Share Button

Enfrentando o Medo

Algumas palavras são simplesmente assustadoras. Assalto. Estupro. Homicídio. Câncer. Morte. Guerra. Inferno. Em nossas vidas, enfrentamos estas palavras e as realidades que representam, mas como devemos reagir? Cristãos, pessoas que sinceramente confiam no Senhor, devem sentir medo? O que diz a Bíblia sobre o medo?

É Normal Ficar Assustado
Neste estudo, vamos observar que há vários sentidos em que o discípulo de Cristo não precisa, e nem deve, temer. Para não criar uma preocupação desnecessária (medo de sentir medo?!), devemos notar que é normal ficar assustado em algumas situações. Deus criou o ser humano e outras criaturas com a capacidade de reconhecer e reagir ao perigo. O pedestre que não reconhece o perigo de um ônibus descontrolado chegando em alta velocidade não tem muita expectativa de vida numa cidade grande. A criança que não percebe o perigo de cair num precipício pode, facilmente, perder a vida. O medo natural serve para nos proteger. Não é pecado ficar assustado quando encaramos um cão bravo, ou uma cobra venenosa ou um assaltante armado.

A Decisão: Temer ou Não Temer
Não estamos tratando de reações naturais aos perigos que enfrentamos no dia-a-dia. Vamos considerar as nossas decisões de temer ou não certas coisas e pessoas. A nossa preocupação não é com a adrenalina, e sim com a fé. Vamos abordar a questão do medo do ponto de vista de uma decisão. Podemos fazer uma comparação com o amor. Normalmente, pensamos no amor como se fosse sentimento, algo fora do nosso controle. A própria Bíblia fala sobre o amor nestes termos, especialmente no contexto de atração entre homens e mulheres (Gênesis 34:3; 2 Samuel 13:4,15; 1 Reis 11:1). O amor, porém, é mais do que mero sentimento. É algo que decidimos fazer, e escolhemos o seu objeto. Deus ordenou que nós amássemos, e decidimos fazer ou não o que ele mandou. Assim, devemos amar o Senhor (Mateus 22:37), o nosso próximo (Mateus 22:39), a nossa mulher (Efésios 5:25) e até os nossos inimigos (Mateus 5:44). São ordens do Senhor, e decidimos obedecê-las.

De semelhante modo, decidimos temer ou não temer. Deus fala, e nós obedecemos. Por exemplo, Jesus disse: "Digo-vos, pois, amigos meus: não temais os que matam o corpo e, depois disso, nada mais podem fazer. Eu, porém, vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno. Sim, digo-vos, a esse deveis temer" (Lucas 12:4-5). É um mandamento! Não tema estes, mas tema aquele. Sendo mandamento, exige uma decisão. O servo fiel não temerá os perseguidores que matam o corpo, mas temerá aquele que tem poder para lançar no inferno.

Uma vez que compreendemos que decidimos ter medo ou não, podemos apreciar melhor o ensinamento bíblico sobre o assunto.

Não Tenha Medo
Encontramos freqüentes admoestações nas Escrituras contra o medo. 1 João 4:18 diz: "No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor." Os servos de Deus não devem temer:

Inimigos do Senhor. Moisés animou o povo de Israel nas suas batalhas contra os povos condenados por Deus na região de Canaã com estas palavras: "Quando vos achegardes à peleja, o sacerdote se adiantará, e falará ao povo, e dir-lhe-á: Ouvi, ó Israel, hoje, vos achegais à peleja contra os vossos inimigos; que não desfaleça o vosso coração; não tenhais medo, não tremais, nem vos aterrorizeis diante deles, pois o Senhor, vosso Deus, é quem vai convosco a pelejar por vós contra os vossos inimigos, para vos salvar" (Deuteronômio 20:2-4; veja Salmo 3). Da mesma forma que Israel enfrentava os inimigos com confiança em Deus, nós devemos pelejar contra os inimigos espirituais. "...porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé" (1 João 5:4). Paulo escreveu aos coríntios: "Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus" (2 Coríntios 10:3-5). O discípulo de Cristo chega ao campo de batalha com a armadura de Deus para poder resistir às ciladas do diabo (Efésios 6:10-18).

Falsos profetas. Muitas pessoas ficam assustadas com as proclamações confiantes de pessoas que alegam ser profetas de Deus. Algumas igrejas dão espaço para revelações e visões, às vezes assustando os adeptos com previsões de acidentes ou outras calamidades. Poucas pessoas param para analisar estes sonhos, visões e profecias de acordo com os ensinamentos bíblicos. Moisés falou claramente que uma profecia não cumprida já seria motivo para desacreditar do "profeta". Não devemos temer tais pessoas: "Sabe que, quando esse profeta falar em nome do Senhor, e a palavra dele se não cumprir, nem suceder, como profetizou, esta é a palavra que o Senhor não disse; com soberba, a falou o tal profeta; não tenhas temor dele" (Deuteronômio 18:22). Jeremias falou do mesmo tipo de "profeta" quando disse: "Não deis ouvidos às palavras dos profetas que entre vós profetizam e vos enchem de vãs esperanças; falam as visões do seu coração, não o que vem da boca do Senhor....Tenho ouvido o que dizem aqueles profetas, proclamando mentiras em meu nome, dizendo: Sonhei, sonhei. Até quando sucederá isso no coração dos profetas que proclamam mentiras, que proclamam só o engano do próprio coração?" (Jeremias 23:16,25-26).

Circunstâncias fora do nosso controle. A angústia que paralisa muitas pessoas hoje vem do medo indevido de coisas fora do nosso controle. Preocupações sobre o amanhã deixam pessoas paralizadas hoje. Jesus disse: "Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal" (Mateus 6:34). Nenhum homem domina o seu próprio futuro, então devemos confiar em Deus, "Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças" (Filipenses 4:6). O ponto chave é entregar a Deus as nossas preocupações sobre coisas fora do nosso controle. Davi aprendeu esta confiança no Senhor: "Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei" (Salmo 56:4).

A Fé não Nega a Prudência
Algumas pessoas, reconhecendo a importância de confiar em Deus e de não temer outras coisas e pessoas, têm levado essa idéia ao extremo. Recusam tomar precauções normais em questões de segurança e saúde, afirmando que Deus cuidará de tudo. A fé, porém, não é a falta de prudência. Encontramos boas ilustrações deste fato nas Escrituras. Neemias era um homem de fé, que orava muito e confiava no poder divino. Ele servia como governador de Jerusalém quando os inimigos do povo se prepararam para atacar a cidade. Neemias relata a reação dele e do povo: "Porém nós oramos ao nosso Deus e, como proteção, pusemos guarda contra eles, de dia e de noite" (Neemias 4:9). Paulo se dedicava constantemente à oração e sempre seguia as orientações do Senhor. Quando ele descobriu que os judeus tinham armado uma cilada para pegá-lo, o apóstolo pediu a ajuda de seu sobrinho e do comandante da cidade. Este mandou Paulo para Cesaréia sob a proteção de centenas de soldados (Atos 23:12-33). Nós, também, devemos agir com prudência. Deus nos criou com inteligência para dominar as outras criaturas (Gênesis 1:26). Ele nos deu o bom senso para nos proteger da chuva, do frio, e de ventos fortes. O Criador abençoou o homem com a capacidade de aprender sobre ciências e medicina para melhorar a qualidade e a segurança da vida. O mesmo Senhor que prometeu as necessidades de vida aos fiéis disse que os mesmos homens devem trabalhar para comer (Mateus 6:31-33; 2 Tessalonicenses 3:10). Devemos orar ao Senhor pedindo proteção, ao mesmo tempo mostrando o bom senso para trancar as portas antes de dormir. Quando sofremos de alguma enfermidade física, devemos fazer as nossas súplicas a Deus e aproveitar a ajuda de médicos e outros profissionais que entendem mais da saúde do que nós. A presença da fé não é a ausência da prudência!

Tenhamos Medo de Deus
A maior parte das referências bíblicas sobre o medo e temor falam de Deus. Enquanto o Senhor condena o medo dos inimigos, perseguidores, etc., ele exige o medo do nosso Criador e Redentor. Alguns procuram diminuir a força destas palavras (medo, temor, tremor) quando se referem a Deus. Sugerem que tratam de respeito e reverência, mas não de medo. Enfatizam a bondade de Deus enquanto esquecem sua severidade (Romanos 11:22). Existem palavras na Bíblia para respeito e reverência, que também devemos ao Senhor. Mas, quando as Escrituras dizem que devemos temer e tremer na presença de Deus, estão falando da atitude de homens imperfeitos e fracos na presença do Deus Santo e Todo-poderoso. Devemos sentir medo na presença do Deus Eterno. Assim, devemos honrar homens e reis e temer a Deus (1 Pedro 2:17). Devemos resistir ao Diabo e temer o Senhor (1 Pedro 5:8-9; Efésios 6:11,16; Salmo 111:10; Provérbios 9:10). E quando pensamos em Deus com respeito, temor e tremor, jamais devemos esquecer que ele é o juiz que trará castigo de fogo vingador sobre os rebeldes (2 Tessalonicenses 1:6-9). O Diabo e seus servos podem matar o corpo, mas devemos temer Deus, porque ele tem poder para lançar no inferno (Mateus 10:28; veja Apocalipse 20:10,14-15). "Horrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo" (Hebreus 10:27,31).

"Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e andarei na tua verdade; dispõe-me o coração para só temer o teu nome" (Salmo 86:11).

-por Dennis Allan
D104

Leia mais sobre este assunto:
"Não Tenha Medo"

O coração apinhado

As exortações a orar dadas por nosso Senhor

O Salmo do Grande Pastor

"Nada Disponhais Para a Carne"


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA