Share Button

O que significa “o que é devido à paz” em Lucas 19:42?

Quando Jesus chegou a Jerusalém, poucos dias antes da crucificação, ele “chorou e dizia: Ah! Se conheceras por ti mesma, ainda hoje, o que é devido à paz! Mas isto está agora oculto aos teus olhos” (Lucas 19:41-42).

Estas palavras fazem parte da resposta de Jesus aos fariseus, que o criticaram por aceitar a adoração dos discípulos (19:38-40).

As palavras “o que é devido à paz” significam “os termos da paz”, “o que pertence à paz” ou “o que leva à paz”. Com este entendimento, podemos ver a riqueza das palavras de Jesus e a aplicação delas aos ouvintes naquele dia, e aos leitores nos dias de hoje.

Isaías, profetizando 700 anos antes de Cristo, falou do Messias como o “Príncipe da Paz”. Zacarias, o pai de João Batista, entendeu a importância do trabalho de conduzir pessoas “pelo caminho da paz” (Lucas 1:79). Os anjos que anunciaram o nascimento do Salvador cantaram: “Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem” (Lucas 2:14). Para os discípulos que acompanhavam Jesus, a Paz estava chegando (Lucas 19:38).

Mas o ponto de vista dos fariseus era outro. Eles não olhavam para Jesus como a paz ou a solução. Eles o consideravam uma ameaça, alguém que tomaria a posição deles. Para estes líderes religiosos, Jesus trouxe divisão e conflito. O próprio Jesus sabia do transtorno que causaria: “Supondes que vim para dar paz à terra? Não, eu vo-lo afirmo; antes, divisão” (Lucas 12:51).

O orgulho e preconceito dos fariseus foram tão grandes que não conseguiram enxergar a glória do Príncipe da Paz. Os humildes discípulos adoravam e se regozijaram na presença do Salvador, mas os líderes se sentiram ameaçados. Jesus continuou sua conversa com eles, falando do castigo que viria sobre Jerusalém “porque não reconheceste a oportunidade da tua visitação” (Lucas 19:43-44). Visitação, em Lucas, significa a vinda de Deus para salvar seu povo (cf. Lucas 1:68,78; 7:16). Os líderes em Jerusalém não reconheceram a oportunidade para serem salvos.

Hoje, muitas pessoas olham para Jesus como uma ameaça que tiraria delas a liberdade para pecar. De fato, ele daria a libertação do pecado, trazendo a reconciliação com Deus. Paulo disse aos gentios que aceitaram Jesus: “Naquele tempo, estáveis sem Cristo, ... não tendo esperança e sem Deus no mundo. Mas agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo. Porque ele é a nossa paz” (Efésios 2:12-14).

– por Dennis Allan

Leia mais sobre este assunto:
Não paz, mas espada

A Justiça e a Paz se Beijaram

O Evangelho do Reino

O Problema do Pecado


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA