Share Button

Salmos: Lição 11
Salmos 50 - 57

Estes Salmos tratam de diversos assuntos, mas todos falam de um ou mais aspectos da relação entre Deus e os homens. Deus e os fiéis. Deus e os ímpios. Deus e o pecador arrependido. É Deus quem merece a honra e a adoração e o homem quem precisa da ajuda divina para se alinhar com a vontade do seu Criador. Especialmente digno de atenção é o Salmo 51, em que Davi expressa seu arrependimento depois de pecar contra o Senhor.

Salmo 50    A Adoração que Agrada a Deus

                    1-6      Antes de falar sobre o tipo de adoração que Deus quer, Asafe frisa o ponto principal: a adoração é dada ao próprio Senhor, o Poderoso

                    7-13     Deus não precisa de sacrifícios, pois tudo já pertence a ele

                    14-15   O que ele quer é a gratidão e a obediência de homens que confiam nele (veja 1 Samuel 15:22-23)

                    16-22   Ele não tem prazer nas palavras do ímpio, quem adora com os lábios e não com o coração (veja Mateus 15:7-9). O perverso:

                               Rejeita a correção que vem da palavra de Deus (17)

 Acha prazer e se torna cúmplice do pecado dos outros (18)

                                Usa a língua para maltratar outros (19-20)

                                Acha-se igual a Deus (21)

                                Esquece de Deus (22)

                    23        Deus quer a gratidão e a obediência do homem 

Salmo 51   O Arrependimento de Davi

Antes de estudar este Salmo, leia a história do pecado de Davi com Bate-Seba (2 Samuel 11-12). Neste Salmo, Davi mostra seu arrependimento e procura voltar à comunhão com Deus

                    1-2      Davi pede perdão, apelando à benignidade e à misericórdia de Deus

                    3-6      Ele reconhece o seu pecado contra Deus, e sente-se muito longe do Senhor. Embora o pecado dele tenha atingido muitas outras pessoas, este Salmo se trata do problema maior: o rompimento da comunhão com Deus (4). Deus agiria de uma maneira totalmente justa se castigasse Davi com a morte merecida (veja 2 Samuel 12:13). Alguns usam o versículo 5 para defender a doutrina de pecado “original” ou “herdado”, mas o ponto de Davi é outro. Este Salmo fala de pecado cometido por ele, e a descrição no versículo 5 enfatiza a distância entre o pecador e o seu Deus. Ele se sentiu tão longe de Deus que foi como se nunca o conhecesse

                    7-12    Davi pede purificação e renovação. O que ele precisou – e todo pecador precisa – foi de um coração novo, purificado e restaurado por Deus. Faremos bem lembrando que o pecador precisa de mais do que o perdão legal; necessita-se de um coração curado por Deus (veja 41:4)

                    13-15   Uma vez perdoado, Davi ensinaria aos outros o caminho do Senhor e louvaria a Deus. Obs.: O pecado impede o louvor e o evangelismo. Quando as nossas transgressões interrompem a comunhão com Deus, perdemos a vontade e a força para divulgar a palavra e para adorar ao Senhor. Desta maneira, todos perdem: a pessoa que volta ao pecado perde a sua comunhão com Deus, os pecadores ao seu redor perdem a oportunidade de ouvir sobre a salvação, e Deus não recebe o louvor que ele merece

                    16-19   Deus não quer apenas sacrifícios e holocaustos. Ele quer o espírito quebrantado e o coração contrito. De pessoas que manifestam essas atitudes, ele aceitará o louvor e manterá comunhão com elas (veja 50:7-13) 

Salmo 52   A Condenação de um Homem Poderoso

O título relaciona este Salmo à época em que Davi fugia de Saul e pediu ajuda ao sacerdote em Nobe. Doegue, um pastor edomita, falou para Saul da visita de Davi em Nobe, e Saul mandou que o edomita matasse 85 sacerdotes. Para melhor entender este Salmo de Davi, leia primeiro 1 Samuel 21:1-9; 22:6-23.

                    1-4      Em contraste com a eterna bondade de Deus, o perverso confia em destruição, engano e maldade

                    5-7      Deus destruirá o homem que confia nos seus bens, assim dando vitória aos justos

                    8-9      Davi confiava na misericórdia e na bondade de Deus 

Salmo 53   A Insensatez da Incredulidade

                    Este Salmo é quase idêntico ao Salmo 14

                    1         Negar a existência de Deus é uma decisão insensata que leva a prática de coisas inconvenientes

                    2-3      Deus olha do céu e vê a injustiça geral dos homens

                    4         Será que os pecadores não entendem que a sua maldade terá conseqüências? O problema é que eles não invocam o Senhor

                    5         Deus castiga e espalha os perversos

                    6         Davi fala do seu desejo, até da sua ansiedade, de ver a salvação que vem de Deus 

Salmo 54   Davi Pede Livramento dos seus Perseguidores

O título deste Salmo se refere à ajuda que os zifeus deram a Saul quando este procurava Davi. Leia 1 Samuel 23:14-29 e 26:1-16

                    1-3      Davi apela a Deus por livramento dos perseguidores, homens violentos que não respeitavam a Deus

                    4-5      O mesmo Deus que sustenta a vida do justo também castiga os ímpios. O caráter de Deus – especificamente a sua santidade, justiça e fidelidade – exige a distinção entre os que praticam o bem e aqueles que praticam o mal. Deus, necessariamente, sustenta a vida dos fiéis e destrói os perversos

                    6-7      Salvo dos seus inimigos, Davi adora a Deus 

Salmo 55    Davi Pede Justiça Contra os Traidores e Perseguidores

                    1-5      Davi sentiu muito medo por causa dos seus perseguidores, e perplexidade enquanto esperava a resposta de Deus

                    6-8      Se tivesse asas, ele fugiria para um lugar seguro e protegido dos tumultos e ventos tempestuosos

                    9-11    Ele pediu a justiça de Deus contra os malfeitores que praticavam a perversidade em toda parte da cidade

                    12-14   A parte mais difícil para Davi foi o fato de ser traído por um amigo íntimo que andava e até louvava a Deus com ele

                    15       Este versículo continua a descrição da violência na cidade (veja 9-11)

                    16-18   Davi procura a sua ajuda em Deus, invocando o Senhor o dia todo

                    19-21   Ele confia em Deus para castigar os perversos não arrependidos, que usam palavras brandas para enganar e esconder a sua malícia

                    22-23   Ele afirma novamente a sua confiança no Deus justo, que protege o justo e destrói o homem violento e fraudulento 

Salmo 56   Davi Confia em Deus para o Livramento das Mãos dos Filisteus

Quando Davi fugia de Saul e chegou até Gate, ele temeu os filisteus. Este Salmo reflete a sua confiança em Deus naquela situação. Leia a história em 1 Samuel 21:10-15

                    1-4      Davi pede a proteção de Deus contra os seus muitos inimigos. O refrão do versículo 4 é quase igual ao dos versículos 10 e 11. Romanos 8:31 mostra a mesma confiança em Deus

                    5-7      Ele viu os inimigos tramando a sua morte, e pediu a justiça de Deus

                    8-11    Deus se compadece do sofredor e o protege da tribulação

                    12-13  Davi promete cumprir os seus votos a Deus, porque este o salvou 

Salmo 57   Deus Envia a Sua Misericórdia e a Sua Fidelidade

Quando fugia de Saul, Davi se escondeu na caverna de Adulão em Moabe (1 Samuel 22:1-2) e, em outra ocasião, numa caverna no deserto de En-Gedi, no território de Judá (1 Samuel 23:29 - 24:22). Em um desses momentos, ou em outra ocasião semelhante, Davi escreveu este Salmo. Duas palavras são repetidas como base da confiança de Davi em Deus: misericórdia e fidelidade

                    1-5      Davi pede ajuda a Deus, confiando na misericórdia do Senhor (1). Ele espera a ajuda divina para se livrar dos seus inimigos (1-4). A primeira estrofe se encerra com o refrão de louvor no versículo 5

                    6-11    Os inimigos prepararam uma cova para Davi, mas eles mesmos caíram nela (6). Veja o relato de 1 Samuel 24, quando a situação foi invertida e Davi teve oportunidade de matar Saul. Davi confirmou a sua confiança no Senhor e o adorou (7-10). Esta estrofe termina com o mesmo refrão da primeira


Perguntas

Responda às seguintes perguntas sobre Salmos 50 - 57.

Salmo 50

1.        Quem merece, exclusivamente, a adoração do homem? 

2.        Deus precisa de sacrifícios e ofertas de homens para o sustentar? 

3.        O que Deus quer do homem? 

4.        Descreva a conduta dos ímpios.

Salmo 51

5.        Qual foi a circunstância histórica deste Salmo de Davi? 

6.        Ele pecou somente contra Deus? 

7.        Davi nasceu com pecado original (herdado)? 

8.        Uma vez perdoado, o que Davi faria? 

9.        Quais sacrifícios agradam a Deus?

Salmo 52

10.      Quem passou informações para Saul sobre Davi? 

11.      O que esse mesmo homem fez em Nobe?

Salmo 53

12.      Este Salmo é quase idêntico a qual outro?

Salmo 54

13.      Quem tentou entregar Davi para Saul? 

14.      Quem era o ajudador e sustentador de Davi? 

15.      O caráter de Deus exige qual atitude em relação aos ímpios?

Salmo 55

16.      Por que Davi sentiu-se atemorizado? 

17.      Se ele tivesse asas, o que teria feito? 

18.      A pessoa que agiu contra Davi era inimigo ou amigo? É mais difícil lidar com a maldade de inimigos, ou com a traição por parte de bons amigos? 

19.      O que aprendemos do versículo 21?

Salmo 56

20.      Qual foi a circunstância histórica deste Salmo? 

21.      Se Deus é por nós, o homem pode nos derrotar?

Salmo 57

1.        Quais duas características de Deus são destacadas neste Salmo como a base da confiança de Davi? 

2.        Quem caiu na cova preparada para Davi?


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA