Jesus e as Tradições Humanas

Durante seu tempo na terra, Jesus desafiou os pensamentos de todos os seus ouvintes. Em diversas ocasiões, os líderes religiosos questionaram e até rejeitaram seus ensinamentos. Na leitura dos registros do evangelho (os livros de Mateus, Marcos, Lucas e João), encontramos frequentes discussões de Jesus com os escribas e fariseus. Os fariseus foram conhecidos como uma seita rigorosa, mas o Senhor mostrou que guardavam tradições humanas acima da palavra de Deus.

Mateus 15 relata uma destas discussões. Os fariseus e escribas (“autoridades” na Lei do Antigo Testamento) criticaram os discípulos de Jesus por comerem sem lavar as mãos. O problema não foi questão de higiene, nem da Lei em si, mas de seguir ou não as regras tradicionais criadas pelos religiosos. Jesus aproveitou esta oportunidade para abordar diretamente o assunto muito mais importante por trás da crítica feito por estes líderes: como tratar das tradições humanas?

Tradições são práticas, ensinamentos e costumes transmitidos de outras pessoas, muitas vezes, de uma geração para outra. Os religiosos da época de Jesus guardavam longas listas de regras inventadas e transmitidas por homens, princípios que não vieram da Lei revelada pelo Senhor. Tais tradições se tornaram assunto dos comentários de Jesus nas suas discussões com estes líderes.

Jesus citou um exemplo específico: tradições humanas sobre ofertas ao Senhor e responsabilidades aos pais. Ele mostrou que as práticas dos fariseus foram contraditórias à Lei de Deus, pois usavam as regras dos homens para negligenciar e desrespeitar a palavra de Deus. Suas tradições se tornaram meios convenientes de fugir de responsabilidades diante do Senhor! Por isso, Jesus usou linguagem forte na condenação destas tradições humanas. Consideremos algumas expressões do Senhor neste trecho:

“Por que transgredis vós também o mandamento de Deus, por causa da vossa tradição?” (Mateus 15:3).

“E, assim, invalidastes a palavra de Deus, por causa da vossa tradição” (Mateus 15:6).

“E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Mateus 15:9).

Estas palavras foram tão fortes que os líderes religiosos se escandalizaram (Mateus 15:12), mas Jesus não recuou. As palavras de Cristo são exigentes e, frequentemente, ofensivas aos ouvintes. A reação dos ouvintes mostra a atitude do seu coração, e identifica a qualidade de cada um. Jesus comparou estes ouvintes às plantas no campo de um agricultor, e disse que Deus faria uma separação: “Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada” (Mateus 15:13-14). Devemos lembrar deste aviso quando consideramos as doutrinas e práticas nas instituições religiosas fundadas por homens!

Mesmo depois de ler as palavras desafiantes de Cristo, muitos tentam se justificar. Uma das defesas mais comuns é a afirmação de ser uma ovelha obediente. Muitos dizem: “Eu sei que há práticas e doutrinas erradas na minha igreja, mas eu sou apenas uma ovelha submissa; o problema é dos líderes (pastores, padres, etc.), não são culpa minha”. Jesus aceita esta desculpa? Será que os líderes são os únicos culpados? A resposta do Senhor a estas perguntas mostra a importância de cada um examinar suas práticas e participação nas tradições humanas. Ele disse: “Deixai-os; são cegos, guias de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, cairão ambos no barranco” (Mateus 15:14). Não dá para nos isentar de responsabilidade pensando que os líderes serão os únicos cobrados!

Devemos rejeitar qualquer tradição humana que contradiz a palavra de Deus, cada pessoa aceitando a sua responsabilidade de buscar e seguir a vontade do Senhor!

–por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS     PESQUISAR NO SITE     MENSAGENS EM ÁUDIO    
MENSAGENS EM VÍDEO   
ESTUDOS TEXTUAIS    ANDANDO NA VERDADE  
O QUE ESTÁ ESCRITO?
  
O QUE A BIBLIA DIZ?

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©2014 Karl Hennecke, USA