Share Button

Lição 4

As Bençãos de Justificação
(Romanos 5:1-21)


      Regozijando na salvação em Cristo (5:1-11)

            Salvação passada, presente e futura (5:1-2)

                  Passada: justificados mediante a fé; Paulo resume o pensamento principal do livro até este ponto

                  Presente: temos paz com Deus

                        Também poderia ser imperativo: tenhamos paz com Deus, uma vez que a alienação foi retirada

                        Por meio de nosso Senhor Jesus Cristo: muito destaque ao fato que as bênçãos vêm através de Cristo (veja 5:11,21; 6:23; 7:25; 8:39)

                        Temos acesso à graça em que permanecemos, implicando em firmeza, segurança

                  Futura: gloriamo-nos na esperança da glória de Deus

                        O que Deus já fez é a garantia de sua futura obra

                        Decaímos da glória de Deus (3:23), mas ele nos restaura

            Tribulação (5:3-5)

                  Parece bem estranho regozijar por causa de tribulações

                  Elas, porém, contribuem para nossa esperança

                        As tribulações produzem perseverança

                        A perseverança conduz ao caráter aprovado (NVI); você não sabe muito sobre uma coisa até que ela seja provada

                        O caráter aprovado dá esperança; até sermos provados não estamos certos de que nosso caráter é realmente de natureza a agüentar a provação e portanto não podemos ter uma firme esperança

                  Porque nossa esperança não decepciona (NVI)

                        Nossa esperança será realizada; tem base firme e não nos abandonará no momento de crise

                        Sabemos que nossa esperança não nos desapontará porque o amor de Deus foi derramado em nosso coração pelo Espírito Santo

                              O Espírito Santo veio e ensinou o significado do amor de Deus

                              Não se entenderia o amor de Deus somente por olhar para a cruz; o Espírito Santo revelou seu significado

Perguntas: 

    1. Quais bençãos recebemos como resultado da justificação pela fé?

    2. Por que regozijamo-nos em tribulação? 


            Certeza de que nossa esperança não decepcionará (5:6-11)

                  Cristo morreu por nós

                        Fracos (5:6): incapazes de libertar-nos do pecado

                        Ímpios (5:6): totalmente indignos

                        Pecadores (5:8): mostra que seu amor não era motivado por alguma bondade dentro de nós

                        Inimigos (5:10)

                  Os homens raramente morrem por aqueles que são bons e dignos

                  Estes fatos asseguram nossa salvação final (5:9-10)

                        Se Cristo morreu para justificar, certamente ele completará sua obra

                        Se fomos reconcilados enquanto inimigos, certamente seremos salvos quando amigos

                        Ou seja, o vazio separando nosso estado anterior (ira, inimigos) de nosso estado presente (graça, amigos) é como um vasto desfiladeiro. O vazio separando nosso estado presente (graça, amigos) do futuro (glória, salvação eterna) é como um pequeno buraco

                        O que Cristo já fez é nossa garantia de que ele manterá suas promessas a respeito do futuro

                  Em vista disto, regozijamos em Deus agora (5:11)

Perguntas: 

    1. Quais são as características das pessoas pelas quais Cristo morreu?

    2. Em quais coisas devemos nos gloriar (5:2,3,11)?


    Grandeza do que Cristo fez (5:12-21)

            Ligação com o precedente: Portanto

                  O trecho precedente ressaltou a mediação de Jesus (8 vezes — 5:1,2,9,10,11)

                  Jesus fez algo tão revolucionário na história humana, com um tão profundo impacto nos homens, que somente pode ser comparado com o que Adão fez no começo de nossa raça

                  Isto deve exaltar nossa visão das bênçãos de Cristo

            Comparação começada (5:12)

                  Por um só homem entrou o pecado no mundo: Gênesis 3

                  A morte é a penalidade pelo pecado: Romanos 6:23; Ezequiel 18:20; Gênesis 2:17

                  A morte passou a todos os homens — começou um reinado universal

                  Porque todos pecaram: resume numa frase o registro da raça: 3:23

                  Pense do pecado como se fosse uma epidemia de sarampo: assim como por um só homem o sarampo entrou na cidade, e pelo sarampo, as manchas vermelhas, assim também as manchas vermelhas passaram a todos os homens, por que todos pegaram sarampo

            Explicação entre parênteses (5:13-14)

                  Para justificar a frase: todos pecaram

                  Se não há lei, não há pecado, porque o pecado é a transgressão da lei (1 João 3:4)

                  Então, que tal aqueles antes que a lei viesse, aqueles de Adão até Moisés, eles pecaram?

                  Sim, o pecado existia antes da Lei, porque a morte estava reinando durante este período

                  Portanto, deve ter havido lei antes da Lei

                  Adão é um tipo de Cristo — alusão à comparação de 5:12

            Contrastes (5:15-17)

                  Semelhança e contraste

                        A semelhança está nisto: duas figuras que marcaram época, cujo um ato afetou profundamente o destino daqueles que se seguiram

                        Mas a diferença é tão extrema que Paulo sentiu a necessidade de elaborar antes de retornar à comparação e completá-la

                  Diferenças principais

                        Diferença de efeito: morte ou vida; condenação ou justificação

                        Diferença em extensão: o julgamento resultou de uma transgressão; o dom perdoa muitas ofensas

                        Diferença em certeza: "muito mais"

            A comparação recomeçada e completada (5:18-19)

                  Cristo neutralizou completamente o efeito do pecado de Adão

                  Considere dois tipos de morte

                        Morte física

                              Os descendentes de Adão perderam o acesso à árvore da vida e morreram incondicionalmente, num sentido físico

                              Cristo ressuscita todos os homens incondicionalmente, num sentido físico (João  5:28-29; 1 Coríntios 15:20-23)

                              O que foi perdido incondicionalmente em Adão foi recuperado incondicionalmente em Cristo

                        Morte espiritual

                              Os descendentes de Adão seguiram o seu exemplo e se perderam (porque partilharam do pecado de Adão)

                              Os seguidores de Jesus imitam-no e são salvos (porque compartilham seu sangue)

                              O que foi perdido pela nossa participação com Adão foi recuperado pela participação com Cristo; pelo nosso pecado morremos em Adão, pela nossa fé  vivemos em Cristo

            O lugar da lei (5:20-21)

                  A lei entrou depois da entrada do pecado e da morte

                  A lei não solucionou o problema do pecado, mas trouxe-o mais para a luz e tornou mais aparente a necessidade de um Salvador

                  A graça abundou para neutralizar o pecado

            O ensinamento do parágrafo em geral:

                  A superioridade de Cristo sobre Adão

                  A grandeza da obra de Cristo neutralizando o pecado de Adão, e muito mais 

Perguntas: 

    1. Quais são os dois homens comparados neste parágrafo?

    2. O que resultou através do pecado de Adão?

    3. Por que a morte passou a todos os homens?

    4. Como Paulo provou a existência de pecado antes da lei (5:13-14)?

    5. Quais contrastes Paulo notou entre as ações de Adão e de Cristo (5:15-17)?

    6. Quais paralelos Paulo notou entre as ações Adão e de Cristo (5:18-19)?

    7. Como a entrada da lei mudou a situação?

    8. Desafio adicional: Os homens nascem com a culpa do pecado de Adão?


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA