Share Button

Vítimas da Imoralidade Sexual

Sexo. Ele domina a programação da televisão e a Internet, enche revistas, e frequentemente dita as escolhas da moda. Mesmo quando milhões estão perdendo suas vidas para a AIDS e outras doenças sexualmente transmitidas, muitos continuam o jogo mortal de desobedecer à lei de Deus. Mesmo aqueles que buscam servir a Cristo são continuamente tentados a voltarem à sensualidade. Aqueles que proclamam padrões bíblicos de moralidade e pureza sexual são frequentemente considerados antiquados e defensores de princípios repressivos.

O sexo é bom. Deus criou nossos desejos sexuais naturais com dois propósitos:

(1) A procriação, para dar continuidade à raça humana. Quando Deus criou o primeiro casal, ele disse: “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a” (Gênesis 1:28). No Novo Testamento, o apóstolo Paulo comentou sobre a criação de filhos como um aspecto natural do casamento (1 Timóteo 5:14).

(2) A satisfação mútua de esposo e esposa, criando um laço especial e exclusivo para estas duas pessoas. Quando um homem sábio avisou sobre os perigos do adultério, uns 3.000 anos atrás, ele enfatizou a alternativa boa e desejável do prazer sexual no casamento: “. . . alegra-te com a mulher da tua mocidade. . . . e embriaga-te sempre com as suas carícias” (Provérbios 5:18-19). No Novo Testamento, Paulo instruiu os casados e satisfazerem os desejos naturais dos seus parceiros, cedendo controle do próprio corpo ao outro em confiança e amor mútuo: “O marido conceda à esposa o que lhe é devido, e também, semelhantemente, a esposa, ao seu marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim o marido, e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim a mulher. Mão vos priveis um ao outro . . . .” (1 Coríntios 7:3-5).

Porém muitas pessoas têm ignorado a beleza do perfeito plano de Deus. Desde a criação do primeiro casal, Deus colocou o sexo no contexto do casamento. Qualquer relação sexual antes ou fora do casamento representa a rebeldia do homem contra seu Criador. As relações sexuais antes do casamento são claramente proibidas pela palavra de Deus (Hebreus 13:4; 1 Coríntios 7:2; 6:9).

Mesmo cientes destes princípios de pureza dados pelo Senhor, muitos consideram pecados sexuais, pelo menos atos consensuais entre adultos, como atos sem vítimas. Para muitos, há vítimas somente em casos de estupro ou pedofilia. Com certeza, qualquer ato de violência sexual deve provocar a indignação de pessoas decentes. Mas não devemos nos enganar com a noção de liberdade sexual sem vítimas. Um homem que pressiona sua namorada a ter relações sexuais não está mostrando amor por ela, mas simplesmente seu próprio egoísmo. Uma mulher que seduz um homem para pecar com ela está mostrando que ela não o ama e não ama o Senhor. Estão envolvendo outros nos seus erros, e trazendo sobre si e sobre seus parceiros a condenação de Deus. Não devemos enganar-nos nunca ao confundirmos paixões carnais com verdadeiro amor.

O adultério leva a impureza sexual a um nível ainda mais feio. Aquele que trai seu parceiro de casamento em relação sexual com outro está mostrando total desrespeito por todos os envolvidos. Ele está desrespeitando a Deus, seu cônjuge e o amante ilícito.

Paulo identifica outra vítima do pecado sexual. A imoralidade é um pecado contra si mesmo. Na prática da imoralidade, a pessoa esquece que Deus pagou um preço muito alto – a vida de seu Filho – para nos comprar do pecado. “Vocês foram comprados por alto preço. Portanto glorifiquem a Deus com o corpo de vocês” (1 Coríntios 6:20, NVI).

Se você estiver praticando imoralidade sexual, precisa parar. Peça perdão à pessoa ou pessoas contra quem pecou, e procure humildemente o perdão de Deus.

–por Dennis Allan

Uma versão menor deste artigo:

Vítimas da Imoralidade Sexual


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2016 Karl Hennecke, USA