Anseio por Deus
“Tudo fez Deus no seu devido tempo, também pôs a eternidade no coração do homem”
(Eclesiastes 3:11).

Enquanto não podemos evitar ansiar por Deus, é possível, e comum, não compreender ou reconhecer este anseio. Pessoas feitas para a comunhão com o seu Criador precisarão dele nos seus corações, fazendo eles ou não o que deveriam para preencher esta necessidade. “O desejo de saber o que não se pode saber, de compreender o Incompreensível, de tocar e saborear o Inalcançável, surge da imagem de Deus na natureza do homem. A profundeza chama a profundeza...a alma sente a sua origem e anseia voltar para sua Fonte” (A. W. Tozer).

Este anseio por Deus pode ser uma grande dica sobre o significado verdadeiro das nossas vidas no nível mais profundo. Quando qualquer anseio está presente, por mais fraco que seja, ele indica algo incompleto. Já que aquilo que precisamos é, freqüentemente, mais profundo e diferente daquilo que imaginamos, devemos ponderar os nossos anseios cuidadosamente. O desejo “eterno” que recusa ir embora, mesmo quando estamos aproveitando ao máximo este mundo, não deve ser negado. O que estamos precisando é muito mais que qualquer coisa deste mundo em si.

Geralmente o nosso anseio por Deus é experimentado como algo muito indefinido. Somos cientes de apenas uma leve puxada nos nossos corações. Às vezes, parece tristeza ou saudades. Outras vezes, é mais parecido com o pressentimento de uma grande alegria. Podemos senti-lo quando ouvimos alguém tocar um violoncelo solitário ou ao ver o sol se pôr além do mar ocidental. Quando um bebê ri nos braços de sua mãe ou uma viúva velha chora sobre o corpo de seu marido, sentimos uma alegria e uma tristeza tingidas com algo um pouco misterioso. Apesar da nossa dificuldade em descrever este sentimento, não há dúvida quanto a sua presença. A eternidade está nos nossos corações.

Num mundo quebrado, no entanto, nosso anseio às vezes tomará a forma de dor direta. “Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora” (Romanos 8:22). Ansiamos por mais do que temos porque fomos criados para mais do que os nossos corações podem alcançar agora. 

Não em esquecimento total,
E nem em nudez total,
Mas seguindo nuvens de glória nós viemos de Deus, que é o nosso lar.

(William Wordsworth)

– por Gary Henry

Leia mais sobre este assunto:
A procura do amor

Nossa necessidade mais profunda, nossa maior recompensa

A Capacidade de nos Alegrar

O Fim de Todo o Nosso Desejo


ESTUDOS BÍBLICOS     PESQUISAR NO SITE     MENSAGENS EM ÁUDIO    
MENSAGENS EM VÍDEO   
ESTUDOS TEXTUAIS    ANDANDO NA VERDADE  
O QUE ESTÁ ESCRITO?
  
O QUE A BIBLIA DIZ?

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©2014 Karl Hennecke, USA