Serão salvos todos os que têm zelo religioso e boa moral?

Freqüentemente, nas discussões religiosas, quando se acusa alguma prática religiosa ou grupo de violar as Escrituras, alguém responderá que essas pessoas são zelosamente religiosas e de boa moral. Aparentemente, o ponto a destacar é que ter boa moral e ser religioso zeloso já basta para salvá-los, apesar do fato que eles continuam desobedecendo a Deus, sem arrependimento. Desse modo, as pessoas que estão preocupadas com o erro nas práticas são aconselhadas a se calarem.

A Bíblia ensina claramente que as pessoas devem ser religiosas, zelosas com a religião, e ter boa conduta moral. A questão é saber se isto é suficiente para as pessoas receberem a vida eterna. Só para ilustrar, concordemos em que uma pessoa precisa ser um homem, para ser um esposo. Mas seria essa pessoa um esposo apenas porque é um homem, ou algo mais é necessário? Da mesma forma, uma pessoa precisa ter zelo religioso e boa moral para ser salvo, mas é isto suficiente para ele ser salvo ou algo mais é exigido além disto?

Consideremos diversas áreas do ensinamento da Bíblia relacionadas com este assunto.


Œ Consideremos exemplos de pessoas zelosamente religiosas e de boa moral que não foram salvas

Será verdade que todas as pessoas que são dedicadas à sua religião e têm boa conduta moral em sua vida são também agradáveis a Deus? Ou haverá exemplos de pessoas com devoção religiosa que perderam sua salvação? Consideremos vários exemplos bíblicos.

O tesoureiro etíope (Atos 8:26-39)
Este homem era dedicado à sua religião antes mesmo de ter ouvido o evangelho. Ele tinha vindo da distante Etiópia a Jerusalém, de carroça, para adorar (v. 27). Enquanto viajava, estava lendo as Escrituras (v. 28) e desejava entender melhor as coisas que lia (v. 30-34).

Mas estava ele salvo e destinado à vida eterna nesse tempo? Notem que ele nem sequer sabia de Jesus. Filipe teve que ensinar isto a ele (v. 35). Pode alguém que não crê em Jesus ser salvo? Não há salvação em nenhum outro nome, a não ser o de Jesus (Atos 4:12). Aqueles que não crêem nele morrerão em pecado (João 8:24). Como poderia, então, ter sido salvo o tesoureiro antes de ter crido? (João 14:6; Marcos 16:16).

E mais, o tesoureiro ainda não havia sido batizado. Filipe teve que batizá-lo (v. 36-39). Pode uma pessoa ter a salvação antes de ter sido batizada? Marcos 16:16 diz que devemos crer e ser batizados para sermos salvos. Atos 2:38 diz que temos que arrepender-nos e sermos batizados para termos a remissão dos pecados (veja também Atos 22:16; Romanos 6:3-4; Gálatas 3:27; 1 Pedro 3:21).

Este tesoureiro é um exemplo de um homem dedicado a sua religião, mas isto por si só não o salvou. Ele não estava salvo enquanto não ouviu o evangelho de Jesus, creu nele e foi batizado.

Saulo de Tarso (Atos 22:3-16)
Saulo era zeloso em sua religião, mesmo antes de se tornar um cristão. Ele era um judeu rigoroso, zeloso para com Deus (22:3). Sendo um judeu, ele vivia em paz com sua consciência (23:1). Ele tinha sido "hebreu dos hebreus", sem culpa, de acordo com a lei (Filipenses 3:5-6). Paulo se destacava na religião dos judeus acima dos outros judeus da mesma idade que ele, porque era zeloso pelas tradições de seus pais (Gálatas 1:13-14).

Mas estava Paulo salvo, nesta condição? Ele não cria que Jesus fosse o Cristo, o Salvador. De fato, ele perseguia os discípulos de Jesus (Atos 8:1-3; 9:1-2; 22:4-5) e fazia muitas coisas contrárias ao nome de Jesus (Atos 26:9). Ele era um blasfemador de Jesus, um perseguidor, um injuriador (1 Timóteo 1:13). Nesta condição, ele tinha sido o "principal dos pecadores" (1 Timóteo 1:15). Ele permaneceu no seu pecado até que obedeceu a ordem: "levanta-te, recebe o batismo e lava os teus pecados" (Atos 22:16).

Saulo é outro exemplo de uma pessoa de zelo religioso, que não estava salva até que creu em Jesus e obedeceu a ele, sendo batizado.

Cornélio (Atos 10 e 11)
Cornélio era dedicado na sua religião e homem de boa moral mesmo antes de ter ouvido o evangelho. Ele era piedoso, temia a Deus, dava esmolas, e orava a Deus (10:2). Ele era um homem reto, temia a Deus e era respeitado pelos judeus (10:22). Se ser apenas religioso e ter boa moral salvasse um homem, Cornélio teria sido salvo muito antes de ter ouvido o evangelho pregado por Pedro.

Mas Cornélio estava salvo antes de ouvir e obedecer ao evangelho? Deus lhe disse para buscar a Pedro, que lhe diria palavras mediante as quais ele poderia ser salvo (11:14). Pedro veio, ensinou-lhe a respeito de Jesus e ordenou-lhe que fosse batizado nas águas (10:47-48).

Assim, Cornélio é um terceiro caso de homem de boa moral, ativo e dedicado à religião, entretanto não salvo até que ouviu e obedeceu ao evangelho.

Atenienses (Atos 17:16-31)
Estas pessoas, também, eram pessoas zelosamente religiosas. Sua cidade estava cheia de ídolos, que eram, certamente, adorados religiosamente (17:16). O grau do seu zelo é demonstrado pelo fato que eles erigiram um ídolo ao "deus desconhecido", para o caso em que eles estivessem esquecendo de algum (17:23).

Mas estariam estes adoradores de ídolos salvos em tal condição? Paulo ensinou que a adoração de ídolos era inaceitável por Deus, e que as pessoas teriam que se arrepender de modo a serem aceitáveis no julgamento (17:29-31). Os idólatras não herdarão o reino de Deus (1 Coríntios 6:9-11; Gálatas 5:19-21). Em vez disso, estarão no lago de fogo, a segunda morte (Apocalipse 21:8; 22:15).

Judeus (Romanos 10:1-3)
Estes judeus eram zelosos em sua religião. Eles tinham zelo por Deus (10:2). Ainda que o seu sistema de justiça fosse humano em sua origem, eles seguiam um sistema religioso (10:3). Ainda hoje há judeus com grande devoção a sua religião.

Mas era o seu zelo suficiente para salvá-los? Eles não conheciam o modo de Deus de tornar os homens justos (o evangelho de Jesus), assim eles não se submetiam à justiça de Deus (10:3). Portanto, eles precisavam ser salvos (10:1). Os judeus, por certo não crêem em Jesus nem obedecem a ele. Nós já estuda-mos muitos versículos mostrando que esta fé obediente é necessária à salvação.

Certamente, deveria ficar claro por esta explicação que não é verdade que uma pessoa é salva somente porque ela é devota em algum sistema religioso ou somente porque ela tem boa moral. Outras coisas são necessárias, inclusive o conhecimento, a fé e a obediência ao evangelho de Jesus Cristo (Romanos 1:16).


Consideremos a importância da verdade e o perigo do erro na religião

Se uma pessoa é salva simplesmente porque ela é praticante ativa de uma fé religiosa e vive de acordo com a boa moral, qualquer que seja o conteúdo de suas práticas religiosas, então não haveria preocupação com a verdade religiosa e o erro religioso. Poderíamos ser salvos só por sermos religiosos sem que essa religião fosse harmonizada com as verdades da Bíblia? Mas consideremos o ensino da Bíblia a respeito disto.

A importância da verdade religiosa
Provérbios 23:23 S Compre a verdade e não a venda. Pague qualquer preço para obter a verdade. Ela vale. Uma vez que você tem a verdade, não a largue, não importa o que você ganharia por largá-la. Mas, se ser religiosamente zeloso é só o que importa, porque ser tão interessado na verdade?

João 8:31-32 S Para estarmos livres do pecado, precisamos conhecer e permanecer na verdade. Mas, se pensarmos que a verdade não é importante, desde que sejamos ativos em alguma fé religiosa, estaremos ainda libertados do pecado? 

João 4:23-24 S Deus quer que o adoremos em espírito. Isto exigiria zelo e dedicação. Mas em espírito somente não é suficiente. Nossa adoração deve ser em espírito e em verdade.

2 João 9-11 S Se desejamos estar com o Pai e o Filho, temos que permanecer no ensinamento de Jesus. Não é suficiente ser religioso. E se formos religiosos, mas nossa religião não estiver em harmonia com o ensinamento de Jesus? Então, não teremos Deus!

1 Pedro 1:22-23 S Para nos livrar do pecado e renascermos, temos que obedecer à verdade, que está na palavra de Deus. E, se formos religiosos e não tivermos obedecido à verdade? Nosso zelo religioso sozinho nos salvaria?

Se você é religioso, isto é bom. Mas você possui, também, a verdade?

O perigo do erro religioso
Mateus 7:15,21-23 S Cuidado com os falsos mestres que enganam as pessoas. Muitos deles chamam Jesus de "Senhor", ensinam em seu nome, e fazem muitos trabalhos espantosos em seu nome. Eles são pessoas de zelo religioso, ainda assim estão perdidos. Como poderia acontecer isto se a única coisa necessária é o zelo religioso? A resposta é, que alguma coisa a mais é necessária. O quê? Temos que "fazer a vontade do Pai".

2 Coríntios 11:13-15 S Satanás e seus ministros querem passar por ministros da luz e apóstolos de Cristo. Eles parecem ser religiosamente devotos. Se formos enganados por eles, seremos religiosos, mas estaremos seguindo Satanás. Seríamos religiosamente justos? É possível ser religioso e, ainda assim, estar seguindo Satanás, porque ele é um enganador.

Gálatas 1:6-9 S As pessoas que ensinam um evangelho diferente são amaldiçoadas, e aquelas que aceitam esse evangelho estão se separando daquele que os chamou. Os Gálatas ainda eram pessoas religiosas. De fato, eles eram crentes em Jesus Cristo. Eles seguiam um "evangelho". Mas eles eram amaldiçoados porque era um evangelho diferente. Alguém estava ensinando as pessoas a crer em Cristo, mas ainda obedecendo à circuncisão do Velho Testamento (veja este assunto). Tais doutrinas fazem com que até mesmo filhos de Deus (3:26,27) decaiam da graça (5:4).

1 Timóteo 4:1-3 S Alguns se desviam, seguindo doutrinas de demônios, falando mentiras, incluindo as doutrinas falsas relatadas. Entretanto, estas não são pessoas sem religião. Elas estão seguindo mandamentos religiosos, ainda assim elas estão perdidas porque seguem falsos mandamentos, que não foram dados por Deus.

1 João 4:1 S Muitos falsos profetas estão no mundo, portanto não creia em todos os mestres, porém prove-os. Que diferença faria se seguíssemos ensinamentos falsos ou verdadeiros, se a única coisa que importa é sermos religiosos?

Mateus 15:9 S As pessoas podem estar adorando a Deus (portanto, são religiosas), entretanto sua adoração é inútil se for baseada em práticas originadas dos homens. Estas pessoas podem até mesmo estar adorando o Deus verdadeiro, porém não de acordo com as verdadeiras práticas.

Sim, o zelo religioso é necessário. Porém, ele não é suficiente, por si só. Uma razão pela qual isto é verdade é que é possível, mesmo para os crentes em Jesus Cristo, serem enganados para seguirem o erro e o falso ensinamento. Isto pode ser comparado a tomar remédio para curar uma doença. Podemos tomar o remédio com muita dedicação, porém ele não curará, se for o remédio errado. Então, grande zelo e dedicação não ajudam religiosamente se as práticas às quais estamos dedicados são falsas.


Ž Consideremos a necessidade da unidade e o perigo da divisão

É possível para as pessoas serem religiosamente zelosas e de boa moral, mas ainda assim, estarem religiosamente divididas. Se o zelo religioso e a boa moral são tudo o que necessitamos, então as pessoas que causam, incentivam e justificam a divisão, serão salvas. 

De fato, esta é a razão principal pela qual temos que estudar assuntos como estes que estamos considerando: as pessoas querem crer que é possível serem salvas em qualquer denominação, mesmo que as denominações estejam divididas na prática, na adoração, na organização, no plano de salvação, etc. Quando estas divisões (e as doutrinas que as produzem) são recusadas, as pessoas dizem que as diferenças não importam muito, porque todas as pessoas são pelo menos religiosas, têm boa moral, etc. O que diz a Bíblia?

A Importância da Unidade
João 17:20-23 S Jesus orou para que todos fossem unidos, como ele e o Pai são unidos. Se o zelo religioso e a boa moral são tudo o que necessitamos para sermos salvos, porque Jesus orou pela unidade religiosa? 

Efésios 4:3-6 S Devemos esforçar-nos pela unidade de acordo com o Espírito, no vínculo da paz. Isto requer unidade em cada uma das sete áreas relatadas, incluindo um só corpo e uma só fé. Se religião zelosa é tudo o que necessitamos para sermos salvos, a unidade não importaria. Mas de acordo com esta passagem bíblica, a unidade importa, sim. Nós necessitamos, sim, de zelo religioso, mas também precisamos de unidade religiosa.

O Perigo da Divisão
1 Coríntios 1:10-13 S Os seguidores de Jesus não deveriam ser divididos, por-que Jesus não é dividido. Não deveria haver divisões entre nós, tais como as que estavam começando em Corinto. Divisão maior ainda existe hoje entre as deno-minações, e as pessoas querem nos fazer pensar que Deus vai tolerá-la. Se o zelo religioso é tudo o que necessitamos, porque esta passagem reprova a divi-são? Se Paulo fosse como algumas pessoas de hoje em dia, ele teria dito aos Coríntios que suas divisões não tinham importância, desde que eles fossem zelosos!

Gálatas 5:19-21 S Aqueles que causam a divisão não herdarão o reino de Deus, justamente como acontecerá com os imorais. Mas ser causador da divisão e justificar a divisão é tão ruim como ser imoral. Mesmo assim, há pessoas que justificam a divisão e dizem que ela não importa desde que as pessoas sejam moralmente boas e religiosamente zelosas.

Conclusão

Se você for uma pessoa moralmente boa e zelosa de suas práticas religiosas, estas são boas qualidades. Deus aprova o zelo e a boa moral, como tais. Mas, por favor, entenda que, por si mesmas, estas qualidades são inadequadas para você vir a receber a bênção de Deus da vida eterna, mesmo que você creia que Jesus Cristo é o filho de Deus e o Salvador dos homens.

Precisamos certificar-nos de que possuímos a verdade, estamos obedecendo ao evangelho e permanecemos unidos a outros fiéis cristãos. De outro modo, nossa condição será como a do homem que deseja viajar para algum lugar que fica ao leste de onde ele está, porém ele continua andando em direção ao norte. Não importa se ele seja muito zeloso e dedicado, ele nunca chegará ao seu destino enquanto ele não mudar de direção.

Portanto, precisamos ser religiosamente ativos e moralmente bons. Mas nossa atividade tem que ser de acordo com a vontade de Deus. Temos que andar na direção certa, crendo que o evangelho é a mensagem da salvação, sendo batizados com o propósito de receber o perdão pelos pecados e, então, servir a Deus fielmente, de acordo com a verdade de sua palavra.

- por David Pratte 
The Gospel Way 
Direitos Reservados
Impresso no Brasil, 1999


ESTUDOS BÍBLICOS     PESQUISAR NO SITE     MENSAGENS EM ÁUDIO    
MENSAGENS EM VÍDEO   
ESTUDOS TEXTUAIS    ANDANDO NA VERDADE  
O QUE ESTÁ ESCRITO?
  
O QUE A BIBLIA DIZ?

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©2014 Karl Hennecke, USA