + 2 = 3? Quer atravessar uma ponte projetada por um engenheiro que acredita que 2 + 2 = 6? A criatividade de quebrar paradigmas pode ser interessante e benéfica na arte, mas quando se trata de confiar em alguém para nos proteger ou guiar a nossa própria vida, procuramos pessoas com suas crenças solidamente fundamentadas nas evidências. Queremos engenheiros que acreditam que 2 + 2 = 4 e que o teorema de Pitágoras funcione!

E quando o assunto é a direção das nossas vidas para a eternidade, realmente queremos professores pluralistas que aceitam e elogiam quaisquer opiniões, acreditando que todas as conclusões são igualmente válidas? É exatamente este raciocínio que criou a situação atual em que o ecumenismo e o sincretismo são vistos de forma positiva, e a pregação dos princípios absolutos apresentados nas Escrituras é caracterizada como radical e preconceituosa. Muitas pessoas querem uma estrada que leva na direção da eternidade e uma ponte desta vida para a vida eterna, mas confiam em engenheiros pluralistas para projetar estas estradas e pontes. Na sua mania de quebrar paradigmas, reduzem as afirmações de Jesus a clichês e banalidades, porque está fora de moda realmente defender alguém que ousou dizer: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14:6). A tolerância pluralista se torna intolerante do próprio Filho de Deus, que não incentivou cada pessoa a criar sua própria verdade, mas, pelo contrário, olhou para o Pai e disse: “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade” (João 17:17). Jesus não conseguiu nenhum diploma numa universidade pluralista quando disse: “Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela” (Mateus 7:13-14). Se você quer alcançar a vida eterna, não confie nos engenheiros pluralistas!

–por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2016 Karl Hennecke, USA