Share Button

A Capacidade de nos Alegrar

“Uma coisa peço ao Senhor, e a buscarei: que eu possa morar na Casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do SENHOR e meditar no seu templo.” – Salmo 27:4

Nossos corações são recipientes criados divinamente, feitos de propósito para receber a alegria com a qual Deus quer preenchê-los. É verdade, como disse Bernard de Clairvaux, que “a beleza é o direito de nascença da alma”. Mesmo que tenhamos danificado o nosso gosto por coisas divinas através de negligência e abuso, ainda nos encontramos “surpresos pela alegria”, como colocou C. S. Lewis. Quando passarmos por estes momentos de alegria autêntica, somos lembrados do bom propósito para o qual fomos criados. E também somos lembrados da insensatez que nos afastou do Deus que nos concedeu os nossos corações. Deus não se deixou “ficar sem testemunho de si mesmo, fazendo o bem, dando-vos do céu chuvas e estações frutíferas, enchendo o vosso coração de fartura e de alegria” (Atos 14:17).

A respeito deste mundo temporal e da nossa capacidade de gozar as coisas boas, Salomão disse que é correto “regozijarmos”. Ele disse que “é dom de Deus que possa o homem comer, beber e desfrutar o bem de todo o seu trabalho” (Eclesiastes 3:12-13). Mas, mais importante que o aproveitar em si, Salomão também observou que “tudo fez Deus formoso no seu devido tempo” e colocou a “eternidade” em nossos corações (Eclesiastes 3:11). A alegria ilimitada que tanto nos intriga agora é uma dica maravilhosa daquilo que vem pela frente por aqueles que buscam diligentemente a Deus. Tendo recebido a capacidade de sentir o gosto da eternidade, agora estamos sendo puxados a ele.

Não houve já vezes em que sentimos uma alegria que nos surpreendeu, vezes em que descobrimos que há mais alegria acessível a nós do que imaginávamos? Essas realizações alegres devem nos intrigar e nos instruir. Devem sugerir a vastidão daquilo que pode ser nosso através de Deus e estimular nosso apetite para coisas espirituais. “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam” (1 Coríntios 2:9). Fomos feitos para muito mais do que já recebemos. Por que tão freqüentemente negamos e resistimos ao Deus que nos deu a nossa capacidade de nos alegrar?

Nosso Criador nunca teria feito dias tão lindos, nem teria concedido-nos corações profundos para gozarmos deles, a não ser que fôssemos imortais. (Nathaniel Hawthorne)

–por Gary Henry

Leia mais sobre este assunto:
Um convite à alegria

Andando no Espírito (Gálatas 5:22-23)

Possuindo o Que não Tem Preço

Jesus tinha uma palavra para isso

O “Sim” Ardente

A bênção de um compromisso absoluto

Go za a Vida: Sabedoria Prática de Eclesiastes

Encontrando o Máximo

Quero Voltar para Deus!

Um mundo cansativo

Achando prazer nos nossos deveres

Na imagem de Deus
Busca de Satisfação na Vida


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA