Share Button

Sobre Esta Pedra

Jesus pediu resultados de boca de urna! Ele perguntou aos seus discípulos o que o público achava dele, sobre sua identidade (Mateus 16:13). Os apóstolos responderam que as pessoas tinham várias idéias sobre quem Jesus era, e depois ele pediu as opiniões dos apóstolos (16:14). Pedro, sempre o porta-voz do grupo, expressou sua crença sobre Jesus, “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Jesus prometeu “edificar” sua igreja nesta verdade (16:18).

Jesus estabeleceu sua igreja através do trabalho dos apóstolos no Dia de Pentecostes (Atos 2). Algum tempo depois, o evangelista Filipe foi instruído pelo Espírito Santo a aproximar-se do carro de um oficial do governo etíope que estava voltando de seu louvor em Jerusalém e a acompanhá-lo (Atos 8:26ff). Ao ouvir a pregação de Filipe, o eunuco perguntou, “Que impede que seja eu batizado?” (8:36). A resposta de Filipe foi que, se o eunuco cresse com todo seu coração, ele poderia ser batizado. A confissão feita pelo eunuco claramente manifestou sua crença sobre Jesus: “Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus”. Nossa fé nesta verdade sobre a identidade de Jesus é fundamental à nossa salvação, e a confissão que fazemos com nossas bocas é a expressão natural daquela fé.

O apostolo Paulo afirmou a necessidade de crer e confessar para gozar da salvação. “Porém que se diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a palavra da fé que pregamos. Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação” (Romanos 10:8-10).

Filipe disse ao eunuco que crer era uma necessidade antes do batismo, e o eunuco respondeu confessando que Jesus é o Filho de Deus. Paulo escreveu que devemos acreditar nos nossos corações que Deus levantou Jesus dos mortos, mas o eunuco não disse nada a respeito da ressurreição de Jesus. Há uma contradição entre o que o eunuco fez e o que Paulo escreveu que era necessário?

A diferença entre as duas passagens pode ser entendida ao observar a ligação entre a divindade de Jesus e sua ressurreição. Para os romanos, Paulo observou que Jesus foi declarado ser o Filho de Deus com poder através da ressurreição dos mortos (1:4). A ressurreição foi o milagre que confirmou a declaração de Jesus de ser o Filho de Deus (veja João 5:17; 10:30-33).

Em Romanos 10, Paulo apresentou a evidência (a ressurreição de Jesus) que leva à conclusão (que Jesus é o Filho de Deus). Aqueles que acreditarem que Deus ressuscitou Jesus dos mortos são obrigados a aceitarem sua divindade. Jesus declarava ser divino e ele tem que ser ... ou Deus não teria confirmado sua mensagem ao ressuscitá-lo dos mortos!

– por Allen Dvorak

Leia mais sobre este assunto:
"A Graça Seja Convosco"

O Evangelho O Poder de Deus para Salvar

Serão salvos todos os que têm zelo religioso e boa moral?

Encontrando nosso lugar

Precisa de Coragem!  

A procura do amor

Discórdias, Dissensões e Facções: Obras da Carne

O Bordão de Arão, Que Floresceu

A Pedra Preciosa

A fundação da igreja

O Que é a Igreja?

"O Que Devo Fazer Para Me Salvar?"

O Batismo e a Salvação

Buscando Deus . . . no lugar certo


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA