Share Button

O Fim de Todo o Nosso Desejo

“Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma.”– Salmo 42:1,2

Dentro de cada anseio está o desejo mais profundo pelo qual fomos criados, o desejo por Deus. Podemos não reconhecer nem saber dar um nome após sentir. Talvez possamos até tentar negar. Mas tendo sido criados na imagem dele, não podemos negar o desejo pelo nosso Criador mais do que podemos desfazer a natureza de nosso ser. “Em algum lugar nas profundezas da infinidade, fica uma parte escondida de nós mesmos: aquilo que não trouxemos conosco para esta vida, a peça que falta, aquela que nos deixa incompletos e gera um anseio de nos ligarmos novamente à fonte de nossa existência, além de uma visão distorcida de perfeição e inocência” (Paul Ciholas).

Deve se notar que ter Deus como nossa necessidade mais profunda não é a mesma coisa que senti-lo como nosso desejo mais profundo. Certamente sentimos de forma mais intensa a nossa necessidade quando estamos sofrendo. Mas a realidade é que precisamos de Deus a cada instante, e devemos desejá-lo sempre. Não precisamos menos de Deus quando estamos felizes do que quando não estamos. A cada dia e todos os dias “nele vivemos, e nos movemos, e existimos” (Atos 17:28). Como a nossa necessidade mais profunda, mais constante, ele deve também ser o nosso desejo mais profundo sentido pelo coração.

Das infinitas riquezas de sua graça, Deus tem a capacidade de suprir as nossas necessidades. Ele tem cada tesouro pelo qual anseiam os nossos corações, e somente ele “pode satisfazer até o último abismo de mágoa da alma humana” (Oswald Chambers). A vontade de Deus é que o busquemos sinceramente e façamos a ele as nossas súplicas a respeito de cada lugar vazio dentro de nós. “Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna” (Hebreus 4:16).

Mas além de cada uma de nossas necessidades inferiores, Deus próprio é o fim de todo o nosso desejo. Ele é o alvo de nossa existência, o cumprimento de tudo aquilo que fomos criados para ser. “Senhor...no teu nome e na tua memória está o desejo da nossa alma” (Isaías 26:8).

O Senhor nos acorda para deliciarmos no seu louvor; pois o Senhor nos fez para ti, e nosso coração não encontra descanço até descansar em ti. (Agostinho de Hippo)

–por Gary Henry

Leia mais sobre este assunto:
A Capacidade de nos Alegrar
Um mundo cansativo

Na imagem de Deus

Achando prazer nos nossos deveres

O “Sim” Ardente

A procura do amor

Servir a Deus ajudará você e a sua família a enfrentar os desafios modernos

A nossa necessidade pelo relacionamento

As qualidades essenciais do verdadeiro discipulado

A religião daqueles que não se incomodam

Nossa necessidade mais profunda, nossa maior recompensa

O Princípio da Sabedoria

Diligentemente buscando a Deus

Um mundo quebrado

Fazer o que devemos: As chaves para a consistência

O Trabalho que, Enfim, Falha


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA