Share Button

Os Rebeldes

Paulo chegava ao fim de sua terceira viagem quando mandou uma carta aos irmãos em Roma. Ele falou dos seus planos para o final daquela viagem e para a próxima, na qual pretendia visitar a Itália e a Espanha. Neste contexto, ele pediu as orações dos romanos “para que eu me veja livre dos rebeldes que vivem na Judéia...” (Romanos 15:31).

Quando pensamos em rebeldes, freqüentemente lembramos de pessoas que vivem nas margens da sociedade, pessoas sem poder e sem influência, que lutam contra as normas estabelecidas por outros. Estas pessoas podem até demonstrar a sua rebeldia na sua escolha de roupas, a maneira de cortar os cabelos, etc.

Mas não é sobre tais rebeldes que Paulo comenta na carta aos romanos. Os rebeldes que se opunham ao trabalho de Paulo em Jerusalém foram líderes, homens influentes no meio religioso. De fato, algumas semanas depois de enviar aquela carta, Paulo foi atacado por uma multidão induzida à rebelião pelos líderes dos judeus que vieram da Ásia (Atos 21:27-32). Nos anos que seguiam, Paulo foi levado de uma prisão para outra (passando de Jerusalém a Cesaréia e, afinal, a Roma). Mas o plano de Deus não foi frustrado pelos rebeldes. Durante aqueles anos da prisão, Paulo teve oportunidade para pregar a palavra de Deus a governadores e reis.

Não quero deixar a impressão que todos os religiosos sejam rebeldes, nem quero justificar a rebeldia de pessoas que rejeitam a autoridade legítima de pais, governantes e outros que nos guiam na família e na sociedade. O que precisamos aprender é como avaliar o comportamento de qualquer pessoa, independente de sua “posição” na sociedade. Paulo chamou aqueles judeus de “rebeldes” porque se mostraram resistentes à palavra de Deus. O padrão de Paulo não foi a opinião da sociedade, e sim, a vontade de Deus.

Aqueles judeus se mostraram rebeldes contra a verdade. Rejeitaram Jesus como o único Messias, Salvador e Senhor. Hoje, qualquer pessoa que rejeita Jesus Cristo e sua palavra se mostra rebelde. Não importa se for uma pessoa de influência ou alguém esquecido e ignorado pela sociedade. O padrão de avaliação não são as normas da sociedade, e sim, a palavra do Senhor. No final, são as palavras de Jesus que julgarão todos (João 12:48).

–por Dennis Allan

Leia mais sobre este assunto:
Os Pecados de Jeroboão

O Prumo de Deus

O Canivete do Rei

O Bordão de Arão, Que Floresceu

Um Aviso Divino aos Pastores e Profetas

Quero Voltar para Deus
!

Como Voltar para Deus?


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA